White Collar 4x06: Identity Crisis

domingo, agosto 26, 2012


Quando os coadjuvantes protagonizam. E quando Mozzie veste um terno.

É de conhecimento de todos e de felicidade geral da nação que Mozzie é um dos personagens de uma serie tão tensa como White Collar é. Eu não escondo um sorriso quando ele aparece em cena, pois sei que algo diferente de tudo que eu já assisti está por vir.

No episodio da semana, o nosso querido ursinho (pra quem não sabe, Mozzie é o modo como ele chamava seu ursinho Mozart) foi ameaçado de morte depois de sair em busca de mais um tesouro, coisa que ele sabe fazer como ninguém (assim como encontrar problemas). E o que surpreendeu foi ele pedir ajuda a Peter sem pensar duas vezes, o que é inusitado e mostra que era algo de vida ou morte.

Tudo foi se desenrolando e os segredos sendo decifrados, levando a "equipe" aos espiões Culper (confesso que procurei no google para saber se era verdade que eles existiram), o que despertou sentimentos de Mozzie relacionados ao seu passado, rendendo a cena do teatro que ele escreveu quando tinha oito anos. Emocionante e essencial para o episodio, e até mesmo para entendermos um pouco mais do gênio que é o Mozzie.

Descoberto o fato de que um professor que escreveu um livro sobre a aliança Culper era o maniaco que tinha apontado a arma ao amigo de Neal e estava disposto a tudo para escancarar ao mundo a existência desta aliança, ficou claro que o caso se tornaria uma caça ao tesouro, especialidade de Peter Burke e Neal Caffrey. 

E mesmo uma trama difícil de ser abordada como essa, a maestria dos roteiristas foi fenomenal. Mesmo que já seja um clichê em historias de caça ao tesouro, os personagens de fascinado pela caçada (Mozzie), o vilão que quer a fama (Oliver Stringer) e acaba se dando mal, o melhor amigo do caçador de tesouros (Neal) e a voz da razão (Peter) são muito bem elaborados e rendem uma caçada que prende você na frente do computador, esperando para saber o desfecho.

Com tudo indicando que Mozzie estava cego para a verdade, ele consegue provar a si mesmo que a verdade até ali conhecida não passava de uma mentira bem contada para esconder a identidade da aliança Culper. Fato que nos leva a admirar ainda mais Mozzie, e passa-nos a bela moral de que o importante é acreditar.

Confesso que sou um pouco suspeito para falar de White Collar. Uma serie que não tem medo de sair da zona de conforto, que anda no limite e a cada semana traz uma bela estoria para saborearmos. A única coisa que acho que vem faltando nesta temporada é a direta participação de Elisabeth nos casos da White Collar Division, mas espero que nos próximos episódios isto venha a acontecer.

"Eu fui a maior violação da Guerra Fria." - Mozzie

@alvarobpjr

Talvez Você Curta

3 comentários

  1. Não curti a idéia de deixarem TODO o mistério envolvendo Sam de lado e focar num episódio totalmente avulso. Não que tenha sido ruim, apenas fiquei decepcionado pelo fato de estar esperando novas revelações e uma sequência legal pra trama principal que vem sendo construida na temporada.

    http://naminhatela.wordpress.com

    ResponderExcluir
  2. Não acho que tenha sido de todo o mal. Ficou a impressão de que realmente é difícil contatar o Sam, criando uma tensão muito boa neste mistério.

    ResponderExcluir
  3. Um bom filler, como WC sempre sabe fazer...

    ResponderExcluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe