Drop Dead Diva 04x13 (Season Finale): Jane's Getting Married

sábado, setembro 15, 2012




"Eu pude superar a Deb...Porque achei você. Por muito tempo, tem sido você."

Depois de uma das temporadas mais ~diferentes~ de Drop Dead Diva, finalmente chegamos a uma resolução e avanço da historia, só que não. A sensação é a de que andamos em círculo vendo algumas coisas diferentes, mas era de se esperar que no fim  tudo fosse remeter ao começo dessa história.
Não vou mentir e dizer que foi um episódio perfeito, porque não foi. Mas aquele sentimento de "se este for o último episódio da serie eu vou ficar putíssimo da vida" esteve presente durante os 42min de defeitos, apreensão, lágrimas e bocas abertas.

Num tradicional episódio de casamento, as coisas correram de forma rápida e que se você piscasse, perderia algo. Quando mais de 70% do episódio já tinha passado e nada do casamento, eu não sabia mais em que segurar, e como diabos eles terminariam aquela temporada.
Em meio a vestidos, tiaras, decotes de coração e votos de casamento, vemos aqui uma total regressão aos primórdios da série, onde Jane ainda se esquece que não é mais Deb, ou planeja um casamento perfeito sem se importar com o desejo da mãe da real Jane.

Como o fundo da série são os casos, que geralmente acabam envolvendo os plots principais da série, não poderíamos terminar de modo diferente.


No primeiro caso temos Hannah e Mark Baker, amigo de Grayson. Hannah foi diagnosticada com tumor cerebral, o que a deixou super inteligente. Apesar do risco de morte, Hannah não quer remover o tumor. Seu marido então é obrigado a recorrer ao tribunal, alegando que sua esposa não está em condições de tomar tal decisão.


Hannah e seu mais novo cérebro superpotente consegue se defender sozinha, argumenta sobre a tutela para adultos e o direito de não querer uma cirurgia invasiva, mesmo que isso possa salvar sua vida. Hannah trabalhava como garçonete, e agora com sua inteligência, está sendo respeitada pelo que pensa, assim como Deb quando retornou no corpo de Jane, respeitada por sua inteligência e não pelo seu corpo.
Hannah pede o divórcio a Mark, e o abandona.

No tribunal, Dr. Alton testemunha sobre o estudo de tumores e seus efeitos sobre a inteligência. O neurologista acredita que o prazo de 6 meses dado pelo outro médico não tem fundamento, já que os tumores neurais crescem em velocidades diferentes.
Com o testemunho de Mark, Jane acredita que Hannah mudou, e que agora sua vida não tem mais espaço para Mark.


A conversa/discussão entre Jane e Grayson acaba tornando-se pessoal, pois Jane sabe mais do que ninguém (ou ao menos ela acredita) que Grayson nunca superou Deb e que por mais que ele tente, não consegue superá-la. O fato de ter uma fotografia dela no escritório dele mostra isso.


Grayson diz para Jane que superou Deb há muito tempo, apesar de ainda amá-la. Tá aí uma coisa que eu nunca imaginaria considerando o número de mulheres que já passaram pelo Grayson. rs
A conversa acaba dando força para Jane escrever os votos de casamento para Owen, e já nesse momento sabemos que por mais que Jane o ame, ele não é, nem vai conseguir ser, o grande amor da vida dela. Seja como Deb, ou como Jane, essa ligação simplesmente não consegue desaparecer.

Hannah, agora depondo, se vê diante de seus votos de casamento, graças ao insight de Jane. Apesar disso, o Juíz não considera o contrato verbal que foi realizado durante a prestação dos votos e encerra o caso sem encontrar razões para dar o controle da vida de Hannah para outra pessoa.
Jane e Grayson descobrem que o Dr. Alton marcou a autópsia de Hannah para dali a seis meses, o que mostra que ele sabia que ela não sobreviveria. Estava usando-a apenas para obter o cérebro dela. Desse modo, Hannah decide seguir com a cirurgia para se livrar do tumor o mais rápido possível.


No segundo caso, Kim lida com Paige McBride,cantora e compositora super premiada. Ao saber do caso, Stacy se oferece para ajudar Kim com o caso.



Chase Black, ex-namorado de Paige, teve os freios do carro cortados, como sugeria a música composta por sua ex. Paige é detida em razão da confissão de Joyce Keck, que afirma ter sido inspirada a cometer o crime por causa da música "Who's Broken Now".

Joyce Keck, revela-se fã nº1 de Paige, e em seu testemunho afirma ter sabotado o carro de Chase por ele ter traído seu ídolo.


Agora com um processo de calúnia, Paige tem mais a se preocupar. Só que ela tem uma pequena ajuda externa de Stacy.
O freio do carro de Chase foi cortado por um furador de gelo, e não por uma faca, como diz a música. Um fã saberia a letra correta.
Descobre-se que Chase cortou os freios do próprio carro, e assim o caso se encerra com a acusação de obstrução de Justiça, extorsão e falso testemunho.


A mãe de Jane, Elaine,  retorna para auxiliar no casamento, por que só há uma pessoa mais importante que a noiva num casamento: a mãe da noiva.
Jane diz para sua mãe que não precisa de ajuda com o casamento. Jane se sente frustrada por não poder ter seu casamento como Deb, mesmo que ela não perceba isso, e acaba descontando na mãe de Jane. É o típico caso de "Já que não posso ter isso, você também não terá".


Elaine tenta ajudar Jane com o casamento, trazendo inclusive a Tiara que foi usada na família nos casamentos anteriores. Jane/Deb acaba deixando claro para Elaine que não precisa dela, mas no fim Jane/Deb acaba se conciliando com Elaine, e até pede para ela acompanhá-la até o altar, ao invés do pai.

A participação de Luke nesse episódio (assim como em toda a temporada) foi bem contraditória. Por um lado temos um Anjo da Guarda que foi mandado para substituir Fred pois ele estava se envolvendo com uma humana, para logo depois o vermos "envolvido" com Kim. Luke parecia estar determinado a fazer
Deb seguir em frente, e mais do que nada, manter Grayson longe dela.

Ao fim, sabemos que ele estava visando apenas o bem dela, e ao chamar ela de Deb (só eu chorei nessa parte?) Luke demonstrou saber que quem evoluiu para a Jane atual, foi a alma de Deb. E aí precisamos concordar com ele. Deb antes não era uma pessoa má, mas também não era uma pessoa boa, e isso a levou a não ter um lugar para onde ir quando morreu, diferente da Jane/Jane.



Pela primeira vez, podemos dar uma olhada no que aconteceu com a antiga Jane. Mais conhecida pelos fãs como Jane/Jane.



Jane/Jane está revoltada com tudo o que Deb fez com seu corpo, cérebro, vida, família e o Porsche (que ela sequer deu uma turbinada).

Jane/Jane resolve então deixar a sala de TV a Cabo com transmissão do Big Brother Vivos e tentar escapar do céu para tentar por em ordem a ~sua~ vida.





Jane/Jane então tenta voltar a terra, mas sem sucesso. Quando há uma loira burra no seu corpo se passando por você, nada mais natural do que tentar recuperar o que é seu, certo? Para a surpresa de muitos procurar Fred parece ser a única solução para Jane/Jane.






Ao encontrar Fred, Jane Antiga/Jane Morta, ou como ela prefere, só Jane, tenta convencê-lo a deixá-la voltar a terra, já que observar o que acontece como o seu corpo lá embaixo não é mais uma opção. Jane/Jane consegue enganar o pobre Fred, que realmente não tem sorte quando se trata de botões.




Beirando o clímax do episódio (e da temporada) a cauda do vestido de Jane acaba ficando presa em um prego. Sua entrada é atrasada, como em todo bom casamento.


No intuito de enrolar até que a noiva apareça, Parker discursa sobre como é bom estar apaixonado (enquanto Kim o observada nada caidinha). 

Não para nossa surpresa, Kim revela que está grávida e que o pai é o Parker. Nesse momento fiquei agradecido por Parker e sua trajetória tentando construir uma família nas temporadas passadas.

Grayson vai então atrás de Jane (super poder, super intuição? Who knows). E que hora melhor para questionar Grayson sobre ter seguido com a vida, do que enquanto a cauda do seu vestido de noiva está presa, não é? Grayson tenta evitar falar demais, apesar de soltar um "eu encontrei outra pessoa", mas a coisa não poderia ter acontecido de outro jeito.


Já não sabia MESMO onde me segurar, com essa revelação, que pareceu até óbvia e mal colocada (o momento que o diga) mas se pararmos pra pensar, Jane esteve com Grayson em todos os momentos, e se ele conseguiu superar a perda de Deb, foi graças ao fato de Jane estar lá por ele. Confesso que nunca parei realmente para pensar nisso, mas essa é a graça de se assistir uma série desse tipo, às vezes você deixa passar coisas por descuido, ou por achar que aquilo seria "óbvio demais" e no fim isso acaba se mostrando o mais verdadeiro.







Muitos se perguntaram onde estava a mãe de Jane, que supostamente deveria levá-la ao altar, nesse print abaixo a vemos esperando por Jane, e ainda assim temos coisas não resolvidas como, por exemplo, por que ela não foi procurar a filha? Por que ela deixou Grayson passar? E Owen passar?



Owen acaba flagrando o beijo entre Jane e Grayson, e o ataque cardíaco que cercou toda a temporada finalmente acontece.
Vemos então a alma de Jane/Jane descendo para a terra e entrando no corpo de Owen.
Se tinha algo que eu não podia esperar era por isso. Owen morto e a volta da Jane/Jane agora mais conhecida como Jane/Owen. Muitas nomeações. Muita polêmica. Muita confusão.



Com esse final, volto ao que disse no 1º parágrafo, se esse fosse o último episódio da série eu ficaria putíssimo da vida. Talvez a série tenha mudado, aparentemente, sua abordagem, mas aqui conseguimos ver que a essência da série continua a mesma. Se por um lado sempre vimos Deb tentando viver como Jane, tentando superar sua vida passada, pelo outro nunca paramos pra observar que seguir em frente às vezes não é algo que se possa/deva fazer. Um momento de fraqueza, ou um momento inevitável? A revelação de Grayson acabou pegando muitos de surpresa, mas acredito que desde o começo a série esteve perseguindo esse caminho.

Ainda não temos uma renovação oficial, mas em algumas entrevistas, o diretor revelou que a 5ª temporada já tem sua base, que foi dada com a possessão do corpo de Owen por Jane/Jane, e que só estão aguardando o sinal do Lifetime para seguir com a produção.

Pra você que assim como eu está feliz pro ter continuado, vamos torcer para que a próxima temporada não seja a última, mas se for, que tenhamos tantas surpresas quanto tivemos nessa temporada.


Obrigado a todos que acompanharam essas reviews recentes, e ainda devo a vocês as reviews de alguns episódios passados.
Obrigado de verdade aos que leem e tiram um tempo pra comentar. Até 2013.

Elenco Convidado:
Ben Feldman como Fred
Kelly Osbourne como Joyce Keck
Jason Kennedy como Anjo
Faith Prince como Elaine Bingun
Chelsea Kane como Paige McBride
Jayson Blair como Chase Black
Brianna Brown como Hannah Baker
Ethan Embry como Mark Baker
Christopher Cousins como Dr. Bradley

Talvez Você Curta

6 comentários

  1. Estava desanimada com Drop Dead Diva, mas esse twist da Jane voltar no corpo do Owen foi sensacional, mal posso esperar pela próxima temporada!

    ResponderExcluir
  2. pois é esse cliffhanger foi um estouro!!!!
    mas confesso q qdo vi a Jane/Jane ja tava prevendo isso q ela iria voltar e não seria pro corpo dela né e quem tava mais com o pé na cova era o Owen!!!
    rsrsrsrs
    Espero q assim com a volta da Jane/Jane eu possa gostar dela por que pra mim a Jane/Deb só melhorou e sempre q voltavam ao passado eles faziam a Jane/Jane parecer uma bitch.
    Que venha a 5 temporada!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Eu quero Jane e Owen juntos . Droga de Grayson :/ o seriado está perdendo o sentido. Jane Déb. Foi uma puta.

    ResponderExcluir
  4. Eu tinha abandonado Drop Dead Diva! Essa temporada eu assisti só os dois primeiros episódios e depois larguei sem culpa. Agora que eu fiquei sabendo desse sansacional cliffhanger, com certeza vou assistir pelo menos o primeiro episódio da quinta temporada!!!

    ResponderExcluir
  5. Espero (do fundo do meu coração) que Greyson bata as botas e Owen que foi pro céu entre no corpo dele. jane e Owen sempre foram fofos demais.... Greyson já foi faz tempo!

    ResponderExcluir
  6. Eu quero Jane e Owen juntos . Droga de Grayson :/ o seriado está perdendo o sentido. Jane Déb. Foi uma puta.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe