The New Normal 1x02: Sofa's Choice

sábado, setembro 15, 2012


Hora de parar e pensar se realmente vamos fazer isso.

Se no primeiro episódio a empatia com a série foi imediata, desta vez ela cresceu ainda mais - se é que isso pode ser possível. Passada a euforia inicial, Bryan e David passam a se questionar se a ideia de terem um bebê é tão atraente assim, visto que, com um novo membro na equação, eles vão ter que abandonar velhos hábitos. De um lado, temos Bryan preocupado em ter que lidar com uma criaturinha que dará mais trabalho do que aparenta, e de quebra, estragará seus caríssimos sofás, roupas de grife e horas de sono de beleza; do outro, David segue por uma situação parecida, mas um pouco mais voltada para a sua vida social, a partida de basquete, o futebol com os amigos, o happy-hour etc.
Em meio à essa pequena “crise” do casal, temos Goldie tentando se adaptar ao novo estilo de vida em Los Angeles, começando com a busca por um novo lar para ela e a filha. É nesse momento que Shania, depois de assistir o filme Grey Gardens (para quem se interessar em saber mais, só clicar aqui), acaba roubando a cena em todas as suas participações no episódio. Ela passa a se comportar como uma das personagens da história, falando com um sotaque fortíssimo e usando véu na cabeça. Isso rendeu ótimas situações que ajudaram a desenvolver tanto a própria Shania, quanto a Goldie. O momento em que a menina conversa com Bryan é muito fofo e mostra que, mesmo super preocupado com as possíveis pichações em seus sofás de couro, ele terá muito amor por seu futuro bebê.
Goldie também cativa com toda a sua preocupação com a filha. O momento em que ela abre o jogo e rejeita a oferta de Bryan e David, optando por morar em sua própria casa, foi muito bacana. É extremamente plausível ela não estar confortável com a situação imposta. Embora os dois estejam fazendo tudo sem esperar algo em troca, como a própria Goldie diz, essa é a vida que eles conquistaram. Ela quer ser um exemplo de mulher independente para Shania, e só vai conseguir isso se não aceitar passivamente tudo que lhe é oferecido.
Comparado ao piloto, o ritmo de “Sofa’s Choice” foi um pouco mais lento. Acredito que isso se deve a ele ser um episódio de desenvolvimento dos personagens principais mesmo. Tanto que nem tivemos muito de Rocky e Nana, que acaba deixando sua marca nos comentários nada agradáveis à nova casa da neta e por meio da aparição inesperada de Clay, que, manipulado por Jane, tenta reatar com Goldie.
O fator “sambada na cara” da semana acabou ficando por conta do flashback mostrando o primeiro encontro de Bryan e David. Para quem esperava por isso um pouco mais na frente, provavelmente se surpreendeu com a prova de que amor à primeira vista existe sim. Mesmo vindo de duas pessoas tão diferentes quanto os dois.
Pausa dramática.
Aproveitando a oportunidade, queria falar um pouquinho sobre um ponto recorrente que ando lendo em críticas de The New Normal nos últimos dias. Pelo que parece, muita gente está incomodada com os estereótipos mostrados na série, principalmente com o de Bryan. Para simplificar (e não ficar mais PNC do que já estou sendo, comentando sobre isso na review), acho isso tudo uma tremenda falta de louça pra lavar. Ok, a gente sabe que nem todo gay é afetado, sabe de cor e salteado todas as músicas das divas do pop etc. Mas tampouco dá pra dizer que só existem gays como o David!
Quando The New Normal une esses dois “tipos” de gays, como está fazendo, ela mostra que nenhum deles é melhor ou pior que o outro. Pelo contrário, eles se complementam, assim como acontece em tantas outras situações e relações da vida. Ok, passado o momento desabafo, voltamos à review.
Se o grande cliffhanger do piloto foi a dúvida sobre Goldie estar grávida ou não, no fim deste segundo episódio tivemos a tão esperada confirmação. E agora, será que as preocupações dos três chegaram ao fim? Eu espero realmente que não! Mas para ter certeza só esperando até semana que vem! E segundo uma promo que está rolando por aí, lidaremos com um tema recorrente em toda gestação: ENXOVAL!
- Se no primeiro episódio tivemos os depoimentos das famílias não-tradicionais, dessa vez o momento “verdade nua e crua” ficou por conta dos amigos héteros de David. O destaque vai para o moço que tem um filho de três anos e duas gêmeas que não lembra a última vez que “deu umazinha”.
- Bryan definindo o visual “namorado da Madonna”. É só amor por esse homem!

Talvez Você Curta

4 comentários

  1. Para mim as duas melhores séries de humor agora são The New Normal e Modern Family. Texto bem inteligente, sacadas ótimas como o Namorado da Madonna, flashback, OCD do Bryan... e o que dizer dos amigos HT venerando o David, adorei. Também adorei quando a criança - ainda não decorei o nome dela - começa a fazer a Little Edie, como não gostar gente?

    ResponderExcluir
  2. Concordo com tudo, esse episódio foi ainda melhor que o primeiro e esse povo que fica reclamando dos estereótipos gays precisa não só de louça como de roupa pra lavar, conheço muita gente exatamente como o Bryan e como o David! e acho que vou ver Grey Gardens pra conferir se a performance da Shania fez justiça hahaha

    ResponderExcluir
  3. Verdade, a cena dos amigos foi muito boa, vivemos nossa vida exatamente como vc, menos na parte de fazer sexo com homens, hahahaha

    ResponderExcluir
  4. Episódio 2 foi mais gostoso de assistir que o primeiro, pra mim. Provavelmente por já estar familiarizado com os personagens. Agora deu pra se apegar de verdade à eles. Que venha mais!

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe