Beauty and the Beast 1x03: All In

sábado, outubro 27, 2012



A série mais bullinada de todos os tempos.

Se você chegar para alguém e falar: “Tô adorando Beauty and the Beast”, você só vai ter duas opções: a) a pessoa irá concordar contigo ou b) a pessoa irá rir de você. Infelizmente, o que mais está acontecendo é a segunda opção. A série desde seu começo, esteve fadada a passar por isso, e as previsões parecem se concretizar.


Continuo confiante na série, e todas as minhas apostas continuam em pé, e após esse episódio, fico pensando se tudo isso vale à pena. Talvez, se continuarmos com casos semanais bem estruturados, uma relação explosiva entre Cat e Vincent e essa contínua quebra de regras em uma relação inexistente.

Não só a quebra de regras de relações, mas também em seu trabalho, Catherine decide se mostrar egocêntrica pensando apenas em si mesmo, colocando ela e sua parceira Tess em maus lençóis, ao ir investigar um caso que não era delas. E, mesmo pedindo para ser esquecido, ela decide pedir a juda Vincent. E ele à responde: COM UM BILHETE. <3

O drama de “não-me-procure” tá ficando batido, e após 3 episódios, eles devem terminar com isso. Seja por ela ir procurar por ele por qualquer situação, ou por ele ir encontrá-la na escada de incêndio. Ou seja, encontra-se o momento certo para começar o relacionamento de ambos, que já possuem uma química enorme em todos os episódios mostrados.

Mais uma vez, o caso semanal foi bem estruturado, jogando entre os ilegais que estavam nos Estados Unidos, e as poucas evidências. A maior parte, sempre é pura dedução vindo delas, que acabam se concretizando com ajuda de Evan. Me pergunto porque Cat praticamente se joga pra cima dele, após tê-lo dado um bolo e por estar gostando de outra pessoa.

O modo como Vincent tratou das duas garotas foi, afetuoso, talvez seja essa a palavra, e talvez seja por isso que é impossível não se apaixonar por ele. E até após seu ataque de adrenalina, onde todos conseguiram ver “Onde a Fera está?”, a única certeza que eu tinha é Cat tinha a capacidade acalmá-lo, conseguindo dominar a Fera dentro dele.

No final, só nos restou o medo de que Vincent seja rastreado e encontrado, culpa de Cat, que quebrou todo o protocolo de “não-me-procure”, e agora corremos o risco de perder nossa Fera, que também tem se arriscado demais, deixando o dono de um bar inconsciente. Talvez, JT tenha sua razão em querer deixar Vincent fora do radar.

A resolução do caso não poderia ter sido melhor! Poder ver Yani Gellman (Interpretando Sam, conhecido por ser Garret em PLL) preso novamente foi um deleite para os meus olhos. Ele teve uma ótima atuação, e mereceu o pouco destaque que teve.

Mesmo após todo um episódio tentando afastar os personagens principais, o final se tornou aquele momento meloso e lindo de sempre. Ver Cat e Vincent trocando números de telefone e uma conversa que vai muito além de amigável, faz o coração de qualquer shipper pular mais alto. Deixo registrado esse momento, e fica a pergunta: Existe Fera mais bela que essa? NÃO, NÃO EXISTE!

PS: Continua achando as aparições da irmã da Cath (Que eu nem sequer sei o nome) deplorável e desnecessária.

Talvez Você Curta

3 comentários

  1. Adorei a resenha!!! : )

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelos comentários!!!! rsss sou suspeita: sou apaixonada pela série!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe