Emily Owens M.D. 1x01: Pilot

quinta-feira, outubro 11, 2012


 
High School nunca tem fim.

A novidade dessa Fall Season em séries ‘água com açúcar’ é Emily Owens M.D, produção da CW estrelada por Mamie Gummer, atriz competente que já foi vista em The Big C, The Good Wife e em Off The Map, a melhor série médica de selva já produzida na história da TV.

 Brincadeiras à parte, o fato é que Mamie vem para protagonizar outra série médica, mas com um foco bem diferente. A série da CW, que se empenhou em criar um ambiente hospitalar crível, tem muito mais foco no drama pessoal e no romance do que em qualquer outra coisa, apesar do uso da formulinha de Grey’s Anatomy, unindo a situação da protagonista e dos personagens de forma geral com os casinhos da semana. Essa série, registre-se, não é um procedural e nem tenta sê-lo. Emily Owens M.D tem uma proposta leve que vai agradar a quem gosta de comédias românticas, principalmente.

Um bom paralelo seria Hart Of Dixie, amplamente criticada por ser “bobinha” quando isso, na verdade é tudo o que a série quer ser. Emily Owens M.D vem nessa mesma toada, para ser um passatempo leve e divertido, sem maiores compromissos. Quem não curte o estilo e adora falar mal de produções do tipo pode pegar a dica aqui mesmo e passar longe.

A série faz um bom Piloto, mas nada além disso. A trama é simples e bem apresentada, mas falta um fator “uau”. Mesmo assim, as constantes confusões e conjecturas mentais de Emily divertem, inclusive porque ela é uma eterna adolescente. Mesmo feliz por se sentir adulta ela ainda guarda desejos e inseguranças do tempo de colégio e o tempo todo somos lembrados de que o hospital é igual ao colegial (#denunciandominhaidade), cheio de grupos fechados e de gente lutando para se encaixar e sobreviver ao dia a dia de julgamentos. É praticamente uma série teen dentro de um hospital.

Por isso mesmo, a história começa no primeiro dia de trabalho dos novos internos de cirurgia do Denver Memorial, que Emily encara como um recomeço. Ao lado dela está Will Collins (Justin Hartley), seu colega da faculdade de medicina por quem Emily nutre sentimentos óbvios. Aliás, faço aqui uma correção. Esse moço é, definitivamente, o “fator uau” da série, e imensa motivação para acompanhar os episódios semanalmente.

Já nessa Premiere, Emily decide seguir o exemplo de sua primeira paciente (uma menina de 12 anos com problemas cardíacos) e revelar seu amor por Will. É constrangedor de se ver, porque Will, mesmo sendo um cara bacana, a rejeita sem dó e que apenas manter a amizade. Ao mesmo tempo, dá para notar um interesse dele em Cassandra Kopelson (Aja Naomi King), nêmesis de Emily nos tempos de escola e agora colega de trabalho assumidamente bitch.

Tyra Dupre (Kelly McCreary) a filha do Chief é quem apresenta Emily ao universo do Denver Memorial, enquanto revela seus problemas com a família “perfeita” onde ela sente que não se encaixa, por ser lésbica.  Dr. Tim Dupre (Harry Lennix) é o chefe dos residentes que posa de maravilhoso, mas é flagrado aos amassos com uma enfermeira.

O grande motivo de Emily ter aceitado esse trabalho é a possibilidade de aprender com a Drª. Gina Bandari (Necar Zadegan), uma famosa cirurgiã cardiotorácica que trabalha cheia de frieza. Óbvio que Emily e suas divagações acabam atraindo a atenção de Gina, mas talvez não do jeito certo.

A única pessoa realmente compreensiva com Emily é um dos médicos residentes, Dr. Micah Barnes (Michael Rady), que está passando por um drama pessoal, com a doença terminal da mãe. Ele também é aquele cara meio nerd que tem tudo para se apaixonar por Emily e gerar conflito com Will. Honestamente falando, é isso o que vai acontecer mesmo, difícil de escapar do tradicional triângulo amoroso que toda série com esse estilo sempre tem.

Emily Owens M.D tem produção executiva de Jennie Snyder Urman (“90210,” “Lipstick Jungle”) e Dan Jinks (“American Beauty,” “Pushing Daisies,” “Milk”).

Talvez Você Curta

3 comentários

  1. Eu gostei.... Eh bem bobinha... Mas achei egal...
    Vou continuar....

    ResponderExcluir
  2. Como a época de chuvas está chegando, é uma série legal pra assistir num sábado ou num final de tarde chuvoso ra relaxar e descansar a mente. Gostei...
    Se esse for o objetivo da série, entretenimento simples e leve cumpre lindamente o seu papel!

    ResponderExcluir
  3. Como série adolescente disfarçada de série médica, eu gostei bastante! Já vejo as intriguinhas, o triângulo amoroso...

    Como estou "de mal" com Grey's Anatomy, talvez tenha achado uma série médica pra substituir, sem aqueles dramas todos. Diferente de Grey's, o povo não se pega nos elevadores, mas nas escadas... HAHAHAHA

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe