Chicago Fire 1x01: Pilot

quinta-feira, outubro 11, 2012


 
Um tributo ao trabalho dos bombeiros.

Como já denuncia o nome, Chicago Fire, nova série da NBC,  é uma série focada num grupamento de bombeiros e, sendo da grife Dick Wolf, obviamente estamos falando de um procedural, o que pode ser bom ou ruim, dependendo do seu gosto pessoal por seriados. A Series Premiere de Chicago Fire segue exatamente essa linha. Apresenta os personagens, insere algum drama entre eles e literalmente, começa a incendiar prédios, carros e o que estiver pela frente, porque convenhamos, não dá par fugir muito disso.

O piloto é bom, mas não passa disso. Não empolga de nenhuma forma especial, mas aproveita os atributos físicos dos rapazes para, de repente, criar algum interesse a mais no público. Até o site oficial é ilustrado com os shirtless dos bombeiros, para se ter ideia. Acho que, nesse sentido, os roteiristas e produtores entenderam o espírito da coisa, muito embora uma trama interessante seja um atrativo muito mais importante e indispensável.

É aqui que começam as dúvidas sobre Chicago Fire. A série é apenas um genérico de qualquer outra na mesma temática, não há um grande diferencial, inclusive, porque o drama já começa com um dos integrantes da equipe morrendo durante uma operação de combate ao fogo, o que gera grande tensão entre dois líderes de equipe, que ficam culpando um ao outro pelo infortúnio.

O foco da série é o trabalho perigoso e estressante realizado pelos bombeiros, equipe de resgate e paramédicos do Chicago Firehouse 51, com algum destaque para a vida particular dessas pessoas e as relações entre elas. Dentre os personagens temos o tenente Matthew Casey (Jesse Spencer, "House"), que comanda o caminhão e vive um momento crítico em seu relacionamento com uma médica. Ele é um dos sente remorso pela morte de um de seus melhores amigos e bate cabeças com o tenente Kelly Severide (Taylor Kinney, "The Vampire Diaries") do esquadrão de resgate, que também lida com dores e problemas físicos causados por problemas no trabalho.

O chefe do batalhão é Wallace Boden (Eamonn Walker, "Oz"), que tenta apaziguar a situação e resolver tudo com sua larga experiência. Gabriela Dawson (Monica Raymund, "The Good Wife") e Leslie Shay (Lauren German, "Hawaii Five-O") são as paramédicas que precisam agir rapidamente e manter o sangue frio, mesmo sob risco de serem processadas por tentarem salvar a vida de alguém.

Peter Mills (Charlie Barnett, "Law & Order: SVU") é o Novato que ainda está em treinamento para fazer parte da equipe, guardando certas ilusões e encantamento pela profissão, ao contrário de Christopher Herrmann (David Eigenberg, "Sex and the City"), um bombeiro experiente que acaba de perder a casa em que vivia com a família, depois de passar por terríveis problemas financeiros.

No fim das contas, fica a impressão de que essa é uma produção bastante previsível. Por outro lado, não se negam qualidades técnicas e visuais (além da intenção de homenagear a vida dos homens e mulheres que se arriscam nas mais variadas situações de resgate). Todos os desastres desse episódio inicial são bem feitos e críveis, o que é o mínimo esperado de uma série desse tipo e por isso, não tão louvável.

Chicago Fire é criação de Dick Wolf ("Law & Order"), Derek Haas e Michael Brandt. A equipe de produtores executivos inclui Matt Olmstead ("Breakout Kings"), Joe Chappelle ("The Wire"), Danielle Gelber e Peter Jankowski ("Law & Order"). O Piloto foi escrito por Haas e Brandt. A direção é de Jeffrey Nachmanoff ("Homeland").

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe