Grey’s Anatomy 9x02: Remember The Time

quarta-feira, outubro 10, 2012



Quando Grey’s Anatomy deixou de ser uma série sobre médicos e se transformou numa série sobre pessoas que passaram por todo o tipo de trauma.


A mudança de médico para paciente é realmente algo interessante para um roteiro, que pode explorar como aquele com o bisturi na mão se comporta quando é a sua vida que está nas mãos de um terceiro. Assim, “Remember The Time” seria um episódio promissor se os protagonistas de Grey’s Anatomy já não tivessem passado por perrengues além da conta. Além do assunto já estar mais do que batido na série, é realmente frustrante ver os personagens sobrevivendo a mais um desastre, afinal já tivemos bomba dentro de um paciente, afogamento, diversos acidentes de carro e agora um desastre aéreo que não levou ninguém para uma ilha misteriosa para ser atacado por ursos polares como tentou brincar Dra. Bailey. Ao ignorar a sequência cronológica para deixar um mistério a cerca da sobrevivência de uma das personagens, Greys começou este episódio de maneira fria com uma enxurrada de fatos que pouco eram capazes de emocionar, mas ao longo do episódio a relação entre os personagens foi deixando tudo mais interessante e comovente. Por mais que os acontecimentos ainda sejam absurdos, a força de seus personagens deve ser o caminho para a salvação de Shonda.

O que deu liga ao episódio e acabou o engrandecendo ao final foi a excelente mensagem deixada por Meredith para Cristina e a forte Callie Torres, que se desdobrou e deixou suas emoções de lado na tentativa de fazer o bem a Arizona, Sloan e Derek. Cristina brincando de The Walking Dead foi coerente e até engraçado, mas todo o drama vivido pela personagem após o tiroteio no hospital me fez torcer o nariz para esta história. Assim, foi ver a amizade dela com Meredith fazendo ela superar o trauma que tornou o episódio interessante. É impressionante a jornada das duas e como a amizade entre elas fica mais forte a cada dia apesar da inserção de filhos e maridos à equação.

Callie mais uma vez provou que é uma pessoa de muita força e uma ótima personagem. Como que alguém é capaz de operar uma mão milionária ao mesmo tempo que lida com a morte do pai de sua filha e a amputação de sua esposa? É muito para qualquer um, mas Callie foi capaz de passar por isto tudo sem parecer too much e ainda nos emocionando. Que vontade de mandar a Arizona para aquele lugar, ela sempre foi meio chatilda mas o seu mimimi preferindo morrer ao invés de perder a perna foi foda. Quer dizer então que ela ama mais a perna do que a sua esposa ou filha? A cena de ódio com Karev foi muito boa, mas, apesar do trauma, Arizona deveria ser um pouco mais adulta e entender que é responsável pelas próprias decisões ao invés de colocar toda a responsabilidade nas mãos de Karev.

A morte de Sloan ganhou muito mais significado já que o cara deixou um legado para o seu discípulo, Avery. Gostei de ver a história de amor frustrada de Lexie e Sloan inspirando Avery a se declarar para April, mesmo que as coisas não tenham acabado muito bem e a moça tenha preferido ir criar porcos no quinto dos infernos no lugar de esperar por ele tomando uma cervejinha no Joe´s. E eu achando que surto era aquela banda que fez um puta de um sucesso com a música que pirou o cabeção no começo dos anos 2000.

Como disse na review do episódio passado, é normal a série demorar um pouco para voltar aos trilhos depois de tudo que aconteceu, mas, apesar de “Remember The Time” não ter me agradado como a maioria dos episódios da temporada anterior, preciso aceitar que Shonda Rhimes fez um bom trabalho com um episódio que era necessário para a continuação da história.

PS.: Não teve como não imaginar o corpo de Lexie sendo devorado por lobos ou sei lá mais que bichos. Outro fato curioso foi notar como uma pessoa começa a ter comportamentos estranhos (e até super força) depois de tomar um pouco do seu próprio xixi.

Talvez Você Curta

2 comentários

  1. eu achando que não podia mais chorar por causa do Sloan e vem esse episódio com mais detalhes sobre sua morte.

    gostei desse episódio, deu para entender o que aconteceu na floresta...
    mas estou me cansando desses consecutivos desastres.

    ResponderExcluir
  2. ah, sim...
    curti seu texto =]
    parabéns pela crítica.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe