Last Resort 1x04x05: Voluntold/Skeleton Crew

domingo, novembro 04, 2012



Last Resort recuperando a excelência que mostrou no Piloto.

Depois de dois episódios medianos, Last Resort voltou com tudo com esses novos dois episódios, mostrando que continua sendo a melhor estreia da fall season de 2012.

1x04: Voluntold
Do começo ao fim do episódio só pensava em uma coisa: Battlestar Galactica. Não há duvidas de que a série é uma pioneira na questão militar, então obviamente Last Resort iria se basear em seus episódios para conseguir trazer o militarismo para a série, acertando ou errado, como foi o episódio passado. Felizmente, acertaram no ritmo deste episódio, deixando claro que possuem um roteiro forte e personagens carismáticos o bastante para que torçamos para que eles consigam se suceder.

A equipe está dividida e no meio o machista vai acabar se sobressaindo. Sinceramente, quando percebi que todo mundo estava querendo matar o capitão, o XO e a tenente, o primeiro suspeito que veio na minha cabeça era o velho. Porém, o plot é pior do que pensava, já que o próprio Secretário da Defesa que mandou a mensagem. Em tempos de incertezas, comunicação é a chave e Marcus realmente estava pecando bastante nesse quesito.

Já ficou mais do que óbvio que tudo que aconteceu foi por causa do gostosinho do bar e os outros SEALs que o submarino resgatou. O irritante é que o menino não quer falar sobre o que aconteceu ou o que está acontecendo, mas o personagem deve ter mais profundidade, já que brigou com os outros coleguinhas por causa de um corpo. Até, claro, descobrirmos que o defundo é o irmão.  

Quanto mais conspiração tiver, melhor. O governo não quer deixar as pessoas saberem onde o submarino estava ANTES do ataque, o que faz todo o sentindo, novamente, por causa dos SEALs no parágrafo passado. O ruim disso tudo é que obviamente Taylor (de The O.C) tornará um alvo fácil, junto com a mulher do XO.

1x05: Skeleton Crew
Após comentaram que precisavam arrumar a bateria da barreira no meio do oceano, bem no dia em que os representantes dos Estados Unidos aparecem na ilha, não havia duvidas do que iria acontecer em seguida. Foi bem óbvio o desenvolver da história, principalmente quando a negociadora recebeu a brecha que tanto queria.

Se bem que as pessoas da ilha que foram super burros, indo consertar o negócio bem no dia em que o povo que te quer morto faz uma visita. Porém, muito interessante e legal o papel que Grace desempenhou no episódio. Foi colocado em prova seus dotes militares, ao ter que lidar sozinha com o submarino. Ela conseguiu lidar com todos, principalmente o velho, que continua naquele discurso machista. Grace deu conta do trabalho e ganhou o respeito de toda a equipe. Portanto, o reconhecimento que ela ganhou no final do episódio, com todo mundo em posição enquanto ela andava, fez todo o sentido do mundo.

Depois desse episódio dá para perceber que os personagens estão muito bem solidificados, tanto que você torce e vibra em cada momento de suspense e tensão durante todo o desenvolvimento da trama do episódio. Marcus, desde sempre, é o melhor personagem da série, mas essa bipolaridade que ele mostra ainda é um enigma para muitos, será que ele realmente é uma pessoa que não tem nada para perder ou ele realmente possui boas intenções envolvendo toda a situação?

A melhor cena, porém, foi quando o pai de Grace matando negociadora e ainda atirando no secretário. Foi meio dramático matar a mulher, mas é claro que ele não a deixaria dar a ordem para aniquilar o submarino com a filha dentro.

Em outra instância, a mulher do XO finalmente mostrou que não é tão burra quanto parece, denunciando que já sabia que o novo ‘amigo’ está trabalhando com o governo. Ele até tentou fazer a cabeça dela, falando que o marido e Marcus iam vender o Colorado para a China, mas por favor, né. Que desespero em tentar fazê-la mudar de lado. Se pelo menos viesse com uma história mais condizente, mas foi quebra de código total achar que alguém acreditaria nessa parceria. 

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe