Fringe 5x04/05: The Bullet That Saved The World/An Origin Story

domingo, novembro 04, 2012

 

“Antes de embarcar em uma vingança, cave duas covas” – Não é só Revenge que cita Confúcio!


Se alguém (ainda) lê minhas reviews sabe que eu nunca gostei muito de Etta, e não será a morte da personagem que irá fazer com que mude de opinião sobre ela, tudo o que senti por ela durante os outros quatro episódios em que ela apareceu continuam sendo os mesmos. Para falar a verdade, fiquei realmente feliz de ela ter morrido, não por odiar a personagem, mas pelos rumos que a morte dela irá causar, é o momento de virada, onde tudo realmente vai começar a acontecer!

Antes de ver o quarto episódio havia visto muitas pessoas falando sobre o quão emocional ele havia sido, os produtores também deram uma entrevista falando sobre isso, mas eles falam que todo episódio é o melhor ever a cada semana, então não se pode levar muito em consideração. Na verdade percebi que preferia ver Haven, Nikita, Elementary e Nashville antes de ver Fringe. Inclusive ficou chocado quando vi que tinha apenas Fringe para assistir, e meus sentimentos poderiam ser expressos apenas pela Sheila de Shameless. E Uau...! Dizer que o Olodum passou sambando em minha cara não seria o suficiente.

Havia visto um spoiler, em algum lugar sobre a Fringe Division começar a causar Eventos Fringe – Na internet se absolve Spoilers por osmose, tu não sabes de onde veio, mas sabe que sabes – mas não imaginei que seria tão rápido e tão foda, quando eles entraram no prédio atrás dos planos de Walter, jogando o pózinho  cicatrizador na cara dos Observadores fiquei totalmente chocado! Pirei com o que aconteceu e foi nesse pequeno momento em que percebi... A fringe que sempre amei tinha voltado, na verdade ela sempre esteve ali, escondida, talvez eu não conseguia ver, ou ela não era mostrada, mas ela estava ali e quando finalmente vi isso, acho que tudo mudou.

Esses dois episódios serviram bem para separar essa ultima temporada, até aqui tínhamos uma introdução, o que é esse novo mundo, como tudo aconteceu, quem é quem. A partir desse momento sinto que a ultima temporada de Fringe começa, bela, emocional, depressiva, tudo o que deveria ser e muito mais! Pode ser idiota, mas sei que no fim tudo vai ficar bem... Não bem de todo mundo vai viver feliz para sempre, ou de que eles vão vencer os observadores, mas após esses dois episódios, eu sinto como se tudo fosse ficar bem, não importa como acabe, acho que realmente tenho fé na equipe de Fringe... Vai ser dolorosa a despedida desta série que me conquistou de uma maneira que poucas outras fizeram, mas tudo acaba um dia, acho que o mais fácil é nos conformarmos com isso.

Claro que se conformar com a morte da filha não é nada fácil e Olivia e Peter estão tão quebrados e perdidos, mas é como se eles estivessem indo recolher os caquinhos um do outro, juntando e colando, e ajudando a se reerguerem, o desaparecimento da Etta os fez ficar separados, mas a morte dela irá os unir... Ou os separar ainda mais, principalmente agora que Peter irá realmente virar um observador!

Ok, vamos falar a verdade, eu acho que eles criaram essa trama somente para sair por ai sambando na cara dos fãs, que lá no final da terceira temporada todo mundo estava louco, gritando desesperadamente que Peter ia virar um observador, tanto que o próprio ator foi vestido de Observador na Comic-Com, teve vídeos com Zachary Quinto (s2) e Rebecca Mader, e foi uma coisa de louco, somente para agora eles fazerem com que Peter se torne um observador, como isso será realizado não sei, mas sentia falta de me sentir tão ansioso assim, esperando ansiosamente pelo próximo episódio, imaginando e criando teorias... Não sei se sou o único que se sente assim, mas é uma sensação muito boa...

Vejo muita gente dizendo que Etta está viva, as teorias são várias, e verdade seja dita, não me incomodaria se ela estivesse, acho que inclusive seria interessante o Observador ter salvado ela para: 1º, Descobrir sobre o ~amor~; 2º, usar como arma contra Peter, Olivia e o resto da resistência e 3º (particularmente minha favorita) Etta ser megaevil, uma agente infiltrada dos Observadores que vai ser a arma principal dos Observers e no final Olivia terá que matar a própria filha! Ok Ok, ela morta é mais crível, e acho que mais fácil para a ultima temporada, em vez de ficar enrolando com Etta estando morta ou não, acho que fica mais interessante seguir em frente e aceitar que “Etta is gone”...

Quanto aos observadores, devo dizer que eles realmente estão me irritando, eles são muito megaevils e quero que todos morram afogados em seu próprio sangue enquanto são triturados e enforcados por seus intestinos. Meu ódio vai aumentando a cada vez que um observador esquisito abre a boca, e sinto falta de September, cadê flashback para mostrar o que aconteceu com ele gente? Nem é tanto para saber o que aconteceu, mas apenas para rever ele, amo muito o personagem, o ator, e quero September!!!

No fim, gostei muito desses dois episódios, e peço desculpas para quem ainda está lendo as reviews por ter demorado para soltar elas, as coisas andam muito loucas ultimamente, mas semana que vem tudo se ajeita, ou não.

Os glyph codes das duas semanas foram:


Wound e Fight, respectivamente, Ferida e Luta. Novamente os glyph estão muito mais “humanos”, com a Ferida representando a Morte de Etta, e o Fight a verdadeira luta da resistência que começa a partir de agora, com Petobserver saindo por ai usando os poderes dos Observadores contra eles mesmos! E deixo com vocês esse vídeo promocional muito legal, com tema para Etta e a Resistência!

Talvez Você Curta

3 comentários

  1. Concordo com você : o episódio 5x04 é um divisor de águas. Injetou mais ânimo nesta temporada e me deu mais vontade de acompanhar os episódios. Eu também não estava conseguindo me sentir tão ligada à Fringe quanto nas temporadas anteriores, pois faltava alguma coisa. Não sei o quê : Gene ,talvez (kkkkkkkkkk). Saber que a série terminará em breve está deixando um gosto amargo em todos os fãs, uma certa melancolia. Os observers são perversos, insensíveis, a própria imagem da tv americana, implacável diante da queda de audiência, assassina de muitos seriados maravilhosos e únicos como Fringe.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com você sobre esta temporada, mas eu ainda quero um pouco mais da Olivia, ela ta um pouco apagadinha..coloca "cortexiphan" nela para ficar mais interessante..rsrs

    ResponderExcluir
  3. Fiquei triste com a morte da Etta. Associo os defeitos da personagem ao mundo onde ela cresceu, e assim simpatizava com ela. Porém entendo também que a morte dela é importante demais pra série.

    Estou adorando ver Fringe. E cada vez mais vejo que essa temporada vai ser mais que digna pra série.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe