Nashville 1x07: Lovesick Blues

sexta-feira, novembro 30, 2012


Chegamos, enfim, ao inevitável.

Na semana passada, Nashville consertou o problema que vinha desde o piloto: a falta de agilidade na série. Tudo estava ficando repetitivo e cansativo e isso explica porque pouca gente se animava de assistir. Agora, no entanto, essa desculpa está deixando de ser válida. As coisas finalmente estão acontecendo e, por isso, aqui estou eu, pra falar dessa coisa linda que é Nashville.

Uma questão que vem sendo levantada desde o piloto e ficou na mesmice até agora foi o dueto de Rayna e Juliette. As duas finalmente são colocadas contra a parede e são obrigadas a engolir seu orgulho e cantar juntas. Rayna para que pudesse readquirir algum público, e Juliette para “se redimir”. Foi muito divertido acompanhar a reação das duas quando foram pressionadas, a discussão pela escolha da música e a apresentação.

O namoro de Juliette com Sean (mesmo que ela não defina dessa maneira) começou a se intensificar. O problema desse relacionamento é que ela é toda atirada e ele é mais recatado, quase um coroinha mesmo, apelido dado pela própria Juliette. Ao contrário do que muita gente pensa, tem sim homens com uma política sexual conservadora e Sean é um desses. Acho interessante essa pegada, apesar de pouco criativa, e como ela é vista pelos outros. Juliette, por exemplo, logo aponta o rapaz como gay.

Rayna ainda está cega quanto à família. Tenho pena dela. Quando sua família começa a trambicar por trás de você, qualquer outro inimigo é apenas uma formiga. Plots políticos dificilmente são interessantes e com Nashville não é diferente. Essa coisa do Teddy me irrita profundamente, mas é importante apenas para a história de Rayna, então vamos ter um pouco de paciência.

A história de Scarlett estava bacana nesse episódio. Adorei os conselhos de Deacon e da namoradinha de Gunnar, que arrastou a menina pra night e agora vai ficar meio com o pé atrás com os dois e com toda aquela tensão amorosa entre eles. Scarlett caga a marra de mulher independente indo lá chorar e se reconciliar com Avery, mas isso foi parte de um plano maior: flagrá-lo com a outra lá.

A relação dela com Gunnar era outra que só empatava. Não que tenha mudado grande coisa, mas eles finalmente começaram a olhar diferente um pro outro, mesmo que, para isso, Gunnar teve que ver Scarlett toda produzida pra balada e ela teve que se decepcionar ainda mais com Avery. 

Talvez Você Curta

3 comentários

  1. Foi o melhor episódio até agora!
    E que venha a tour!!1

    ResponderExcluir
  2. Já tem legenda no Addic7ed.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe