Partners 1X05: 2 Broke Guys

sexta-feira, novembro 09, 2012


O episódio de Partners dessa semana foi mediano... "But I don't wanna Fight!"

Passamos algumas semanas sem Partners e digamos que o retorno não foi bem como o esperado. Depois de fazer episódios incríveis como "The Jeter Exception" e "The Key" a série não podia de forma alguma voltar para a sua zona de conforto, mas foi isso o que aconteceu. Acho que é exatamente aí que reside o problema do show de Kohan e Mutchnick, impedindo que o mesmo cresça... Quando o mesmo se volta para o seu próprio mundinho, aonde apenas os quatro personagens e os autores entendem as piadas internas, derivadas de suas infâncias ou trabalhos passados. Isso tem acontecido episódio após episódio, e quando o mesmo não apresenta nenhum fator muito cômico, sua atenção se volta para isso e, por mais que adoremos a série, acaba irritando profundamente.

O episódio foi justamente focado em Louis e Joe, e como estavam tendo dificuldades para encontrarem um próximo cliente. A partir de então, ao invés do roteiro investir em uma coisa mais leve, piadas mais instantâneas, que o público pudesse absorver melhor... Não! investiram mais uma vez na investigação do passado da dupla de personagens principais. E não foi só um plot, foram dois, o do antigo trabalho deles com a demissão de Louis e a rejeição do mesmo pelo irmão... Alô roteiristas! É uma comédia! Muita coisa densa e pesada para um episódio só...  


Só sei que não fluiu, ficou tudo denso demais, pesado demais, as piadas entre os personagens só funcionaram para eles... Como a questão do "But I don't wanna Fight!"... Os roteiristas precisam realmente parar de investir em um bordão novo a cada episodio, é irritante. O público sabe que eles são amigos de infância, que possuem muitas piadinhas e peculiaridades internas, mas não precisamos absorver todas elas na primeira metade da temporada de estréia, é realmente anti-digestivo.

Os gêmeos arqui-inimigos da dupla não poderiam ter sido mais "fail", serviram apenas como meio condutor para a descoberta de Louis, porque como fator cômico definitivamente não funcionou. Já temos Joe para fazer essas esquisitices no show, não precisamos de mais personagens tentando fazer "mal feito" o mesmo. O ponto alto da série, que é sempre a interação entre Ali e Louis, não existiu. Baseado que a unica interação entre os dois foi circunstancial e não de diálogo.


O que conseguiu salvar um pouco o episódio foi definitivamente o plot do "Adônis de pele de porcelana e lábios macios". Sério, ri muito na cena do ventilador e na hora em que Ali estava tentando provar que não sentia nada quando beijava Wyatt. Aliás, tiro o chapéu para Sophia Bush que tem sido um dos elementos mais constantes e que mais funciona na série, sem nunca entregar uma atuação chata como a de David Krumholtz nem tão exagerada como a de Michael Urie. A atriz sempre se atem ao roteiro e aproveita cenas pontuais para apresentar os trejeitos de sua personagem, como as caras que fez quando beijava Wyatt. Outra coisa bacana é terem trazido de volta essa insegurança de Joe em relação a Ali (e agora de forma mais evidente), afinal ela é sim muita areia para o caminhão dele.

No mais é isso, amo a série, quem lê aqui sabe que faço sempre uma babação de ovo, fui tampando muito o sol com a peneira, fazendo vista grossa para algumas falhas gritantes de roteiro... Mas tem uma hora que não dá mais e temos colocar lá no mural tudo de ruim que anotamos no decorrer dos episódios. Me desculpem os fanáticos, mas sou apenas fã, e apesar de ter enrolado muito, dessa vez procurei ser imparcial. Como gosto muito da série, espero realmente que esses pontos sejam melhorados e que a série ganhe mais fluidez (sem ter que explicar muitas histórias), consequentemente maior absorção pelo público.

Talvez Você Curta

5 comentários

  1. Pra mim, a maior qualidade da série são justamente o fator piada interna que você citou, hahaha, ponto de vista é uma coisa engraçada mesmo. But I don't wanna fight!

    ResponderExcluir
  2. Comecei escrevendo "as maiores qualidades", depois tirei os S e mantive o 'são', uma barra analfabetismo funcional. But I don't wanna fight with myself!

    ResponderExcluir
  3. pois é meu caro... mais isso q espanta o público cbs... que quer piada rápida e mainstream e episódio corrido tipo 2 broke girls...

    ResponderExcluir
  4. Partners pra mim é a melhor estreia de comédia da Fall!! E esse foi um dos melhores episódios!! Ri muito! But I don't wanna fight!

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe