Survivor Philippines 25x09 /10: Little Miss Perfect / Whiners era Wieners

terça-feira, novembro 27, 2012



Seria brasileira a nova Jerri Manthey?


25x09: Little Miss Perfect

Depois de um dos episódios mais loucos de todos os tempos, as coisas voltaram ao normal em Survivor, uma tribo dominando e a outra correndo atrás para recuperar os números. No começo do episódio foi muito engraçado perceber o quanto Penner estava perdido, primeiramente se sentindo traído e só depois percebendo que foi ele que fez merda e acabou sendo o culpado pela eliminação de Jeff (já que se ele tivesse votado certo, teríamos um empate). Quando o Carter é a pessoa que tem que te explicar o que está acontecendo, significa que você está mais perdido que filho de puta no dia dos pais. Apesar desta falha, Penner foi o grande jogador do episódio e com o papinho mais manjado do mundo conseguiu conquistar a confiança de Lisa e Skupin. Mesmo tendo gostado bastante do episódio, em que Jonathan se salvou novamente e ainda tivemos um blindside, para mim, a edição pesoudemais a mão no drama de Lisa, que em pleno 2012,  fica se sentindo mal por suas estratégias de jogo. Se no episódio de número 8, eu disse que ela poderia ser a grande jogadora da temporada, neste sou obrigado a desmentir, já que Lisa realmente possui um grande conhecimento do jogo mas não é capaz de executá-lo por conta de uma possível rejeição no pós show.

Enquanto Penner sabe o jeito certo de abordar e convencer as pessoas, Abi faz completamente o oposto, achando que pode colocar as pessoas de sua aliança contra a parede e mesmo assim todos continuarão leais a ela. Além disto, a brasileira é tão competente nas tarefas diárias do acampamento que acabou acertando um coco bem na cabeça de Skupin. Ainda bem que não havia uma fogueira por perto ou o cara poderia reeditar a sua evacuação de Australian Outback. Assim, no Tribal Council, Lisa manteve sua palavra à Tandang, mas Skupin acabou flipando e ajudando os outros participantes a surpreenderem Artis. A edição manteve Artis tão invisível como de costume que eu nem desconfiei que ele seria o eliminado. Na minha opinião, Skupin não agiu sozinho e Lisa sabia que ele iria mudar de lado, mas quis provar para Abi que ela estava errada antes de ir junto com o cara para a outra aliança. Me irrito um pouco com esta insistência em colocar Abi e Pete como vilões e, principalmente, com a hipocrisia de alguns participantes. Denise ficou dizendo o episódio inteiro que Abi é egoísta e por isso nunca usaria o idol para salvar um aliado, mas ao mesmo tempo ela e Malcom nunca consideraram usar o idol para salvar Penner e tentar virar o jogo desta maneira. De qualquer forma, o episódio foi bom e apenas preparou a nossa brasileira querida para o que viria na sequência.

25x10: Whiners era Wieners

Já o episódio número 10, foi todo focado na falta de habilidade social de Abi. Chego a comparar esta quenga com Jerri, a primeira vilã feminina do reality que todo os Estados Unidos amaram odiar.  A semelhança entre elas vem do fato de ambas não conseguirem perceber o quão odiadas por toda tribo são e ao invés disto pioram sua imagem a cada segundo, com uma decisão ruim atrás da outra. Quem ganha com tudo isto somos nós, que adoramos ver estas putas armando grandes barracos e se ferrando lindamente em seguida. Na segunda temporada de Survivor, Colby se livrou da aliada pelas coisas ruins que ela fazia e acabou perdendo na final por ter levado uma adversária à altura. Pelo jeito, mais de 10 anos se passaram e as pessoas continuam a cometer os mesmos erros.

Na recompensa, fiquei realmente impressionado com a facilidade com que Malcom conseguiu convencer todos a não falar do jogo, claramente se poupando de ter ouvir um monte de promessas e dizer um monte de mentiras. Tudo poderia ser uma grande oportunidade para Pete e Abi ganhar dois novos aliados e faria muito sentido para Carter e Malcom, que chegariam ao final com adversários bem mais fracos fisicamente e principalmente socialmente. Na volta ao acampamento, Abi não conseguia parar de falar da bendita recompensa, o que prova que ela provavelmente nunca assistiu ao programa e não faz ideia de quantas eliminações já foram frutos deste tipo de comportamento em temporadas passadas. O auge de tudo foi ela dizendo “And then i became Cinderella”. Se eu fosse o Boninho, aproveitaria que quase ninguém conhece ela no Brasil e a convidaria para nos abrilhantar com pérolas como esta no próximo BBB ou em breve a Record pode vende-la como famosa em alguma edição de A Fazenda.

Neste episódio, Skupin teve a grande oportunidade de se mostrar um grande jogador, o que acabou não acontecendo. Eu não consigo entender como ele e Lisa preferem continuar no jogo com Malcom e Denise (dois fortíssimos concorrentes) ao invés de garantir o prêmio para um dos dois, indo com Pete e Abi. O interessante é que todo mundo sabia que poderia flipar eliminado o Malcom e mesmo assim ninguém o fez. Sem dizer que o cara mesmo sabendo do grande risco que corria, preferiu manter o idol no bolso como se nunca o tivesse achado.

Me decepcionei um pouco também com os dois underdogs, que se esforçaram pouco na tentativa de conseguir mais alguém para o lado deles. Como Penner aprendeu na própria pele em Cook Islands, quando um participante tem um idol, Yul diria que mais do que se proteger ele deve tentar atrair novas alianças a partir dele. Assim, Abi poderia pelo menos tentar dar o idol para Skupin e Lisa, mostrando que mudou e confia em ambos, se em troca os dois votassem em Malcom e restabelecessem a aliança da tribo. A estratégia seria perfeita, já que assim Lisa e Skupin passariam a dominar completamente o jogo, se aliando com as duas pessoas mais odiadas, ganhando um idol de presente e ainda se livrando da maior ameaça no jogo e de seu querido idol também. Mesmo com o discurso da consciência limpa e o escambal, eu duvido que os dois recusariam uma proposta como esta.  

Logo no começo do Tribal Council, as coisas já começaram a ficar sem noção. Abi pode ser uma grande filha da puta, mas nunca que ela estava jogando com o júri, mesmo porque ela teria que ser mais delusional do que já é para se preocupar com votos do júri quando está prestes a ser eliminada. Daí por diante começou um verdadeiro massacre contra brasileira puxado por Jeff Prosbt, que há muito tempo esqueceu a imparcialidade em casa e adora jogar uma quenga debaixo do ônibus. Ao mesmo tempo, gargalhei com a desculpa de Abi, que resolveu que as pessoas não a acham gentil uma vez que o inglês não é sua primeira língua. HAHAHAHAHA. Bitch, please. O legal é que eu acabei me sensibilizando com Abizinha e fiquei até com pena dela. Cheguei a pensar que ela daria o idol para Pete e desistiria do jogo, mas eu já deveria saber que ela é brasileira e não desiste nunca. 

Com a eliminação de Pete, só um milagre de Iemanjá pode manter toda a loucura de Abi no jogo, o que faria muito bem para o programa. Graças a uma edição até que equilibrada, só Abi e Carter estão completamente descartados como vencedores, mas ultimamente apostaria em uma vitória de Lisa.

PS.: Engraçado como eu gostava da RC durante o jogo e agora a odeio. RC só pode ser diminutivo para recalcada, uma vez que ela, na Ponderosa, só fica perguntando para os outros eliminados se eles se arrependeram de tê-la eliminado.

Ponderosa for Dummies: Para quem não sabe, a CBS disponibiliza na internet (tem no You Tube) vídeos com a chegada do novo membro do júri a chamada Ponderosa, lugar onde eles ficam hospedados enquanto ainda tem que comparecer aos Tribal Councils. Vale muito a pena conferir. Nesta temporada por exemplo, podemos perceber o quanto RC é recalcada e o quanto Jeff ficou puto ao ser eliminado. Enquanto, eu venho gostando do comportamento de Artis e Pete, que parecem ser bons amigos e entendem que tudo é só um jogo e que a ideia dele é eliminar os adversários mesmo.

Talvez Você Curta

2 comentários

  1. Não consigo não amar abi <3 #chatiada por pete e artis terem saido ):

    ResponderExcluir
  2. go penner!
    e nunca tinha ouvido falar dessa ponderosa kkkkk
    e olha que tbm mato e morro por survivor viu

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe