Grey’s Anatomy 9x08: Love Turns You Upside Down

terça-feira, dezembro 11, 2012



The Grey's Anatomy Project. Qual dos novos internos vai sobreviver depois de passar pela avaliação do coração peludo de Shonda Rhimes?


Shonda Rhimes está se especializando em fazer episódios que focam inteiramente a sua narrativa em um ou mais personagens e vem tendo muito sucesso ao fazê-lo. Depois do desastre do final da última temporada, a série vem renascendo e para isso vem apostando no que a consagrou no passado, internos inexperientes e tramas mais leves. Eu particularmente estou adorando esta fase de Greys e estou realmente surpreso ao perceber que, a cada episódio, gosto mais dos novos personagens. Se nós conhecemos bem Shonda Rhimes, podemos apostar que ela vem fazendo um verdadeiro teste com os internos e com os respectivos atores, sendo que os que não vingarem na trama morrerão sem a misericórdia da showrunner mais polêmica do momento. Nem todo showrunner tem um reality show para testar novos atores e imaginar o tipo de personagem funcionaria em sua série. Por enquanto, estou gostando de todos, mas reconheço que a Izzie 2.0 tem mais chances de ficar na trama por um longo tempo devido ao grande destaque que vem tendo e com a sua relação com Karev, que cresce a cada dia.

A Dra. Wilson é a primeira desta nova leva de internos que tivemos a oportunidade de conhecer a história. Apesar de ser muito bonita, bem apresentada, ter estudado em uma das melhores universidades e de usar um relógio caríssimo, a interna foi abandonada pelos pais e acabou ganhando o apoio de uma professora para se virar na vida. Todo o background de infância e adolescência sofrida e a própria personalidade da personagem nos faz lembrar muito de Izzie, mas ver Shonda reciclando a personalidade dos 5 internos originais não vem me incomodando nem um pouco e sou obrigado a dizer que até estou gostando da nostalgia, principalmente porque gosto muito das primeiras temporadas da série mas sei que nunca vou ter coragem de assistir tudo de novo. Ver Karev pegando no pé da menina a chamando de princesa (que caminhoneiro, hein Karev) foi meio que um xerox dele pegando no pé da Izzie com a história dela ter sido modelo. Repetitivo, sim, mas, mais uma vez, fluiu bem e nçao incomodou. Sem dizer que faz um certo sentido o cara se interessar por mulheres com personalidades semelhantes.

A outra interna que vem forte na corrida por um papel duradouro na série é Brooks, já que a atriz é carismática e fácil do público se identificar. Me diverti bastante com ela tendo que se desdobrar atendendo um monte de telefones ao cuidar da vida pessoal da Medusa. Só não entendi como ela foi capaz de ver Neve Campbell e não pedir um autógrafo, mas vai ver ela estudou muito para entrar na faculdade de medicina e acabou ignorando a brilhante série cinematográfica Pânico. Foi legal também ver Meredith escondendo a gravidez de todos, provavelmente por ter medo de perder a criança, uma vez que todas as suas tentativas de engravidar falharam no passado. Só acho que Meredith está muito maligna e vem sendo a única dos novos atendentes que não está ajudando em nada na formação de novos profissionais. Tem que ver isso aí.

Já April, que por ser uma fracassada ficou o episódio todo tirando caroços e outras coisas nojentas da bunda de um monte de velho, ainda foi capaz de ensinar uma simples e importante lição a Shane. E não é que o cara fixou bem e levou de prêmio a participação na tão cobiçada cirurgia da mão de Derek? Venho gostando muito da maneira leve e divertida com que o assunto vem sendo abordado na série, principalmente porque o Derek já fez muito mimimi por aí e mais cansaria qualquer um. Voltando a Shane e April, me diverti muito com os dois tendo que enfrentar a bunda com o caroço mais nojento do mundo e gostei muito da interação entre os dois personagens, fez a April nem parecer tão chata como vinha sendo. Sem dizer que é legal ver a série mostrando uma rotina mais dura ao invés do glamour que sempre vemos em relação à profissão de médico. Não existem no mundo tantas irmãs siamesas para serem separadas ou sintomas misteriosos para serem resolvidos.

Na única trama médica que teve mais destaque no episódio, a disputa das internas, Zangada e Altiva, por cirurgias foi divertida, mas um pouco exagerada. Elas acabavam de participar de uma e já queriam mais, diferente do que ocorria nas primeiras temporadas da série, em que o hospital era mais escasso de cirurgias com participações de internos. O mais legal de tudo foi ver Yang, que quando interna era quem mais duelava por cirurgias, tendo que repreender as duas. Gosto muito da maneira severa porém compreensiva com que que ela vem lidando na missão de ensinar seus alunos. A trama do roubo de corações foi excelente e soube dosar muito bem no drama e acabou não cometendo nenhum exagero.

Com mais um episódio a ser exibido ainda neste ano, Greys está em ótima forma, provando que consegue se reinventar (mesmo usando alguns elementos já conhecidos por todos nós) e se recuperar depois das baixas de qualidade e principalmente no elenco que a série sofreu. Por mais que eu tenha adorado o episódio, só espero que Shondalinda (sim criei coragem e voltei a chamá-la de forma carinhosa) entenda que estes novos internos estão nos cativando e crescendo na trama a cada episódio, mas queremos mesmo acompanhar os personagens mais antigos. Pelo menos por enquanto, quem sabe com o tempo isto não muda.

E vocês, gostaram de acompanhar os internos? Algum favorito por enquanto?

Talvez Você Curta

4 comentários

  1. Só gosto da Dra. Wilson, apesar de achar a história dela meio clichê...
    E o que é a Meredith fazendo dos internos seus assistentes pessoais? Que horror, zero profissionalismo. Pior que isso, só o mimimi da Bailey sobre o Christmas Wedding...
    Abraços

    ResponderExcluir
  2. review perfeita, finalmente alguém q pensa da mesma forma q eu. Aliviada !! :D
    que grey's continue nesse caminho, estou amanando.

    ResponderExcluir
  3. Tenho curtido bastante a temporada e olha q quase abandonei depois daquela finale tenebrosa!

    ResponderExcluir
  4. Realmente esse foi um otimo episodio, n fiquei incomodado por n estar mais focando na Meri e a Yang e sim nos internos. Só uma coisa que eu quero falar, Shonda n me venha mais querer matar deus e o mundo n, esse plot está mais que usado, é igual a musica do Claudinho e bochecha ( Assim sem você).

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe