Survivor Philippines 25x12: Shot Into Smithereens

quinta-feira, dezembro 06, 2012



A sensação de que os familiares são melhores jogadores do que os próprios participantes.


Depois do episódio passado, em que Abi roubou a cena e usou toda a sua brasilidade para sambar na cara de todos e ganhar imunidade garantindo a sua permanência no jogo, ficou claro que ela e Carter seriam os próximos eliminados, expondo a aliança de Lisa, Skupin, Malcom e Denise. Achei realmente engraçado Denise dizendo “Estou muito orgulhosa de você, Lisa, por não ter recuado e ter se imposto para o seu próprio bem” quando na verdade soou como “Estou muito feliz que você seja burra e não tenha feito a jogada mais inteligente, se livrando de mim hoje, ainda mais porque você está engolindo toda esta merda de lealdade e honestidade, que só me beneficia”. Enquanto isto, Abi continuou contando a sua lorota, de que tem um idol, como se não houvesse o amanhã e dando bem na cara que é tudo mentira.

No reward chellenge, tivemos a oportunidade de conhecer os familiares dos participantes num emocionante e comovente (só que não) reencontro. Destaque para a histeria de Lisa, que por não ter ninguém na vida teve que ser visitada pelo irmão, para o irmão retardado do Malcom e para a toda poderosa Dona Vera, mãe de Abi, que facilitou a vida dos legenders só falando em português com a amada filha. Como não amar ouvir em Survivor “Segura, segura, mãe” e a resposta “Força, filha”? Agora eu acredito em Abi, que foi prejudicada no jogo por não ter o inglês como primeira língua, uma vez que em português ela acabou se comportando muito bem e só dizendo palavras à mãe. Foi muito divertido também perceber que o filho de Skupin é tão sem noção quanto o pai e capaz de se machucar ficando apenas pouco tempo no jogo, tal pai tal filho.

O melhor de toda a visita dos familiares foi ver o irmão de Lisa fazendo-a acordar no jogo e parar de ser manipulada com palavras positivas para realmente ter alguma chance de vencer. Quase toda temporada, um familiar aparece mostrando inteligência e demonstrando que seria um melhor jogador que o seu parente competidor, porém é importante lembrar que é mais fácil fazer um diagnóstico não estando há 31 dias comendo mal, vivendo uma experiência completamente diferente do normal e convivendo com um grupo de pessoas. Para quem está fora de tudo isto, só existe um propósito, ganhar o jogo e, assim, Lisa se convenceu de que precisa rever os seus conceitos, estando livre para jogar e fazer o que já deveria ter feito, se livrar de Malcom. Todo o confessionário dela gritando “Yeah, I Can Play This Game and I Can play Well” me deu alegria porque deve significar que Abi poderá chegar ao final e me deu a impressão de que a edição vem trabalhando Lisa como a vencedora do jogo. Vamos pensar bem, ela chegou como underdog completamente desestabilizada, depois provou que poderia ser uma boa jogadora, para depois se arrepender e ficar pregando a bondade e seguindo seu coração, para agora recuperar a sua motivação e mostrar seu lado competidora. A edição criou uma jornada para a participante e a história deve ter final feliz, uma vez que ela vem sendo a grande personagem da temporada. Lisa vem sendo a heroína da temporada enquanto Abi é a grande vilã.

Em toda boa história existem obstáculos e para estragar os planos de Lisa e Skupin, pelo menos pro enquanto, Malcom ganhou imunidade e se garantiu entre os quatro finalistas uma vez que possui um idol no bolso e o Tribal Council da próxima semana será sua última oportunidade de usá-lo. Assim, os planos tiveram que ser alterados e Carter e Abi voltaram a ser os alvos favoritos. Foi mais do que hilário ver Lisa pregando que Deus fechou uma porta e os impediu de fazer algo errado, enquanto Skupin cagava para tudo e estava bem mais interessado no tamanho descomunal de um inseto na árvore.
Mesmo sabendo que corria perigo, Carter continuou a ser uma bosta e ao invés de tentar alguma coisa do ponto de vista estratégico, ficou apenas dizendo que não era justo uma quenga como Abi chegar ao F5. Mas, depois de ouvir uma conversa que revela o quanto Lisa e Skupin vem decidindo o jogo, Abi fez a sua mágica funcionar mais uma vez e causou mais uma confusão, o que rendeu um ótimo confessionário de Malcom comparando a brasileira a um dementador do Harry Potter. “If Abi goes home tonight it’s because she is a bitch”.

Se semana que vem não é a finale, tudo indica que nesta temporada teremos um F2, que pode mudar bastante o resultado do jogo. Lisa parece ser uma forte candidata ao prêmio, principalmente se levar Abi ao final, mas não podemos descartar uma vitória de Denise ou até de Skupin. Com este sentimento de não levar ameaças ao final, Malcom corre grande risco de ficar em quarto ou até terceiro se for realmente um F2. Começo a acreditar que Abi pode ficar em segundo mesmo se for F3, uma vez que acredito que Artis e Pete votariam nela para ganhar.

PS.: Carter é tão banana e inútil que a Ponderosa desta semana foi uma verdadeira chatice, sem nada demais para a gente comentar. 

Talvez Você Curta

2 comentários

  1. Para Lisa e Skupin seria melhor levar Abi pra final, por isso tenho esperança de ver Abi na final.
    Se for F2 não sei quem vai esta lá,
    Só espero que Lisa ou Abi ganhe elas foram os destaques desta temporada, odeio a Denise.

    ResponderExcluir
  2. a frase de abertura resumiu meu pensamento dos familiares
    enfim, esse episódio foi BEM fraquinho. acho que eu não gostei muito do começo pq eu sabia que malcolm ia ganhar imunidade, então perdeu um pouco a graça
    mas enfim, o tribal council SALVOU o episódio
    ri MUITO. esperando pelo próximo
    e esperando a finale. acho que será um crocante final 2 <3

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe