666 Park Avenue 1x08/09: What Ever Happened to Baby Jane?/Hypnosis

quinta-feira, dezembro 06, 2012




666 Tenta se dar uma ultima chance, numa reta final de tirar o fôlego.

1x08Quando Jane desceu as escadas, fazendo o chão do Drake fechar-se sob ela, apenas fiquei imaginando qual seria o destino da garota, que se tornou minha nova musa inspiradora dessa fall season.

Mas o destino da garota não foi dos piores. Parar no meio da Times Square, com pôsteres de Once Upon a Time ao fundo, tentando entender tudo que havia acontecido, sem saber se é dia ou noite. Enquanto isso, pobre Henri entregando folhetos (E levando carão de algumas pessoas), tentando encontra-la.

Mesmo que todos achem que ela esta louca, vale a pena mencionar o Investigador Cooper, que, ao que tudo indica, acredita em Jane. E não importa o quão tensa seja a situação, após um abraço lindo e meigo e fofo, sempre é bom shippar <3. Quem vai ser perdendo muito nessa história, é Henri, mas ninguém mandou ele ser um babaca.

Quem também está sofrendo, é o Victor Shaw, graças à mentira contada no jornal por Annie, no melhor plot da série até agora, que trouxe a vida Kandinsky, o torturado, que agora trabalha para Gavin, sem muito sucesso. Enquanto ele não consegue tirar nada do homem, Olivia faz ele falar até demais, e caindo na conversa dele, vai atrás de sua filha (mesmo morta).

Acredito que a filha dela esteja, mesmo, morta, e tudo que Shaw inventou foi para tira-lo dali com ela, assim podendo ameaçar Gavin pela caixa. E, a caixa que até agora ninguém entende o que é capaz de fazer, a não ser matar pessoas de um modo extremamente doloroso. O modo que Gavin recuperou a caixa, numa igreja, dando novamente a entender que ele era o Diabo, mas a pergunta fica no ar: Ele é ou não é?

Jane parece ser quem ira desvendar todo o mistério do Drake, mesmo tendo esquecido de ter descido a escada ou o que aconteceu lá embaixo. E, ao se lembrar, nunca se sabe qual poderá ser a reação dela, sendo que algumas coisas algumas vezes o melhor é nem lembrar.

Mas ela se arrisca para tentar descobrir, e isso inclui fugir de uma ala inteira cheia de médicos e enfermeiras, tudo isso para chegar a uma conclusão, ou, a mais perguntas. Mas fugindo, ela acaba gerando mais transtornos, ela, indiretamente, matou Julian Waters, interrogando-o pela portinhola da porta.

O que deixa ela presa é Nona. A guria até agora parece ser meio vidente, com um sexto sentido, mas continua sendo burra, e além de burra, se torna irritante com a lerdeza e com toda a dedução furada que sempre cria, sem o mínimo de lógica e com uma péssima atuação.

Para finalizar, tenho que comentar o triângulo amoroso mais gato da televisão mundial: Brian, Louise e Alexis. Eu já to num estado que diria para eles ficarem juntos felizes para sempre, e terminar a temporada com um hot threesome. Mas tudo vai se encaminhar para Louise descobrir e acabar com a felicidade de nosso garanhão.

Mas também, Brian se vê numa encurralada: Ou ele fica com Louise, dependendo dela para sempre, ou fica com Alexis e tenta sua carreira na Broadway, com shows de sucesso e espetáculos sobre um triângulo amoroso.

PS: Também só vou escrever toda vez que eu fizer sexo com um loirinho, rola produção?


1x09Mais um episódio sensacional na reta final, faltando apenas 4 episódios para o fim, e com o ultimo episódio do ano, 666 traz mais perguntas, fazendo-nos sofrer com o cancelamento, e com mais a espera para que as respostas apareçam.

Esperávamos que isso acontecesse com o aparecimento de Maris, maravilhosamente interpretada pela única Whoopi Godlberg, mas a única coisa que pudemos concluir, foi que ela era um mulher que ia além do que aparentava (Claro, ela tinha a Pomba Gira dentro dela), mas de respostas ela não nos trouxe nada.

A seção de hipnose com ela foi como uma viagem no tempo, nos apresentando Libby, ou uma das vidas passadas de Jane. E a partir daqui, tudo o que surgirão são apenas teorias, porque nada de concreto veio nesse episódio. Descobrimos que Libby foi usada em algum tipo de ritual, onde eles invocarão algo com o qual eles não poderiam lutar.

Nunca fui grande fã de Henri, e fiquei torcendo para que a casa caísse para cima dele, e era o que tudo parecia, mas ele decide aplicar a chantagem. Tudo já preparado por Gavin, que já havia planejado, e com uma ajuda de Laurel. Agora fica a pergunta: Laurel ajudou Henri por intermédio de Gavin, que sabia que Laurel era Sasha?

Esse foi o grande #BOOM do episódio. A cena final mostrando Gavin chegando calmamente em Sasha, quase como se fosse algo corriqueiro, deixando tudo a entender que sim, eles estavam moldando Henri juntos! Mas o circo vai pegar fogo é para Gavin, assim que Olivia descobrir que ele sabia da filha deles o tempo todo, e manteve isso escondido.

E, digo, palmas para Olivia, que conseguiu uma interpretação divina, amordaçando Victor Shaw e mantendo ele em cativeiro, até que ele abrisse a boca e falasse onde Sasha estava, mas no fim, nada adiantou. Ela foi até o apartamento de Sasha, mas lá, nada encontrou, e ainda perdeu sua única forma de encontrar sua filha.

Agora, a única esperança de ela encontrar sua família, já que ela acreditou no que Shaw disse, será com Gavin, que manterá o silêncio?, ou enfrentará a fúria de sua mulher ao contar a verdade. Encarando os fatos: As paredes estão se fechando para Gavin, e se a casa dele cair logo, não será por falta de avisos.

Agora só resta esperar pelos 4 episódios restantes, que nos darão o desfecho de uma história sólida que cercou 666 Park Avenue nesse tempo. Já começo a ficar com saudades de Jane, que em pouco tempo se tornou uma de minhas personagens favoritas de muito tempo. E vocês, o que esperam da Series Finale?

PS2: Saudades do núcleo sexo-apelativo, sumindo episódio sim episódio não.

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe