The Neighbors 1x10: Juan of The Dead

domingo, dezembro 16, 2012


Como se vestir apropriadamente para um velório.


Para os humanos, a morte é o fim da estrada e nem sempre lidar com isso é algo fácil. Imagine então como seria para alienígenas vindos de um planeta distante, tentando se adaptar aos modos humanos e assimilar costumes, modos, e ainda por cima ter que lidar com a possibilidade de não existir mais.


Entre as tentativas de Marty em conseguir fazer Larry gostar de comida humana, e as tentativas de Debbie em fazer Jackie suar, Juan Salgado, o jardineiro do condomínio Hidden Hills, acaba sofrendo um acidente ao ver a verdadeira forma de Jackie Joyner-Kersee. O pobre jardineiro acaba morrendo, mas os pobres alienígenas não têm ideia do que realmente aconteceu. Desde que tomaram as formas humanas, eles morrem por seis horas e de manhã ressuscitam, renovados. Às vezes eles dormem após o acasalamento, ou durante ele. (Quem nunca?)



A confusão entre sono e morte leva o casal Weaver a ter de explicar para toda a comunidade o que a morte realmente é, já que tudo está um verdadeiro caos, e como Larry não pôde explicar quando a morte chega ou como acontece, o pânico toma conta. Os alienígenas não ficam satisfeitos, tantas incertezas, lidar com a imprevisibilidade, não é algo animador ou esperançoso para eles. Com um mundo de perguntas sobre a morte, os Weavers tentam explicar que a morte vem para todos, nem sempre é indolor, chega quando menos se espera, mas eles vivem o máximo que podem. Seja em negação, ou aproveitando os momentos únicos, eles não devem temer ou esperar por esse momento onde tudo acaba.



Na tentativa de fazê-los compreender Marty acaba exagerando sobre o seu estado de coração e Max o ouve, pirando com toda a conversa. O pânico de perder o pai e descobrir que seu amigo Juan está morto, deixa o pobre garoto mais confuso, mesmo com os pais tentando, sem sucesso, acalmá-lo, explicando sobre a morte e que ele não vai perdê-los.


Os aliens tentam se manter perto de coisas que não morrem, como plantas e peixinhos dourados, mas Debbie os convence a ir ao funeral de Juan, para ajudar a processar tudo o que aconteceu. Apesar de ser um evento sombrio, os aliens se vestem para celebrar a vida. Nada melhor pra comemorar um funeral do que com roupas de luau, com direito a estampas floridas e alegres. É uma celebração, afinal. O importante é mostrar o quanto eles se importava com Juan. Como o funeral está vazio, e o único parente vivo não era muito chegado a Juan, os Weavers e a Comunidade tem o local só para si.


A cerimônia com o barco de madeira, também conhecido como caixão, acaba virando uma farra, quase um show de comédia. Entre piadas e canções alegres, os aliens encontram seu próprio jeito de celebrar e se despedir do fiel jardineiro. A morte com certeza não é algo mais difícil que o nível 7 do Tetris. Por isso mesmo, na tentativa de resolver as coisas, Lary Bird descobre como vencer a morte e Juan aparece mais "vivo" do que nunca ao seu lado.



Juan é trazido de volta dos mortos, seu comportamento estranho característico de um morto-vivo incomoda não só os humanos, como também Jackie. Os Weavers tentam convencer Lary Herbert Walker Bird a reverter o processo. Não é natural dos humanos retornar dos mortos, não importa o método que ele tenha usado. Ele acaba revelando que deu um remédio que o seu pai havia lhe dado para o caso de algo muito ruim acontecer. Em seu medo de perder o controle, acaba trazendo Juan de volta, usando todo o remédio que possuía. Ficar impotente diante de qualquer situação era algo que ele não podia permitir.


Com toda a discussão, Max tenta conversar com Juan, mas o pobre jardineiro em seu cosplay fixo de The Walking Dead, não exibe nenhuma reação. Sua confusão e todas as perguntas são normais para um garoto de apenas 8 anos, mas Debbie Weaver consegue acalmá-lo e explicar tudo. Com isso resolvido, e aproveitando o momento, Debbie desabafa sua preocupação com os hábitos não-saudáveis de Marty. Ele por sua vez garante que vai se esforçar o máximo que puder, pois não tem como ele abandonar sua família.



Por fim, eles mandam Juan para a casa do primo e Lary revela que sua maior preocupação é que algo aconteça com eles e ninguém possa cuidar dos filhos, que não conhecem o mundo. Marty garante que na possibilidade de algo acontecer, eles cuidarão dos garotos, mas deixando bem claro (ou nem tanto) que se a situação fosse invertida, eles têm uma irmã para cuidar de Abby, Max e Amber.

- Humanos são apenas macacos com tênis. Pura verdade.
- Pacto de suicídio em família realmente não é uma boa ideia.
- Meio-homem, Meio-Cortador-de-grama.
- O que há com a comida de avião? Sério.

Talvez Você Curta

2 comentários

  1. Gosto das reviews, mas se puder faça mais reflexões (opinião, não crítica). E ali em cima você se enganou, Larry disse que não iria ficar mais perto de coisas vivas e por isso ficaria perto dos peixinhos, mostrando que ele não sabe nada de nada.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe