Cougar Town 4x03: Between Two Worlds

sexta-feira, janeiro 25, 2013



Um nome pode causar mais mudanças na vida de uma pessoa do que você imagina. Prazer, Ron Mexico.

Depois de um episódio com uma levada mais dramática, Cougar Town retornou ao humor sem noção com piadas WTF. Claro que uma problemática aqui e ali não pode ficar de fora e, dessa vez, a crise de Jules era de novo relacionada a Grayson – Travis pôde descansar um pouco da pressão emocional da mãe.

Tudo começou com as atitudes de marido perfeito do sr. Ellis. Concordando docilmente com todas as demandas da esposa, ele proporcionou um prato cheio para Ellie: suas bolas imaginárias com tempero. Era difícil decidir se ria vendo Ellie palitando os dentes ou sentia nojo da cena mesmo sendo uma ação IMAGINÁRIA!

E bem, Ellie não se contentou em degustar das bolas invisíveis de Grayson, mas utilizou seu superpoder (comentado adiante) e causou polêmica no casamento recente. Isso porque ela abriu os olhos de Jules para o óbvio, isto é, o fato de que a morena não estava muito feliz com um marido perfeito que fazia suas vontades já que, convenhamos, Jules adora ser contrariada.

Foi fácil para a especialista semear a discórdia entre o casal de amigos. Ellie só fez lançar a pergunta que muitos de nós estávamos fazendo inconscientemente: por que Jules continuava com o sobrenome Cobb em vez de adotar o de Grayson ou voltar a usar o de solteira? A pulga atrás da orelha de Grayson fez o favor de mordê-lo e KABOOM!, uma DR com direito a alianças jogadas fora (de mentira ou não) e ameaças ao casório estava feita.

Jules tinha a opção de abandonar tudo e seguir o plano B: “virar” lésbica e pegar Ellie, mas preferiu manter o plano para o futuro e lutar pela reconciliação com G-man.

Enquanto isso, Travis enfrentava um drama ainda mais profundo. O rapaz precisava a qualquer custo descobrir seu superpoder, pois Laurie, a gostosa das teorias malucas, definiu que todos na panela tinham uma habilidade especial – eles eram tipo os Vingadores, saca!? - Assim, Laurie é capaz de ler a vibe das pessoas, Jules resolve qualquer problema com sexo (ô delícia!), Bobby consegue apelidar qualquer pessoa a qualquer hora (cê jura!?), Ellie é capaz de começar uma briga entre duas pessoas, mesmo desconhecidas (e como é capaz!), Andy consegue achar qualquer coisa (menos uma solução pra falta de cabelo), Grayson consegue imitar qualquer pessoa (até o Tom, o que não é grandes coisas) e Stan é o verdadeiro Batman da história, capaz de levantar móveis e voar para o telhado do vizinho (mas hein!?). E qual seria o poder de Travis? Bem, simples. Ele teve que aguentar a própria mãe dizendo que havia ficado grávida dele enquanto tentava descobrir como usar o controle remoto, ouviu detalhes que poderia ter passado sem sobre a agenda sexual dela e Grayson e ainda aguentar as lamúrias de Laurie sobre o namorado distante. Que dó, que dó, que dó, né? Sim, a habilidade nada secreta do garoto Cobb é colocar a felicidade dos outros acima da própria. Gute-gute!

E foi usando de superpoderes que Bobby também conseguiu realizar uma das maiores comédias de Between Two Worlds. Faturando cafés de graça numa coffee shop, onde se passou por um tal de Ron, ele mudou de identidade e virou um cara fodástico. Estou falando de Ron Mexico. Sim, porque Ron Mexico é um nome tão mais maior de legal que garantiu ao falido Bobby telefones de minas gatas, amigos, prestígio, a troca de uma multa de trânsito por um rolê com um policial à batida de um ponto de drogas e a entrada pro AA. Bobby Cobb, digo, Ron Mexico virou uma celebridade! [Nota mental: dar esse nome ao meu filho.]

Mas, como mesmo em Cougar Town nem tudo é perfeito, ele teve que voltar a realidade e aceitar que é quem é. E convenhamos, Bobby Cobb é muito amor! (né, Andy?)

Jules e Grayson também se entenderam – usando o superpoder de Jules para resolver a situação – e os dois foram felizes para sempre até a próxima intervenção de Ellie Torres. Destaque para o momento fofo de Grayson dizendo que não queria o mesmo problema de seu casamento anterior com Jules. É, além da comédia sem noção, a série também é cheia de romance água com açúcar!

O episódio terminou tão WTF quanto começou, com o clipe da música de Grayson sobre Ron Mexico, estrelado pelo próprio. Risadas garantidas em cada segundo de Between Two Worlds. A série não está desperdiçando a chance que ganhou da TBS, pelo contrário, trouxe para a emissora uma ótima quarta temporada.

E Tom continua se dando mal.

Penny can!! (cadê o jogo, falando nisso?)


PS 1: o jardim com vinhos de Jules foi uma ideia genial – e invejável!
PS 2: para não deixar passar o título da vez: “Eu fui contratado por CT e eles só me deixaram escrever isso. Meu nome é Donny. Oi. Mãe.” (poor guy!)

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe