Modern Family 4x13: Fulgencio

sábado, janeiro 26, 2013

"Don't ask about my business."

Modern Family está em sua melhor fase e eu acho que já era hora de se admitir isso. Muitos ainda estavam, ou até estão, duvidando que a série consiga voltar aos primórdios da 1ª temporada (que muitos consideram a melhor da série, inclusive eu); E eu até poderia usar várias palavras para rebater tais descrentes, mas não faria sentido perder um precioso tempo, quando eu posso simplesmente recomendar que a pessoa assista ao melhor episódio da temporada até agora, “Fulgencio”.

Quero começar comentando da ótima participação que foi Elizabeth Peña, que interpretou a mãe de Gloria, Pilar. Confesso que eu estava esperando um pouco mais de gritos e histeria, mas mesmo assim foi divertidíssimo conhecer a mãe da nossa querida Gloria. E eu também gostei da irmã de Gloria, Sofia, que é uma moça não muito moderna. Achei sensacional esse plot “da irmã que roubou a minha vida”, bem no estilo novela latina, e nem sei o que falar do momento das recordações, Sofia é um pouquinho azarada mesmo. Por um erro do destino poderia ter ficado com uma mansão e um marido rico.

Mas acabou que a Pilar deu mais problema que o previsto, e eu tenho certeza que o Jay concordaria comigo. Fulgencio? Nada contra, não, mentira, TUDO CONTRA. Você tem que odiar muito seu filho para dar um nome desses para ele. Ótima também foi à analogia sugerida pela Claire de que o Jay é o Phil, que com o decorrer do episódio, se prova verdade.

Falando de Phil, rachei. Gente, o que foram aquelas sequências finais dele fazendo o juramento dos padrinhos, enquanto o Luke mostrava seu Satanás interior pela cidade? E eles batendo a porta na cara da Claire? Com certeza a melhor parte do episódio. Nós já conhecemos a química existente entre o Ty Burell e o Nolan Gould, e como sempre da certo, acho que deviam explorar mais esse tipo de situação.

Mas para explicar melhor os acontecimentos, Phil tentou resolver os problemas dos filhos, já que ele é sempre ignorado nesses assuntos. Começou tratando todos com bondade, gentileza e amor. Não é preciso dizer que não deu muito certo. Então ele partiu para a radicalização e mandou seu filho atirar nos balões, soltar ratos e roubar zebras.

Enquanto isso Cameron e Mitchell enfrentam um dilema. Eles viram que a Lily começou a se tornar má (coisa que eu venho falando há algum tempo), e estavam tentando se tornar um melhor exemplo; Como, por exemplo, parar de falar mal das pessoas na frente da Lily. O que eles não sabiam era que Claire tem sido essa tal má influencia, e que eles são bons pais. Achei essa a parte mais dispensável do episódio, porque não foi muito engraçada, fora a parte onde o Cameron deixa o Mitchell ir para a igreja com uma cueca no bolso.

Diário da Sofia: Onde fica o rio?

Diário da Sofia (2): Porque toda a cidade deixa as roupas com a minha irmã?

Talvez Você Curta

4 comentários

  1. Esse foi o unico episodio que eu realmente ri com Phil e Luke, a paródia de O poderoso chefão foi incrível, até com cabeça de cavalo, de zebra, na cama. se não foio melhor episodio da temporada está entre os melhores!

    ResponderExcluir
  2. MELHOR episódio da temporada até agora sem dúvida. Arrisco a dizer que é um dos melhores episódios de toda a série. Phil roubou a cena, a construção da situação do batizado arrebentou com tudo. E, com certeza, a química dele com o menino Luke é incrível.


    Interessante, não sei se é uma questão de tradição entre os americanos (de os padrinhos terem que ser um casal), mas imaginei que Claire e Mitchell seriam os padrinhos. Talvez eles não tenham tido disposição pra mexer em um vespeiro. De qualquer maneira, foi a melhor decisão possível.

    ResponderExcluir
  3. Quando eles respondem a pergunta do padre e começa a tocar a música... Minha reação foi: Não, eles não fizeram isso!


    Demais!

    ResponderExcluir
  4. O GG do ano que vem vale pra Modern Family. O desse ano, fez bem ter ido pra Girls.

    ResponderExcluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe