Shameless 3X02: The American Dream

quinta-feira, janeiro 24, 2013


Essa é a sua reação quando alguém literalmente senta em cima do seu "American Dream".

Sempre deixei bem claro aqui que a maior qualidade de Shameless é exatamente a de saber misturar na dose certa, altas cargas dramáticas em uma roupagem extremamente cômica. E devo dizer que senti muita falta desse recurso durante boa parte da segunda temporada. A impressão que ficou é que sem Monica por perto não existiam problemas reais na família, o que sabíamos que não era verdade. Outra coisa que espero desde o primeiro episódio é também esse real confronto da família Gallagher contra Frank. E foi muito lindo de ver como os roteiristas conseguiram reunir brilhantemente todos esses fatores em "The American Dream", e nos entregar um episódio a nível de season finale. Eu fico imaginando, se já começou desse jeito, o que podemos esperar do resto dessa terceira temporada.

Comecemos por Frank dessa vez, já que toda a narrativa principal se baseou nele. Confesso que eu já estava acostumado com toda essa história dele sempre desaparecer e reaparecer quando bem entendia. Era uma coisa que realmente me incomodava, mas se os filhos não faziam nada, nós aqui do outro lado ficávamos de mãos atadas, e apenas muito nervosos sempre que Frank aparecia e estragava com algum brinquedo ou alguma calça de algum dos filhos. Acho que o ápice da minha revolta foi quando ele e Monica deram fim no dinheiro economizado do verão. Eu pensei... Pronto, se as crianças não fizeram nada até agora nunca mas o farão.


Quando não foi a minha surpresa ao começar a assistir esse episódio e ver que ele estava claramente sendo encaminhado para esse ápice. Eu já estava desconfiando de alguma coisa do tipo quando Debbie começou a falar muito de seu projeto escolar, depois mostrou a cena dela construindo a casinha... Isso tudo somado ao fato dele já ter rasgado a calça de Fiona, quebrado a bike de Ian... Quando ele foi para o quarto de Debbie eu pensei... Fudeu! E sério, quando Frank vira e fala "That was a piece of shit anyway", não teve como não rir. E quão catártico não foi ver Debbie dando uma surra no pai, juro que peguei o meu travesseiro aqui e comecei a surrar o computador também... Pobre coitado.

Mas as tramoias de Frank não pararam por aí... Como o mesmo disse, tem sido tudo sobre ele "Sort of the Hero's jorney" Tudumts! Sério galere! O que foi o plot do diazepam?! WTF?!! Lição pra vida! Anotem aí quando eu tiver os meus filhos serão todos educados na base do diazepam! Chorou, encheu o saco... Taca diazepam nele! Fiquei com muita peninha do pobre coitado, mas pelo menos tudo isso rendeu um abrigo para Frank, um alívio para a dor do neném e  um descanso para Sheila, que já estava esquecendo a pobre criança no lixo... Da série de coisas que agente só vê em Shameless! E por falar em pais atenciosos Jimmy virou realmente dono do lar, agora que não pode mais sair para fazer os seus furtos, vive de passear e comprar sorvete para Liam. E numa dessas fomos presenteados com mais uma das pérolas da série: "I'm not black enough or drunk enough to be your daddy", dei pausa no monitor e chorei um rio aqui, depois dessa.


Os meninos apareceram meio que razoavelmente no episódio. Não entendi bulhufas do plot do Lip, um filler completamente sem sentido encaixado no episódio, apenas para arrecadar o dinheiro do IPTU? Quero acreditar que não, que tudo tem um propósito maior, e que a amizade dele com esse menino coxinha ainda vai render uma boa armação. Quanto a Ian, me desculpem mas não consigo. Juro que tento episódio após episódio me simpatizar com os plots do rapaz, gostava muito dele na primeira temporada, mas simplesmente não dá. E quando ele se junta com Mickey aí que fica mais estranho ainda. Sério, não é possível que exista alguém tão perturbado com sua sexualidade a ponto de agir da forma que esse menino age, e ninguém tão apaixonado e tão passivo (só que não) como Ian, a ponto de esperar a três temporadas o mesmo resolver-se consigo mesmo para depois pensarem em ter alguma coisa séria.

Quanto a Fiona, coitada, vivendo o seu sonho americano... só que ao contrário! Crente, crente que estava abafando, que a festa estava cheia, que ia dar calote nos funcionários todos depois que acabasse a festa... Ainda saiu no prejuízo de cem dólares. No fim das contas Lip estava coberto de razão, e o mesmo me tem saído muito bem quando o assunto é gerir a família. Fiona sempre fez isso bem, mas sempre foi muito avoada, o irmão, como é bem mais inteligente, consegue planejar melhor as coisas e dar meio que uma estabilidade melhor para a família. Creio que esse é ponto chave porque o rapaz se recusa a tentar entrar em uma universidade, largar seus irmãos à suas sortes, é uma coisa que eu não vejo ele fazendo... Boa sorte Mandy! No mais é isso! O episódio foi impressionante e colocou o nível da temporada lá em cima, logo no início. E o que esperamos é que Shameless continue com o bom trabalho e faça dessa uma temporada marcante para a série, deixando todos nós com um sorriso de um canto à outro da boca... menos Fiona que ficou assim... Digamos... Chateada!


Ps.: Perceberam que não falo mais de Veronica e Kevin né? E assim o será até que seja extremamente necessário... Ou seja, à partir do próximo episódio.

Talvez Você Curta

4 comentários

  1. Pelo seu comentário sobre o núcle gay, deu pra perceber que você é hetero. Gays podem ser muito, muito, muito, muito confusos sobre não só sua sexualidade, mas em uma questão de personalidade e comportamento também. O Mickey não é um personagem absurdo. Quanto ao Ian, eu gosto dos plots dele, mas o personagem (ou o ator) tem ZERO carisma.

    ResponderExcluir
  2. sabia q vc ia comentar aqui gravena! hsaushauashsauhasuhsauhashu

    ResponderExcluir
  3. Viche... Comentei bobagem? hahaha =P

    ResponderExcluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe