The New Normal 1x15: Gaydar

sexta-feira, janeiro 25, 2013


Moça, você é preconceituosa.

O gaydar é um aparelhinho que vem embutido no cérebro dos homossexuais que os ajuda a identificar quem também é gay. Parece divertido? Nem tanto assim.

The New Normal se propôs a discutir o assunto e, novamente, o fez com maestria. Quem conhece ou faz parte da cultura gay sabe que é muito comum. É só bater o olho em determinada pessoa e você consegue determinar se ela é ou não homossexual. Mas o que à primeira vista é tratado como normalidade, por ser uma forma de encontrar pessoas de um mesmo grupo social, pode também ser um pouco perigoso. Julgar alguém pela roupa que pessoa está usando, corte do cabelo ou preferência musical não deixa de ser uma forma de pré-julgamento. Principalmente hoje em dia quando muitos homens se preocupam muito mais com a aparência. Portanto, às vezes é bom pensar duas vezes antes de marcar aquele seu colega de trabalho em um post do “moça, seu namorado é gay” só porque ele foi no último show da Lady Gaga.

Nana e Rocky - e também Bryan e Shania - descobrem isso da pior forma. Desconfiadas de algumas atitudes de seus interesses românticos, as duas pedem ajuda a Bryan e Shania, que organizam um jantar onde se utilizariam de todos os testes possíveis para determinar se os caras eram gays ou não. No fim, eles descobrem tudo e, chateados com a desconfiança, abandonam as duas. É nesse momento que todos os envolvidos percebem o quão errados estavam sendo. Culpadas, Nana e Rocky se desculpam com seus respectivos pares e tudo termina bem - Nana leva John Stamos pra casa e Rocky ganha um novo amigo gay pra assistir o show da Mary J. Blige.

Já na residência de David e Bryan a discussão é outra, mas tão séria e importante quanto. Também baseados em aparências, os dois tentam chegar a um acordo sobre qual será a roupa usada pelo bebê na apresentação dele à sociedade. Bryan insiste em uma toga - e vamos concordar com David nesse ponto e chamar de vestido logo - enquanto David prefere um uniforme de futebol americano.

Não é de hoje que a série vem batendo nessa tecla de como os dois lidarão com um bebê perante a sociedade, já que muita gente ainda não está acostumada com a ideia da família que eles estão construindo. É fácil se identificar com os pontos argumentados pelos dois, tanto as neuras de David - que se mostra sendo preconceituoso, também -, quanto o desprendimento em relação a julgamentos por parte de Bryan. Dessa forma, os dois acabam chegando ao consenso de que um pouco de cada coisa é o ideal.

Agora o bom mesmo - depois desses parágrafos mega PNC’s - é poder afirmar sem medo que The New Normal conseguiu recuperar o clima e ritmo que tanto agradava nos primeiros episódios. Fico contente em ver que Titio Ryan e Titia Ali conseguiram esse feito e torço para que essa peteca não caia mais!

- Novo corte de cabelo de Jane: hot or not? (Eu vou no hot, porque acho mulheres de cabelo curto a coisa mais linda na face da Terra. Mas quero a opinião de vocês - aliás, isso reflete bastante a evolução da personagem, não?)

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. Episódo legal, com um bom ritmo. Mas, estou começando a assistir The New Normal de uma forma meio burocrática. Gosto, mas também acho que não faria falta caso deixasse de ser produzida.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe