Downton Abbey 1x05: Series 1, Episode 5

terça-feira, fevereiro 19, 2013


"São coisas deprimentes que precisam de nossa ajuda. Se o jardim estiver sempre ensolarado, para que se importar?"
Bem, o beijo pelo qual eu estou esperando ainda não saiu, mas o casal principal já andou fazendo seus progressos.

Esse episódio de Downton Abbey, por acaso, não se trata apenas dos assuntos da propriedade. A série também segue os fatos históricos da época, como a eleição, a defesa pelo voto feminino e as discordâncias dos grupos rebeldes que lutam entre si. Em meio a isso tudo está Lady Sybil, uma ativa política que, sem o pai saber, decide ir assistir a um pronunciamento antes das eleições. As coisas quase dão errado e a moça volta para casa às escondidas. O Sr. Carson acaba deixando escapar que a viu voltando de lá e o Lord de Grantham fica furioso.

Preciso dizer que em todas as cenas que a Condessa-Viúva de Grantham aparece, dou ótimas gargalhadas. A Maggie Smith é simplesmente fantástica nesse papel. Durante o jantar, sua personagem está condenando Lady Sybil pela sua atitude, assim como seu pai. A Condessa se coloca totalmente contra essa revolução de direitos da mulher e Lady Sybil mal pode contar sua raiva.

Inesperadamente, Sir Anthony aparece para levar Lady Mary para um passeio, mas como a moça nega o convite, Lady Edith se convida para ir. Gostando muito do passeio, Sir Anthony volta novamente para pedir que a irmã do meio o acompanhe em outro evento, para surpresa de todos que nunca colocaram fé que a pobrezinha da Edith conseguiria arrumar um pretendente.

Na ala dos criados, Thomas e Srtª O'Brien arrastam Daisy com eles para armar contra o Sr. Bates. Eles dizem ao Sr. Carson que o lacaio anda roubando vinho da adega. Com a consciência pesada, Daisy acaba se arrependendo da mentira que contou e desmente a história, inocentando-o. Mesmo sendo inocentado da culpa, Sr. Bates pede demissão por não se achar digno de continuar no cargo. Parte o coração ver o quanto o passado o atormenta, juntando com sua deficiência, o que faz com que ele não se ache digno o suficiente para Anna.

O beijo entre os dois que eu tanto esperava quase saiu! Eles merecem muito ficar juntos, são muito lindos. Vamos lá, não é, gente?!

A Condessa-Viúva acaba ficando sabendo sobre a morte do Sr. Pamuk, o estrangeiro que teve um ataque cardíaco na cama da Lady Mary e fica chocada. Ri muito nessa cena! Mesmo assim, ela pensa melhor e perdoa a nora, pois acaba percebendo que ela agiu da maneira certa em ajudar a filha a arrastar o corpo.

Lady Sybil mais uma vez sai para acompanhar a eleição e é atingida na cabeça. Matthew estava passando por perto e ajuda a resgatá-la do meio da confusão. Toda essa parte foi muito legal, a forma como encaixaram o fato histórico no episódio. Mesmo ficando furioso, o pai da moça vê que é inútil tentar ir contra seus princípios. Fiquei morrendo de pena foi do motorista, que mesmo desolado e a ponto de perder o emprego, ficou todo preocupado com a saúde da Lady Sybil.

Matthew vai para sala comer alguns sanduíches e conversar com Lady Mary. Conversa vai, provocação vem, eles acabam se beijando. Um beijo muito feio por sinal. Não gostei, achei que seria algo muito mais especial e com uma atuação bem melhor do que aquilo. Espero que o beijo entre Anna e Bates não me decepcione desse jeito.

Agora a moça está em um dilema interno, pois precisa contá-lo sobre o Sr. Pamuk se decidir casar com ele.

A primeira temporada de Downton Abbey está perto do fim e um ano cheio de surpresas se passou. Nunca deixarei de repetir o quanto acho delicioso de assistir o clima britânico de época que a série nos traz.

Talvez Você Curta

0 comentários

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe