Switched at Birth 2x09: Uprising

sexta-feira, março 08, 2013



#TakeBackCarlton.

Essa semana Switched at Birth resolveu fazer uma escolha inusitada e eu não poderia classificar o episódio como nada inferior a “espetacular”. A questão da surdez, junto ao drama da troca, sempre foi o coração da trama. Desde o começo, essa pegada social sempre foi muito bem trabalhada, mas chegamos ao melhor plot relacionado a isso até agora.

Eu disse semana passada que essa história do fechamento de Carlton tem muito suco para ser extraído. É verdade, os roteiristas sabem disso e souberam aproveitar muito bem. Quanto à escolha inusitada, estou me referindo à ideia de fazer um episódio inteiramente em linguagem de sinais, exceto pela primeira cena. E isso tornou a experiência muito mais bacana. Adoro quando resolvem usar estratégias assim, como quando, algumas vezes, não colocam legenda quando os surdos estão falando. Porque isso nos transporta para dentro da série, nos deixam meio perdidos (por um bom motivo), nos colocando no lugar dos surdos. Quando se trata da linguagem de sinais, os “surdos” somos nós, ouvintes. Impossível não admirar uma coisa dessas.

Por ter sido um episódio extraordinário, é difícil destacar um momento. O ponto mais alto é, no entanto, toda a sequência do protesto. Seguindo o exemplo de militantes da Universidade Gallaudet anos atrás, os estudantes de Carlton resolveram lutar por seus direitos ao invés de simplesmente desistir da escola. Eu, como bom militante, reconheço e admiro a decisão deles. Chamando a atenção de todos, eles conseguem um enorme movimento, que domina o Twitter e consegue parceiros no país inteiro.

Muito legal ver como isso é trabalhado não só para o conjunto de alunos, mas para cada um em particular. Bay e Noah, alunos do programa, se juntam à luta e também querem seu lugar na Carlton. Travis e outros alunos surdos já acham que a Carlton é exclusiva para eles. Para Daphne, tomar um posicionamento é extremamente difícil e é compreensível. Até Melody ganha um espaço grande aqui, porque ela participou do protesto na Gallaudet, servindo de exemplo para os jovens.

E-Bay ameaça voltar à cena quando Emmett flagra o beijo de Noah e Daphne. É claro que Noah só pediu o beijo porque eles precisavam ensaiar para a peça. SUPER inocente. Espero que não façam disso grande coisa e só terminem com o namoro de Bay e Noah, porque, como eu já disse milhares de vezes, ninguém merece Daphne e Bay brigando por causa de homem novamente, ainda mais agora, com tantas opções diferentes.

Além disso, ainda teve espaço para todos os outros assuntos da série, mesmo que, depois de tudo, eles se tornaram menos importantes. Afinal, quem quer saber do drama de Regina com a bebida? Daphne descobriu e deu um esporro via SMS na mãe.

Não sei se a review deu conta da grandiosidade que foi esse episódio. SAB demonstrou muita criatividade e veio para mostrar que ela sim vai mudar a cara da TV, e não sua priminha mais famosa, Mentirosinhas, a.k.a. Pirulito Liars.

Talvez Você Curta

1 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe