Bates Motel 1x04/05: Trust Me/Ocean View

domingo, abril 21, 2013

E quem imaginou que Dylan cresceria tanto na trama?
Além de ser sexy, de um modo totalmente assustador, Dylan, que semana após semana vem se desenvolvendo de uma forma assustadora na trama, se tornou o personagem queridinho por muitos que acompanham Bates Motel. O meio irmão bad boy de Norman, mostra, que além de um rostinho bonitinho, entra na dança das cadeiras de Bates Motel, e entra no jogo para ganhar.

Ganhando a confiança do irmão, se mostrando alguém cujo você pode até pensar em confiar, Dylan ganhou meu coração, ao tentar livrar Norman das garras da mãe, e fazendo o garoto ir se encontrar com Bradley. Eu, quem jurava que Norman Bates era virgem, tive minha opinião mudada.

Gosto de pensar que Dylan é a parte não afetada por Norma, e, que desde cedo, quando viu as garras da mãe serem mostradas, saiu do ninho, e salvou sua sanidade para si. E agora, em uma tentativa desesperada, tenta salvar Norman, e se torna, de um modo ou de outro, um amigo aliado ao irmão. Quem sabe não seja Dylan que pode nos mostrar outro lado de Norman Bates?

Quem também entrou nessa maravilhosa dança das cadeiras semanal, foi Norma Bates, que teve seu passaporte carimbado e uma passagem de ida para a cadeia, apenas contanto com a sorte e o destino, já que com seus filhos, ela desistiu de esperar.  Porém, sua carta na manga é o Delegado Tudo-De-Bom Shellby, que após dar algumas mordidas no fruto proibido de Norma Bates, rouba descaradamente a prova que incriminaria a mulher.

Aí vem a grande questão explorada no episódio quatro: podemos confiar num homem que explora suas necessidades em uma japinha que mantinha escondida em seu porão? Além, de tudo, qual é a do delegado? Seria dele a cabana no meio da floresta, e seria ele que também mantém o controle nas fazendas de maconha? Ainda há muito do que descobrir desses homem.

A ingenuidade de Norman, foi de quebrar o coração de Emma. Ele sofre daquele problema dos virgens, que após uma noite de sexo, a próxima parada é a igreja e o casamento. Emma pode até ter agüentado firme na frente dele, por mais que sua expressão tenha demonstrado o contrário. Enquanto isso, Bradley está desaparecida, e não dá sinal de vida para o coitado do Norman, que procura um repeteco.

Por mais que eu torço para Dylan ter um final feliz nessa história, sabemos que isso não acontecerá, pois o futuro de Norman Bates não está alinhado ao do irmão, e enquanto ele estiver presente, outros debates serão trazidos a tona, ignorando o fato de um Norman Bates adulto não ser um contestador como o irmão. O que nos leva crer, já que Dylan está cada vez mais fundo nos segredos da cidade, que seu destino não será o dos melhores.

Se o desfecho da história de Dyaln será prematura, eu não sei, e deixo minha torcida para que possamos ter muito mais de Max Thieriot na nossa tela, e enquanto já temos shippers insanos gritando #TeamBradley ou #TeamEmma, eu sou, plenamente, #TeamDylan.

PS: Ian Hart, de My Mad Fat Diary, como papai de Emma, em uma participação maravilhosa. Será que ele nos dará iniciação a Norman na taxidermia? 

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe