Doctor Who 7x07: The Bells of Saint John

segunda-feira, abril 01, 2013




Corra para salvar The Woman Twice Dead, garoto esperto.


Depois de exatamente noventa e cinco dias de sua última aparição, podemos contar novamente com a presença semanal do Doutor em nossa humildes vidas. The Bells of Saint John finalmente nos mostra, após termos sidos apresentados à duas outras versões de Clara Oswald (magistralmente interpretada por Jenna Louise Coleman) a encarnação que será utilizada em definitivo pela nova companion.

Diferentemente das versões anteriores a Oswin atual, apesar de mostrar o mesmo senso de humor, ímpeto explorador e raciocínio rápido de suas outras aparições, apresenta várias diferenças, como por exemplo a ausência  da coragem demostrada por sua versão que nos foi mostrada no especial de natal e o conhecimento tecnológico (aqui mesmo já conseguido, de uma maneira não muito convencional) que a primeira aparição de Clara possuía.

Depois dos acontecimentos que nos foram apresentados pelo prequel desse episódio, descobrimos que o Doutor aceitou o conselho da pequena menina de ir para um para um lugar quieto para pensar e assim descobrir o que aconteceu com a mulher que ele perdeu duas vezes. Sendo assim o Doutor se encontra em um monastério em 1207 tentando desvendar os mistérios que cercam "a mulher que morreu duas vezes" até que os sinos de Saint John (assim chamado devido ao adesivo visto ao lado do compartimento) tocam,  sinos que são na verdade  o telefone externo da T.A.R.D.I.S.

O Doutor é introduzido à trama do episódio e definitivamente à sua companion quando atende ao telefone e ouve novamente a frase Run, you clever boy, and remember, que já havia sido proferida pelas duas encarnações anteriores de Clara. A garota, tentando obter ajuda para conseguir conectar acaba virando alvo da Grande Inteligência, representada novamente pela figura de Walter Simeon, que está sequestrando e aprisionando as mentes de suas vítimas.

Moffat faz nesse episódio várias referências ao Universo Who, seja a episódios passados, como por exemplo, The Idiot's Lantern, o décimo sétimo episódio da segunda temporada, ainda com o décimo doutor (Tennant) ao utilizar a moto e as vítimas ficaram presas em monitores, à The Parting Ways, com o nono doutor, The Snowmen, especial de natal do ano passado, e ainda a outras criações do showrunner, com os caracteres digitais flutuando na tela, assim como na premiere de Sherlock.

Esse é um retorno para deixar não só os fãs da série, mas quaisquer apreciadores de boa televisão muito felizes. A dinâmica Doctor/Companion funciona muito bem, já conseguindo criar uma identidade própria para o novo par, diferenciando-a a das parcerias anteriores. Além de um roteiro muito bem escrito, como já era de se esperar saindo da mente de Moffat, não sei se é só impressão minha, mas a qualidade dos efeitos especiais da série demostrou um salto muito grande. Após terminar de assistir ao episódio que percebemos o quanto essa obra faz falta em nossas vidas. Um retorno à altura da grandiosidade do programa.

P.s. 1:
Inteligentissima a maneira de usar um lembrete mnemônico para a conhecida frase ser proferida.
 P.s. 2:
Como eu ri do monge no monatério fazendo o sinal da cruz logo após que o Doctor fala que é uma mulher do outro lado da linha.
P.s. 3:
O décimo primeiro capítulo, pelo menos na minha opinião é muito melhor que o décimo.
P.s. 4:
Já pensaram como ia ser bacana controlar suas características por um aplicativo?
P.s. 5:
Fui ao delírio quando vi a gravata borboleta na caixinha.
P.s. 6: 
Amelia Williams, autora do livro citado no episódio, é o nome de casado de Amy Pond.
P.s. 7:
Os óculos que o Doutor está usando no final do episódio pertenciam a Amy.
P.s. 8:
As três encarnações de Oswin fizeram a famosa pergunta que dá nome a série: Doctor Who?
P.s 9:
Oswwin dessa vez não é o sobrenome de Clara, mas sim a combinação da frase: Oswald for the win para criação de um username.

Talvez Você Curta

11 comentários

  1. Até que enfim voltou...
    Muito bom esse episódio, adorei as referências ao universo da série, principalmente aos relacionados a familia pond.
    obrigada pela velocidade da review

    ResponderExcluir
  2. Esperava não ter mas citações aos Ponds. Chega né?

    ResponderExcluir
  3. Thais Ximenes Marquessegunda-feira, 01 abril, 2013

    Até que enfim voltou!

    O episódio foi ótimo e eu já comecei a gostar da Clara, o que é bem difícil já que a Amy e junto com o Rory foram as minhas companions favoritas. Amei ver todas as referências a Amy no episódio e o coração quase parou quando eu vi a capa do livro. Bom saber que a Amy não parou no livro que aparece no 7x05

    ResponderExcluir
  4. Mensagens ocultas no PS. Eu ri kkkkkk

    ResponderExcluir
  5. Amei o episódio! Sim, a gente sabe que faz falta, mas só entende o quanto quando vê!
    Boa lembrança das referências e... o 10° ainda é o melhor capítulo para mim! :P huahaua

    ResponderExcluir
  6. Estava realmente sentindo muita falta, mas não sabia o quanto até ver esse retorno.
    Tentarei colocar essas referências sempre que possível e eu, pessoalmente, prefiro o 11º capítulo.

    ResponderExcluir
  7. Estava realmente sentindo muita falta, mas não sabia o quanto até ver esse retorno.
    Tentarei colocar essas referências sempre que possível e eu, pessoalmente, prefiro o 11º capítulo.

    ResponderExcluir
  8. Obrigado
    Estava muito ansioso pelo retorno, e não poderia ter vindo de forma melhor.
    Que bom que você gostou das referências, tentarei pontuar todas as possíveis de serem identificadas.

    ResponderExcluir
  9. Estava realmente sentindo muita falta, mas não sabia o quanto até ver esse retorno.
    Tentarei colocar essas referências sempre que possível e eu, pessoalmente, prefiro o 11º capítulo.

    ResponderExcluir
  10. A Clara me conquistou de primeira, desde sua aparição em Asylum of The Daleks.
    Só para sua informação Karen Gillan (Amy) agora faz parte do elenco de NTSF:SD:SUV: e Alex Kingston (Rory) está participando de Broadchurch, junto com David Tennant.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe