Bates Motel 1x07/08: The Man In Number 9/A Boy and His Dog

sábado, maio 11, 2013


O que esperar da reta final de Bates Motel?
Faltando apenas dois episódios para o final de sua primeira temporada, Bates Motel consegue nos apresentar uma história bem estruturada e com uma base sólida, apresentando a juventude de Norman Bates. Esses dois últimos episódios tiveram um suspense constante, do inicio ao fim. Não creio que tivemos grandes informações jogadas na trama, porém, nos mostrou o hobby de Norman.

Que eles iriam, em algum momento, acrescentar a história da taxidermia, havia se tornando óbvio, e o modo que eles acrescentaram na trama, foi comovente. A pequena cadela que Norman havia encontrado acabou sendo atropelada, e, como o garoto sabia que o Pai de Emma ‘lidava com coisas mortas’, achou conveniente leva-la até lá.

Will Decody, tem como hobby a taxidermia (Ou a arte de empalhar animais), e é com ele que Norman Bates inicia seu caminho. Mesmo sendo quase impedido pela mãe, Norma também percebe que deixar os pensamentos do filho fluírem, poderia ser uma boa alternativa, já que a mãe tem sido chamada na escola por culpa do comportamento do filho.

Comportamento gerado após uma leve discussão com Bradley, já que o garoto interpretou mal os sinais que o levaram até ela. Bradley estava frágil, sensível, e precisava de conforto (Pode ser entendido aqui que ela precisa mais que tudo isso). Quem teve que dar uma lição a Norman sobre sexo e o corpo feminino foi Norma.

Fomos apresentados também, ao primeiro hospede do hotel, um homem um tanto quanto estranho aparece, chamado Jake Abernathy. Falando que ele tinha uma trato com Keith Summers, alugando todo o bloco de vez, foi no mínimo estranho, mas logo no oitavo episódio, todas as duvidas cercadas no personagem foram, de certo modo, resolvidas?

Ela alugava o bloco todo por duas semanas, correto? Dylan chega com os moedores de maconha e aluga sete quartos, por duas semanas. Seria Jake o chefão da quadrilha de contrabando ou foi apenas uma mera coincidência que levou tudo isso acontecer. Ou talvez o psicótico seja eu, em toda essa história.

Levando em consideração o conselho da professora de Norman, Norma decide levar o filho para uma consulta com um terapeuta, e se torna óbvio as tentativas de sabotagem da mulher enquanto o médico fala com seu filho. Duvido que Norma irá retornar para una segunda consulta, principalmente expondo Norman do modo que ele fica exposto.

Quem também se expos, foi Emma, ao abrir seu coração para Norman, dizendo quais foram suas intenções ao deixar ‘escapar’ que Norman havia transado com Bradley. A garota é pura, chega até ser ingênua e junto com sua expressão de virgem, é um pacote completo. E agora, quem era #TeamBradley, agora se tornou #TeamEmma. Com a minha exceção, que continuo #TeamDylan.


O final do oitavo episódio deixa bem claro as intenções de Jake: Tocar o terror, e quem está na mira dele, é Norma. Ele parece saber de tudo que condena Norma, e ainda ameaça ambos os filhos da mulher. Se ele vai ser o antagonista dessa Season Finale, poderemos começar a criar expectativas peara um episódio épico.

PS: “Não estávamos falando de cachorros?” foi à sentença mais cretina que eu ouvi em toda a história do Hotel dos Bates. 

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe