Grey’s Anatomy 9x22: Do You Believe in Magic

segunda-feira, maio 06, 2013



A mágica que apenas uma filha é capaz de produzir.


Antes da tempestade vem a calmaria. Estes últimos episódios de Grey’s Anatomy estão com tudo, tentando criar o máximo de expectativa para a season finale. Até o ano passado, eu dizia que grandes acontecimentos e finais de temporada bombásticos eram a especialidade de Shonda, o que obviamente mudou depois que ela calou a minha boca e derrubou um certo avião. Eu realmente não sei o que esperar e um misto de desesperado e ansiedade moram dentro de mim neste momento. A verdade é que a série entregou uma temporada bem decente e vem preparando muito bem tudo para que o final seja bom, dramático, coerente e bombástico. As tramas vão se encaminhando para o desfecho que dará o tom de toda a próxima temporada. Algumas coisas me parecem óbvias, mas, ao se tratar de Shonda, a gente pode esperar qualquer coisa.

O início da participação da eterna Peyton (Hilarie Burton) sugere uma possível traição por parte de Arizona, que ficou o episódio toda xavecando e dando olhares de aluna apaixonada pelo professor. Por enquanto, a trama foi ok e não cheirou nem fedeu. Alguma coisa precisa acontecer na vida destes personagens ou a série será um marasmo sem fim e, pelo menos, não estamos vendo nenhum outro acidente ou desastre, o que já é bem positivo. Traição parece um tema batido e já foi abordado na série, porém não achei que ficou forçado ou repetitivo. Só acho que se a Peyton não tomar cuidado vai tomar uma surra da forte e linda Calliope.

Cristina mais uma vez deu show e foi incrível acompanhar o raciocínio desta mente brilhante. A personagem consegue ser o maior destaque da série em todos os aspectos (na parte dramática, no humor e como médica) e mais uma vez acredito que Sandra Oh mais do que merece um Emmyzinho para a sua estante. Apesar dela ainda relutar, tudo leva a crer que Ethan será adotado pelo casal e que na próxima temporada veremos Cristina tentando aprender a ser uma mãe ou alguma coisa parecida com isto. Como já disse na review anterior, gosto deste desfecho para esta história que já é de longa data e acredito que o roteiro soube desenvolver a personagem de maneira precisa para que isto acontecesse de forma coerente e crível. Entretanto, o caminho me parece óbvio demais e até escalaram um garoto ruivo para combinar com os cabelos de Owen. Mesmo assim, aprovo tudo o que vem sendo feito, principalmente pela grande química que o Chief vem apresentando com o seu possível filho e a dupla já rendeu muitos bons momentos na série.

Na minha opinião, o drama da reta final ficará todo em cima de Karev e Bailey e temo um pouco pela vida de ambos (nem tanto por ela, uma vez que a médica me reconquistou apenas na semana passada). Neste episódio, a Mirandinha resolveu fazer um voto de silêncio e ignorou todos aqueles que apoiaram ou que ela acredita que apoiaram o início das investigações. Por enquanto, tudo foi muito legal e a história conseguiu render bons momentos tanto na comédia quanto no drama. Fiquei com o coração partido em ver aquela que já foi a Nazi num momento de tanta fragilidade. Muito bom ver finalmente a personagem brilhando com não se via há muito tempo, só espero que os roteiristas não insistam muito nisto para que não fique cansativo.

A condução da história entre Karev e Jo não foi tão bem conduzida como eu esperava. Por mais que o cara tenha ficado enciumado e tenha se intrometido no namoro da “amiga”, não vejo o porquê dela ter ficado tão brava e descartado uma amizade de forma tão rápida. Fiquei um pouco chocado com a cena final, onde ficou subentendido que o namorado babaca bateu em Jo, o que a fez retornar à proteção de Karev. Tudo indica que Alex vai dar o troco e encher de porrada o obstetra que ele tanto odeia. Fico com a impressão de que o drama de final de temporada de Karev será para manter o seu emprego após agredir um colega de trabalho, mas estou apenas especulando. Impressão minha ou dos cinco residentes originais vivos ele foi o único que nunca foi demitido ou se demitiu?

Ainda tivemos tempo para mais insinuações em relação à retomada do romance entre April e Avery, mas por enquanto ficou apenas na provocação. O legal foi ver Kepner mais uma vez como médica e enfrentando a gang das piranhas em um dos casos médicos da semana. Mesmo sendo um pouco forçado, me diverti muito com as bebaças que só sabiam falar merda e exalar safadeza e cretinice em pleno hospital. Colocar April em combate com elas foi esperado porém rendeu bons momentos. Para mim, a personagem já se redimiu da reconstrução do hímen e de todo aquele papo religioso (que surgiu do dia para a noite na série).

Por mais que tanta coisa tenha ocorrido, quem roubou a cena mesmo foi Derek e Meredith, que mal tiveram uma trama, mas brilharam ao tentar divertir a nossa querida e amada Zola. Hilário ver um renomado neurocirurgião de tiara, “bebendo chá” e “comendo bolo” na companhia de um tigresa. Momento lindo. Ainda mais porque Meredith e Derek continuam especulando a respeito de tudo que pode dar errado com o bebê, o que me diverte muito. Momentos como este funcionam muito bem na série, principalmente porque a gente já conhece esses personagens há nove anos e gostamos de ver eles se divertindo para variar um pouco.

Talvez Você Curta

2 comentários

  1. a cena da MerDEr tomando chazinho, com certeza, é a mais cutfofa da temporada...

    ResponderExcluir
  2. Momentos como este funcionam muito bem na série, principalmente porque a gente já conhece esses personagens há nove anos +1

    DISSE TUDO! Há nove anos! Ver MerDer assim me deixa tão feliz :)



    Muito, muito fofo!

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe