The Voice 4x17/18: Top12 / Live Results

quarta-feira, maio 15, 2013


Já posso ganhar a competição?

Eis que chegou o momento mais aguardado do jogo. Finalmente a competição vai se estabilizar, afunilar menos, e a gente realmente vai poder ver qual é a daquele candidato que favoritamos tanto nas fases mais críticas da competição. O principal aqui no Top12 é carisma! Aqueles candidatos que ainda não conseguiram fazer uma real conexão com o público correm muito atrás daqueles que já tiveram o seu "breakthrough", e aqueles que fizeram um mínimo avanço estão a todo o momento sendo observados pela audiência, e qualquer falha ou escolha de música errada pode ser um belo tiro no pé.

Com um entretenimento razoavelmente bom, o primeiro programa da fase sem times do The Voice nos surpreendeu bastante. Alguns candidatos que eu dava como não merecedores de estarem nessa fase hitaram e tiveram seus grandes momentos, uns fortes nomes na competição voltaram a surpreender, outros decepcionaram, alguns cantores continuaram apagados perante a audiência e outros não foram perdoados pela mesma, que eliminou dos dois mais fracos da competição. Agora, a verdade é que, quem é rei não perde a majestade e Danielle Bradberry e Sasha Allen divaram novamente e seguem firme na liderança da competição, as duas à apenas alguns passos da tão sonhada final.



V.E.D.O.! Não foi dessa vez! Parece que a audiência americana decidiu reverter o erro que cometeu na semana passada, e não apoiou mais a continuação do cantor no programa. Com uma performance que exigiu muito mais de seu talento como dançarino, do que sua habilidade vocal, o cantor abriu a noite bem apagado, e muito por isso não conseguiu ir à frente na competição. Apesar de reconhecer todo o crescimento do cantor na competição, ainda acho que ele está muito aquém do Top6 da competição, e não vai deixar saudades. 


E mais uma vez Holly Tucker fez um serviço à humanidade e deu o melhor de si no palco. Com uma incrível performance de "Broken Wing" a cantora simplesmente preencheu todo os espaço do palco em que ocupava. Acho que à essa altura do campeonato ninguém mais duvida do talento vocal da cantora, mas sinto que a cantora tem ficado para trás em relação aos outros candidatos no quesito carisma, e que não importa o quanto ela se entregue no palco, acaba tudo sempre parecendo muito pequeno e introspectivo. Creio que ela precisa melhorar apenas nesse quesito, se quiser continuar na competição... Precisa ser grande!


Posso dizer com tranquilidade que foi a performance que mais gostei de Garrett Gardner, acho que foi a melhor apresentação do cantor no programa, e pela primeira vez eu consegui vê-lo como um artista, e não apenas como um menininho protegido pelas asas de Shakira. Realmente curti, eu estava o tempo todo assim... "Way to Go!", "É assim que se faz Dez Duron!" A versão ficou ótima, combinou com ele, combinou com a música do Backstreet Boys, e eu não poderia ter ficado mais satisfeito, mas acho que já era tarde demais para ele, que não conseguiu reverter a rejeição do público e foi para o ralo.


Nossa! Estou simplesmente sem palavras sobre a apresentação de Sarah Simmons. Acho que foi tudo o que eu esperava dela, e que Adam fizesse com ela. Eu queria ver esse poder, esse áspero na voz dela, que ela consegue combinar muito bem com o seu lado mais delicado e mais "soft". Eu já tinha ouvido essa música em algum lugar, mas achei tudo muito mais poderoso, mais invasivo. Era como se a voz dela atravessasse os monitores e chegasse até nós. Perfeito! E recuperou o flop da semana passada no iTunes.


"Way to Go" The Sown Brothers! Acho que é exatamente o que Usher disse... Versatilidade! A essa altura do campeonato, eu começo a achar que a dupla é capaz de fazer de tudo um pouco dentro do country. Voltei a recuperar todo o encanto e a paixão que tinha por eles no início da temporada. A apresentação deles foi muito profissional, e acho que essa é a posição deles dentro do programa, sabem o que querem, e estão prontos para assinar com uma gravadora. A dupla voltou com tudo para o jogo nessas apresentações ao vivo, têm hitado no iTunes direto, acho que eles vão longe. E Blake Shelton viu isso mt antes!


Porra! Desculpem o palavriado, mas só assim! Que monstro que essa mulher é gente! Acho que Sasha Allen acabou de comprar o passaporte dela para a final! A essa altura do campeonato eu já não consigo mais visualizar o programa continuando sem a presença dessa mulher! Sério?! Pegar um Rock Clássico e conseguir fazer isso? Digno de Celine Dion. Ah! E como não posso evitar as comparações, achei que ela deu um banho, tanto em Jordan da segunda temporada, quanto em Danni Da Ros do The Voice AU. Fiquei muito nervoso quando Sasha ficou entre os três últimos na eliminação, mas deu tudo certo no fim das contas.


Uau! Quem é esse? Cadê o Josiah Hawley que estava aqui? Aquele cantor que detonava tudo o que cantasse? Fiquei realmente impressionado, é exatamente o que Adam Levine disse, ele finalmente achou o lugar para a voz dele. Eu particularmente sempre achei que esse era o perfil que deveria ter sido investido no cantor, muito pela escolha dele da "Blind Audition", e agora que Usher finalmente enxergou isso, espero que invista mais. Ao contrário de garret a boa performance do cantor garantiu mais uma semana no programa para ele, e muito provavelmente causou a saída de seu companheiro de time da competição. 


Eis que então era a hora de Danielle Bradbery se apresentar, e eu realmente achei tudo ótimo. Acho que em questão de conciliar voz e produto como artista, a essa altura do campeonato Bradbery começa a realmente se destacar e parecer um pacote mais completo que suas adversárias diretas, Holly Tucker e Amber Carrington. A princípio desconfiei da escolha musical e do look, achei que ela ia voltar para a zona de conforto dela... Muito pelo contrário, parece que ela, apesar de nova pega muito rápido as manhas e já entendeu qual é o espaço que levará ela a vitória na competição. Deu uma cara própria à música de  Carrie Underwood e fez uns altos registros que me deixaram bobo aqui. Essa vai longe hein!


Sem toda a empolgação que estou acostumado a ter com a cantora, mas gostei muito da apresentação de Judith Hill. Achei a performance sólida, gostei do toque do piano, depois da ótima presença de palco da cantora na semana passada, acho que ela precisava mesmo de algo mais contido, e guardar essa carta na manga mais para frente. Gostei também do instrumento, porque deu uma cara mais de música para ela, e é o que ela realmente é, multi-talentosa. Outra coisa que realmente achei bacana, é que apesar de sempre parecer muito esnobe, acho que ela finalmente conseguiu achar o click para a conexão com a audiência e já aparece muito mais simpática, pelo menos em suas apresentações.


Agora aqui encontramos um dos momentos mais fracos da noite. Sei que tinha dado o meu braço á torcer para Michelle Chamuel na semana passada mas volto à dar um passo para trás. Tenho apenas uma palavra para descrever sua apresentação: forçada! Amo Robyn e essa música, e achei que o arranjo simplesmente destruiu ela. A música já é eletrônicazinha, não precisava fazer esse batidão, e apesar de achar que a canção tem todo perfil da cantora, e pede mesmo esses movimentos mais bruscos, achei que faltou treinamento na respiração. Apesar de bons agudos, ouvi várias vezes a respiração dela no microfone, e fiquei muito incomodado com isso. Custa sossegar um pouquinho na apresentação?


Ótima! Assim que foi a performance de Kris Thomas. Tudo o que VEDO não conseguiu fazer com Michael, o pupilo de Shakira conseguiu. O cantor detonou nos agudos, e a essa altura realmente concordo com a treinadora de que ele me parece estar virando uma ótima aposta no jogo, apesar de sofrer do mesmo problema de Holly Tucker de falta de carisma. Tem pouco tempo para ele reverter esse jogo, e fazer valer apena o seu não alistamento na marinha. para ser uma grande estrela da música.


E aí, fechando a noite, porque hitou na semana passada, pela segunda vez vemos Amber Carrington cantar um country na competição. E sinceridade... Não curti! assim como Michelle, ela foi uma das grandes apostas para esse programa que não vingou. Acho que ela cresceu e o fim da música foi muito bom, mas começou tudo muito parado e com dificuldade nos baixos registros. Martina McBride nunca foi tão homenageada no programa, mas ao contrário de Holly, aqui eu esperava mais, esperava um elemento surpresa, esperava carisma... E não veio. Então acho que nem foi tão ruim assim, só fiquei meio frustrado.


O programa de eliminações até que foi bom no geral, achei que ia ser a coisa mais entediante do universo, mas a única coisa de chata que teve foi Lady Antebellum e a forma como o programa tem tentado empurrar o novo álbum da banda guela a baixo do público. Chega ser até vergonhoso se compararmos o country fulera da banda com a ótima apresentação do #TEAMBLAKE de "Play Something Country". Já apresentação do #TEAMADAM foi apenas boa nada mais que isso. O grande entretenimento da noite foi realmente Robin Thicke e cia com a ótima "Blurred Line", mas sem as mulheres nuas dessa vez.

Quanto as eliminações volto a reiterar que não houve nada surpreendente. Já era esperado que #TEAMUSHER e #TEAMSHAKIRA, que possuem apenas um nome forte cada, floppassem nos Top12, e não me surpreenderia se os dois fossem desfalcados novamente semana que vem. VEDO não compareceu com sua única qualidade (seu vocal) na noite de segunda, seu parceiro de time foi muito melhor, então o público não perdoou e levou á frente o que tinha ido melhor, mais recentemente. Já Garrett Gardner era um desastre premeditado e nunca teve esse carisma que a sua treinadora clamava que ele tivesse. Sua saída era quase que certa nesse primeiro episódio da última fase da competição.


No mais é isso meus caros, semana que vem Top10, quem merece ainda está lá, nenhuma injustiça foi feita até agora, e pelo visto as coisas serão assim sem muitas surpresas até que alcancemos o Top6 da competição. Os próximos nomes à deixarem a competição muito provavelmente serão Kris ThomasJosiah Hawley Holly Tucker, que apesar de gostar muito, não consegue agregar carisma ao seu nome. 

Semana que vem estamos aqui de volta, com menos apresentações para cobrir (ufa!), e cada vez mais interessados aonde isso tudo vai dar. Os grandes nomes da competição são realmente as Divas, e quero saber de vocês, fazendo um chute à longa distância, quem ganharia a competição? Sasha Allen, Sarah Simmons, Michelle Chamuel, Amber Carrington, Judith Hill ou Danielle Bradberry? Eu ainda vejo a Pin-up do Brooklyn correndo na dianteira, mas quero saber a opinião de vocês... 

Talvez Você Curta

12 comentários

  1. Também aposto em Sasha como campeã. Ela se encontrou literalmente no teamshakira. Mas também Daniele mostrou a que veio nessa semana e achei excelente a comparação entre ela e Margaret Tatcher, a confiança que essa menina tem é espetacular para a pouca idade e experiência que ela tem nos palcos.
    Não gosto de country, mas não tem como não gostar de Amberzinha, minha favorita! Sem dúvidas até aqui foi a melhor supresa da competição! Não sei se vejo com bons olhos essa volta para o country, sendo que essa temporada o que mais tem é esse estilo, mas vale ressaltar que nos EUA é bem popular. Ela sendo a última apresentação mostrou que não só eu, mas a produção confia bastante nela e pra mim o top 3 é Sasha, Amber e Daniele.


    Aguardaremos as cenas do próximo capítulo rs

    ResponderExcluir
  2. Amber vai ter q voltar a fazer bonito pra estar no top3

    ResponderExcluir
  3. Sasha continua divando na liderança, mas eu fico meio preocupado com Danielle e seu fã-clube teen/country que pode levá-la pra a final. Judith, ao contrário de você, achei a melhor música dela até agora, e mesmo assim ainda falta alguma coisa. Deve o ser carisma faltante também em Holly Tucker (sério gente, até o nome da coitada me lembra daquelas corridas de caminhão ou de um carrinho da Hot Wheels). Amber ainda pode surpreender daqui por diante. Michelle é a Nicholas David da temporada, tipo a esquisitona que todo mundo gosta, porém não acho que chega ao final, uma pena. Tem Sarah que talvez alcance o top 6 ou 5, quem sabe o 4, só porque a voz dela uma hora vai cansar, assim como The Swon Brothers, Holly e Kris Thomas, acredito nisso. Josiah tá ali por causa da sua última performance, não deve durar. Entretanto, existe o fator teen louca por cara bonito, então podemos ver muito dele ainda, embora eu preferia Cathia... Próxima semana capricha mais nos textos, estão bons mas muito simples, deve ser tanta coisa pra comentar. Semana que vem são menos dois artistas.

    ResponderExcluir
  4. hsauashuashsau adorei o capricha mais nos textos... adoram qnd percebem q eu mudo o perfil da escrita... deixei tudo mais objetivo, mais pelo visto vc gostamesmo dos milhares de adjetivos q costumo dar para as apresentações! rsrs

    ResponderExcluir
  5. Cheguei a duas conclusoes:
    1. Vedo não respeita nem os mortos
    2. Descobri o segredo de Josiah galera, é só assistir no mute!

    ResponderExcluir
  6. Eu achei esse top12 de segunda muuuuuito estranho. Primeiro, as escolhas musicais de Shakira foram bizarras. Ela exagerou nesse negócio de fazer diferente. E as apresentações das minhas preferidas também decepcionaram. Não gostei do que a Sasha fez (talvez por achar essa música brega), foi drama demais. Amber foi apenas OK, sem aquele "uau" da semana passada. E Michelle foi muito mal (muito por causa da música, coitada). Nem achei o Vedo o pior, concordei com o Adam e achei que Kris ficou meio perdido em uma música tão aguda como I'll Be There, já eternizada pelos agudíssimos Michael e Mariah. E foi surpreendente que dois artistas que não gosto, Josiah e Swon Bros, foram excelentes esta noite, mudaram o foco e acertaram. Judith foi correta como sempre, mas senti mais a performance desta semana, por ser só com piano e ser uma música que eu adoro. E Garrett já estava fazendo hora extra no The Voice, já deu.

    Minhas apostas: Sasha (canta muito e tem carisma), Amber (idem, mas precisa voltar pro caminho pop e se descolar da veia country) ou Danielle (ri e concordei com Shakira, a pirralha é impassível no palco).



    A Judith já é pro, e o público não é muito apegado a ela ( o Facebook tava bombando de reclamações sobre ela). Sarah oscila, Holly não tem muito charme e Michelle parece não ter mais gás pra chegar lá.

    ResponderExcluir
  7. hahaha, vi isso nao! Pra vc ver como eu presto uma mega atenção na apresentação dele! Se ele começar a fazer a coreografia dos 5 patinhos eu não percebo!! haaha

    ResponderExcluir
  8. cada vez mais temos indicios que the voice é tao manipulado quanto Big Brother

    ResponderExcluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe