Drop Dead Diva 5x02: The Real Jane

sábado, julho 06, 2013

It's Brittney, bitch!

Sim, essa é a Brittney vadia. Quer dizer, era isso que com certeza pensávamos no final do episódio passado, mas como sempre Drop Dead Diva nos surpreende e traz um episódio bem mais emocional e com casos interessantes e bem bolados, um dos pontos que precisava de um up desde o final da temporada passada.
Dessa vez fomos direto ao ponto sobre a verdadeira Jane e o que ela pretendia. Digo "pretendia" por que no decorrer do episódio fomos levados a uma direção totalmente diferente da esperada. Aquela Jane revoltada e apertadora de botões, que estava revoltada com a direção que a "sua" vida tinha tomado,  percebeu pouco a pouco o que significava estar no corpo de outra pessoa.

A atuação da Natalie Hall conta muito na hora de interpretar uma gordinha no corpo de uma modelo. As caras, as reações e principalmente as tentativas de realçar o sex appeal de seu novo corpo que foram totalmente fail. Claro que aqui não tivemos três temporadas de adaptação, como a Deb teve, mas vale a intenção, é claro. 

Temos então Brittney arrastando Jane para a conveniente execução de Matthew Davis, um caso da antiga Jane que nunca foi realmente perseguido até o fim por causa do tiro, da morte, e da consequente substituição de almas.  Um caso interessante, simples, com direito a tapas e apelações com brincos que realçam a curva do pescoço, além é claro da sedução com peitos. Peitos que ficam no lugar, vale muito a pena ressaltar #SoframDeInveja.



A resolução não é tão interessante quanto os encontros e desafios para solucionar o caso, diferente do caso de Layanna DeSheets, a drag queen mais famosa das lojas de colchão que você já conheceram. Sim, meus queridos e queridas. Estão pensando em comprar um colchão novo? Não? Nem eu, pra falar a verdade, mas com esse vendedor cara-de-pau que usa a lei para turbinar os negócios, e a própria comissão, não há como nao levar em consideração deitar e fazer o test drive. E aí? Quem se habilita? E como não mencionar o aguardado confronto entre Owen e Grayson? Owen faz o possível para transparecer sua raiva de modo educado e justo, apesar da situação.  Grayson no entanto mostra-se aflito, porém não arrependido. E pelo preview dos próximos episódios já dá pra ver que a coisa tá só começando.

Com relação a Parker e a Kim, não há muito o que falar já que o próprio não dá as caras e Kim não faz muito além de se vestir de gorila. O que é engraçado já que aparentemente Parker anda oferecendo sua banana para a ex e não pretende aparecer tão cedo.
Em suma, tivemos bons casos com boas resoluções e um bom andamento da história. Confesso que sentirei faltar da química automática entre Brittney e Jane, mas esperemos que ela retorne em breve.

PS:
- As cenas da Brittney com a Teri foram ótimas.
- Paul, meu querido. Onde está você?
- Britneys sempre voltam. Aguardem.
- E que tal a tapa da mãe enlutada na Jane? Sentiram?

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. Eu gostei do episódio, mas não gostei de algumas escolhas da série. Primeira que eles ameaçam ter a verdadeira Jane no corpo do Owen, depois diz que não vai ser. Dai a verdadeira Jane aparece ironicamente no corpo de uma modelo loira, e achei que ela entraria pro elenco fixo, o que seria quase um Freak Friday, com essa coisa da modelo no corpo da advogada e advogada no corpo de modelo, mas ficou só um episódio. Eles prometem muito e não cumprem.

    E com relação ao Paker, não precisava transformar o personagem num babaca pra tira-lo da série. Poderiam ter dito que o filho dele estava com uma doença grave e que ele precisava ta junto do garoto. Kim iria entender e ele sairia de bonzinho, e ainda poderia voltar no último episódio dizendo que o filho ta melhor e que ele e Kim podia ficar juntos agora.

    ResponderExcluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe