Hawaii Five-0 4x03: Ka 'oia' i' o ma loko

terça-feira, outubro 15, 2013

Uma ilha, personagens de Lost, caça ao tesouro… só um episódio pra sair da rotina.

Não há muita moda a inventar para estender em mais de vinte episódios, ainda que a trama principal agora gire em torno da questão Wo Fat e da fuga de Adam. Talvez, por isso Ka 'oia' i' o ma loko tenha sido um episódio filler, divertido de assistir, mas que quem não ver não ficará perdido na trama.

Claro que isso não quer dizer que tenha sido um capítulo ruim. No início, concentrou boa parte dos momentos de tensão. Geralmente o crime acontece nos primeiros minutos e, por isso, a cena do casal curtindo um momento a dois deixava no ar que nada de muito bom sairia dali. Se a intenção era fazer achar que a moça mataria o cara, deu certo: a princípio pensei que ela fosse esfaqueá-lo, depois que fosse afogá-lo... quem diria que ela seria a primeira a morrer?! (e para a tristeza de muitos, antes de mostrar os peitos).

Daí em diante, só choque: o choro do bebê via babá eletrônica foi de arrepiar. Só não parecia que a Five-0 Task Force teria um caso tão brisado a resolver.

Pois é, o crime da semana fora motivado por uma verdadeira caça ao tesouro. A gangue mascarada que acabara com a festinha particular dos Van Horn estava em busca da chave que abria a estátua – aquela famosa que aparece na abertura da série, que fica em frente à sede das operações Five-0 – que abrigava três arcos valiosíssimos, relíquia de um tal pirata. Coisa de maluco, não?

Para ajudar numa investigação dessas, só um louco a altura! Assim, rolou a participação especial do glorioso Jorge Garcia, que interpretou o nerdão excêntrico Jerry Ortega. Sem dúvidas o convidado foi um dos pontos altos de Ka 'oia' i' o ma loko, e deixou H50 com certo ar de Lost, pros saudosistas de plantão.

Apesar da participação interessante, a trama em si foi morna. O trabalho de detetive poderia ter causado mais suspense, mas na jogada rápida e comum da série, quando menos se esperava McGarrett, sua turma e Jerry já estavam com o caso resolvido. Um dos primeiros a contribuir na rápida solução foi Hewitt Van Horn (Jake Lockett), o loser de meias, irmão de Phillip – uma das vítimas. Pode-se dizer que o episódio foi bem trabalhado no “as mina pira”: de bonitões sem camisa (apesar das meias bregas) a Steve exibindo os braços fortes, teve um pouquinho de tudo que faz a fanbase calcinha vibrar: Danno encarando o caso como pessoal por conta da bebê Van Horn, as típicas DRs entre ele e Steve e por aí vai. Nesse sentido, não deixou nada a desejar.

E como parece ter sido um episódio quebra-gelo, sem Kono, sem Wo Fat e sem foco no enredo principal, a problemática maior fora o caso da semana foi a saída de Catherine da Marinha. A morena ainda teve a oportunidade de realizar um último trabalho para a equipe do namorado antes de entregar a farda. E enquanto a cerimônia de encerramento do serviço ao país não saía, Steve e Max fazia suspense sobre o presente especial vindo direto da Alemanha. Destaque para Danny com ciúme da relação de “BFFs” do comandante e do legista, para a trollagem de Max ao não dar a encomenda sem receber a fortuna toda e, claro, para a revelação do século: que o japa fala alemão.

Como é de praxe, a tensão voltou a ficar elevada lá para o final, quando um dos bandidos foi localizado e maltratado pela dupla dinâmica Steve e Danny até entregar o ouro – quase literalmente. A trilha sonora no momento em que Jerry abriu a estátua inspirou emoção, mas as cenas mais comoventes foram a de Danny entregando o macaco de pelúcia de Gracie para a filha dos Van Horn e, devo confessar, a da entrega do presente de Steve à Catherine (pensei que fosse rolar um pedido de casamento e quase caí para trás!).

Para não faltar uma boa dose de polêmica, a teoria (épica!) dos coelhos de Danno mostrou-se não tão infundada: McGarrett pescou um olhar significativo entre Billy e Cath. Ele conseguirá manter a confiança que disse ter na moça?

Essa deverá ser a menor das crises. Com sorte, na próxima semana tenhamos mais dos principais problemas – a aparição de Kono e Adam, e, quem sabe, de Doris McGarrett. Por enquanto, um bom capítulo para curtir sem compromisso.

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. Essa Cath dá uma sorte danada, só homem bão.rsrs Mas igual ao Steve não tem.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe