Agents of S.H.I.E.L.D. 1x06: F.Z.Z.T.

sexta-feira, novembro 08, 2013


Nada melhor do que um excelente episódio para dar um gás no ânimo.


Depois de The Girl In The Flower Dress, um episódio que considerei bom, mas fraco para toda a proposta da série, F.Z.Z.T. foi um excelente episódio que serviu pra dar um ânimo nas expectativas e ajudar a continuar acompanhando a trama. Apesar da audiência ter caído um pouco, a série marcou o 2º lugar no dia (atrás apenas de NCIS) com 2.5 nos números demo.

Para entender melhor, o episódio fez total referência ao filme Os Vingadores. No pacote, veio um artefato dos Chitauri e um vírus alienígena misterioso. Um ar todo macabro ao episódio, misturado com cenas que mostraram medo dos personagens, Agents of S.H.I.E.L.D. deixou meu olho grudado na tela do início ao fim do episódio. E é isso que uma série deve apresentar.

Tudo começou quando um bombeiro voluntário, que trabalhou na Batalha de Nova York, morre misteriosamente num acampamento. Foi uma espécie de choque, causado por um raio. Mas de onde? Não existia nenhuma tempestade. Um caso aleatório? Não mesmo. Toda atenção se voltou para outra “tempestade” com mesmas características que acabou tirando a vida de outro bombeiro voluntário que também trabalhou na Batalha de Nova York.

Toda trama começou a evoluir significativamente após isso. Ambos os bombeiros eram do mesmo batalhão e com isso, a S.H.I.E.L.D. corria contra o tempo para descobrir o que estava acontecendo. Depois que um terceiro bombeiro começou com a mesma assinatura energética dos passados, tudo ficou melhor. E descobrir que se passava de uma contaminação por conta de um capacete de um Chitauri aleatório, aumentou ainda mais a expectativa pela trama. Porque isso não seria uma coisa explorada em um filme, e isso dá um tom especial à série.

Quando descobrimos que o vírus não é transmitido por ar ou contato, e sim por choque estático elétrico, a trama ficou melhor ainda E então, o único pensamento foi: “pobre Simmons”. A moça foi contaminada e agora todos correm contra o tempo para saber o que fazer e como tratar o vírus. Gostei muito dessa trama e de como ela evoluiu até chegar a esse ponto. As atuações estavam impecáveis (tirando a parte do voo do Ward e da Simmons).

Tudo, claro, chegou no “felizes para sempre”. Claro que não iriam matar uma personagem assim logo no sexto episódio da série, ainda mais sendo uma personagem tão carismática quanto a Jemma. Gostei de ser um episódio focado nela e que o próximo promete ser mais um pouco focado no Fitz. Gostei também da interação dos dois, ponto positivo pra isso.

Agora queremos episódios focados no Colson. Afinal, tem muito ainda pra acontecer e mostrar desse cara que morreu por 8 segundos. Quem já tá mais do que precisando de um episódio só dela, é a agente May que, pelo que eu entendi, também já morreu. Para os fãs do curta Item 47, no episódio teve a participação de Titus Welliver, que representou novamente o agente Blake.

Ponto1: Não engoli aquela cena do Ward voando para salvar Jemma. Ficou forçada de mais.
Ponto2: Skye está evoluindo cada vez mais na série. Mesmo não tendo muita aparição, ela está melhorando.
Ponto3: Ainda não consigo acreditar que May pilota aquele avião sozinha sem nenhuma dificuldade.

Agora, mais do que nunca, estou ansioso pelos novos episódio. Sabendo ainda que no dia 19 de novembro o episódio vai ter ligação com o filme Thor 2 e que, futuramente, vai ter ligação com o Capitão América 2, a ansiedade consegue aumentar mais ainda. Gostei disso e promete ainda alavancar a trama. Assim, aposto muitas fichas numa renovação.

Então é isso! Próximo episódio é o The Hub e será exibido próxima terça-feira, 12/11.

Até lá! =)

Talvez Você Curta

3 comentários

  1. Tbm gostei mto desse episódio, pra mim um dos melhores da temporada senão o melhor. O legal foi que nem precisou de tanta ação pra série fazer um ótimo episódio. O drama foi o foco, as interpretações e a trama estavam mto boas. Admito que a série começou mal e perdeu boa parte do público, mas ela vem numa subida de qualidade e ainda acho que ela vai nos surpreender e não canso de compará-la(não me matem por favor) com Fringe, que ninguém dava nada e tinha realmente começado como um fraco procedural, mas que possuía um grande potencial que se desenvolveu e acabou se tornando um dos melhores Sci-fy... #ficaadica

    ResponderExcluir
  2. http://www.youtube.com/watch?v=_g6UnwveLiQ&feature=youtu.be&hd=1

    ResponderExcluir
  3. Eu também gostei do episódio, mas por motivos diferentes. Achei o skydiving da Simmons e do Ward o ponto alto deste episódio. Uma ótima cena visualmente, e com boa carga de tensão, mesmo sabendo que os dois sairiam ilesos daquilo. E a bronca do Coulson depois, foi a cereja do bolo.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe