Drop Dead Diva 5x13: Jane's Secret Revealed (Season Finale)

segunda-feira, novembro 11, 2013

Mãe sempre sabe

A cada season finale de Drop Dead Diva fica aquela apreensão do que vai acontecer e sempre temos belas surpresas acompanhadas de um episódio rápido, ágil e que geralmente deixa todo mundo prendendo o fôlego. Bem, dessa vez a coisa foi um pouco diferente. Com uma pegada bem mais emocional e as coisas bem mais calmas, essa temporada se despede de nós deixando um pouco de saudade não só de tudo o que aconteceu, mas também dessa personagem incrível que encerra sua participação de forma tão bonita e abrindo espaço para um plot que vai além do que muitos esperavam.

No fundo acho que todos nós nos perguntávamos se a mãe de Jane/Jane realmente sabia ou não sobre a filha. Quer dizer, apesar de enganar bem diante da maioria da família, sempre ficou claro pra quem assiste que a relação entre mãe e filha estava mudada. Seja na reconciliação dos pais lá na segunda temporada, ou no casamento há apenas uma temporada, essa relação de "descobrimento" entre as duas sempre foi um dos pontos mais altos da série.

Além de todo o estímulo às lembranças e teorias, esse episódio serviu para definir um pouco do tom de como as coisas serão daqui pra frente. Se muitos reclamaram da atitude da Brittney/Jane, que havia jurado que teria sua vida de volta, agora não há mais volta. Não só como uma forma de despedida de uma personagem querida, todas a cenas emocionais e molhadoras de lencinhos serviram para distrair a atenção do telespectador e da própria Jane/Deb, que no meio de tudo o que aconteceu, esquece-se de avisar a pessoa que mais se sentiria afetada pela morte de Elaine, a verdadeira Jane.

Ao lado de tudo isso, um dos casos do episódio foi um ótimo pano de fundo para o plot principal. Com uma grande petrolífera de um lado e um pai amish do outro, toda o cliché da "Grande Corporação do Mal" voltou com força. Esse tipo de caso é bem normal, se lembram bem da boate que superlotou e de tantas outras que continuam aparecendo no decorrer da série. O diferencial dessa vez veio com as peculiaridades da cultura Amish começando com o fato de que o cliente não querer processar por acreditar que "fez o que devia". Sendo forçada a recorrer a outras maneiras, como entrevistas para Nancy Grace, Jane acaba confiando na abordagem de um dos porta-vozes de uma ONG chamada "Defensores da Água Limpa", o que obviamente não dá muito certo, principalmente quando descobrem que o dito Zack Trent na verdade trabalhava para Ivar Oil (mas que surpresa). Pra piorar ainda mais a situação, Jakob se recusa a receber ajuda de seu filho, Isaac, que abandonou a comunidade Amish há muito tempo, e segundo a tradição deles, abandonar as raízes e a comunidade é algo inaceitável, o que fica bastante claro com a atitude do pai. Toda essa cena só faz com que o abraço entre pai e filho no final fique ainda mais emocionante diante da resolução do caso.

Já com Grayson, a envolvida da vez foi Robin Nelson,  ou melhor dizendo Lady Robin, uma Dominatrix que recorre ao advogado para resolver um desentendimento com um de seus clientes que começa com uma simples cobrança de uma fatura e depois transforma-se em um processo pois o mesmo andou espalhando que ela não podia manter os segredos dos outros, o que em sua profissão é algo inaceitável. Confiança é tudo. Sadomasoquismo e coleiras a parte, foi legal ver a situação de submisso no tribunal e o divertido final para aquilo. Além é claro da forcinha que a própria Dominatrix deu para Grayson com relação à Jane (não que precisasse).

Toda a participação de Owen e Stacy nesse episódio foi voltada para a tentativa de colocar o ainda não nascido filho dos dois em uma escola de prestígio. Não há o que reclamar aqui já que ultimamente os dois têm tido esse tipo de aparição, e de casos, algo parecido com o Kim fizeram com a Kim no começo da temporada com todo aquele lance de gravidez, hormônios, traição etc.

Para os que queriam Elaine eternamente em Drop Dead Diva, foi um episódio de cortar o coração realmente. Tudo o que Brittney falou ao encontrar Jane beijando Grayson foi bastante pensado. Note que ela chama Elaine de "mãe" e inclusive não revela exatamente o que Jane está escondendo de Grayson. Esperam ser trollados como na premiere dessa temporada onde todos achavam que Jane estava no corpo de Owen? Eu espero sim, ainda mais com esse final bastante duvidoso, mas que de certo modo foi bastante satisfatório.

Parando pra refletir sobre a temporada, sinto-me satisfeito com o que aconteceu esse ano. Pra uma série que havia sido cancelada e depois des-cancelada pelo próprio canal, Drop Dead Diva conseguiu mostrar uma temporada estável, criativa, e ainda deixar bastante coisa a ser resolvida (ok que sempre é assim). Apesar das saídas no elenco e do acréscimo de outros, a série continua oferecendo entretenimento pra quem quer algo descompromissado, leve, romântico e sempre divertido. Não sou daqueles que desiste facilmente de uma série quando ela está ruim (Continuar vendo Pretty Little Liars e resistir até o final com Gossip Girl provam isso), mas não deixo de entender por que muitos abandonaram a série lá na terceira, ou até mesmo depois da quarta temporada. Não é a mesma série das duas primeiras temporadas, e definitivamente não é a mesma da terceira e quarta temporada. Pra vocês que são fortes e continuam (e continuarão) a acompanhar, e até mesmo pra quem não vai, agradeço pela companhia nas reviews e até ano que vem por que estaremos aqui "De Corpo e Alma".

PS:
- Aposto que muitos que viram o Doug Savant sentiram saudades do nosso querido Tom Scavo, não é? #Sdds #DesperateHousewives
- Rebecca Mader na verdade mal precisou de uma audição para o papel de Dominatrix. Com aquele sotaque e aqueles olhos, quem não seria submisso, não é?
- Kim, sentimos sua falta e queremos você divando e bitchzando nossas vidas ano que vem.
- A 6ª Temporada estreia em julho de 2014. Temos um longo tempo pra esperar. Obrigado e até a próxima.

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe