Grey’s Anatomy 10x10: Somebody That I Used to Know

domingo, novembro 24, 2013


Uma série que eu costumava conhecer.


Ficar 10 anos no ar e manter a qualidade, coerência e interesse do público realmente é uma tarefa muito complicada e por mais que Grey’s Anatomy tenha se mantido bem por nove temporadas com algumas naturais escorregadas, tudo está indo para o ralo com a grande deformação que vem ocorrendo. Shonda foi mestre em conseguir evoluir e amadurecer seus personagens, mas sem ter para onde ir com ela começou a destruir a essência de todos eles, mudando a maneira de cada um agir e forçando muitas situações para tentar extrair algo capaz de fazer a série prosseguir. Não existem mais boas histórias para este personagens, os novos não emplacaram como o esperado e o público vem sofrendo ao ter que conviver com situações repetitivas e sem coerência. Não Shonda, não queremos ver uma Cristina tão diferente daquela que a gente conhece e ama e não queremos odiar uma série que sempre nos emocionou e divertiu. Chega. Está na hora de Grey’s Anatomy sair de cena e enquanto isto não for decidido a série irá ladeira abaixo.

Engraçado perceber que a história de Richard Webber é a metáfora perfeita para o atual momento da série. Eutanásia já, tanto para a série quanto para este personagem. Impressionante como Richard está se arrastando sem força e vontade de viver e a cada dia esta falta de brilho faz eu gostar um pouco menos do personagem, que ultimamente só reclama e faz merda. Não adianta os médicos e os roteiristas forçarem a barra, Richard não quer sobreviver e não tem mais nada para agregar, nem no camarote e muito menos no hospital. Tudo que ele é capaz de fazer é irritar as pessoas com sua mudança de postura e forçar situações de perigo. Dignidade já. Eutanásia já.

O episódio desta semana nem foi ruim e até me entreteve e me divertiu, mas não dá para aceitar Cristina Yang tendo um caso com o Ross. Assim como muito bem pontuou a personagem, seria como fazer sexo com um bebê foca e a gente não quer ver Cristina, que sem foi tão bad ass, tendo que passar por algo tão deplorável. Eu sei que ela vem passando por um momento de solidão, mas com toda a sua consagrada sensualidade ela seria capaz de encontrar alguém bem mais adequado para distraí-la neste momento difícil. Ela poderia até cair de cabeça no trabalho, mas se envolver com Ross foi demais para o meu estomago. A “gripe” na sua relação com Meredith já deu o que tinha que dar e teria sido melhor se esta briga já tivesse chegado em seu ápice ao invés desta verdadeira guerra fria que começou praticamente no início da temporada e vem se arrastando desde então.

Para piorar, temos mais um plot de merda para Bailey, que agora tem TOC e fica arrumando tudo milimetricamente para acabar de vez com a nossa paciência com a personagem. Bailey já não é legal há pelo menos umas 3 temporadas, chutando baixo, e tirando um ou outro momento ela só continua na série para ser chata e preencher o tempo necessário para os episódios acontecerem. Shonda tem que se dar conta urgentemente de que existe um potencial muito grande para que todos os personagens acabem como a Bailey e o melhor a fazer seria sair de cena o quanto antes. Ainda da tempo de planejar e executar um final digno para Meredith, Cristina, Alex e Callie.

Tivemos ainda no episódio, April sendo April e causando situações de constrangimento ao tentar evitar o constrangimento, o que foi bem estranho. Torço para que ela se case sim e consiga retomar sua amizade com Avery, não dá para ficar duas temporadas no mesmo chove e não molha, ou eles superam logo um o outro ou que retomem o relacionamento. Por falar em constrangimento, Callie acabou descobrindo o caso de Leah e Arizona, que ainda teve a pachorra de dizer que sua esposa estava se fazendo de vítima e que as duas erraram. Em relação à traição e à separação , não me recordo de nenhum erro por parte de Callie, que cortou a perna de Arizona, salvou a sua vida e ainda aguentou um grande mimimi e um chifre ainda maior.


Infelizmente não vejo a hora que Greys entre em hiato para que talvez eu possa recarregar as baterias antes da outra metade da temporada. Eu sei que é chato só ficar reclamando, mas um reviewer deve ser sincero e escrever aquilo que vem sentindo. O episódio até teve seus bons e engraçados momentos, mas a Big Picture da temporada está cada vez mais fora de foco e esquadro. É muito triste ver uma série que eu tanto gostei se transformando num zumbie, que vaga por este mundo sem rumo fazendo hora extra.

Talvez Você Curta

3 comentários

  1. Concordo com tudo que você disse, Grey's Anatomy sempre teve ótimos momentos mesmo em suas temporadas mais fracas, mas nessa temporada o único bom momento foi o episódio focado na Callie e ainda assim teve algumas coisas que me incomodaram. Shonda perdeu a fórmula de ouro de Grey's Anatomy e vem me decepcionando a cada episódio. Acho que ainda há tempo de consertar essa temporada mas também acho que Shondanás só vai piorar as coisas. Enfim, ótima review como sempre, foi meu primeiro comentário aqui, pena que foi pra desabafar. Tomara que Grey's surpreenda positivamente e acabe de vez, acho que a partir do momento que os fãs querem o encerramento da série é porque alguma coisa tá errada.

    ResponderExcluir
  2. Concordo exatamente com Natália quando ela menciona que "acho que a partir do momento que os fãs querem o encerramento da série é porque alguma coisa tá errada"; pois com Grey's Anatomy existe muita coisa errada nesse momento. Me sinto como Stevens quando teve o câncer e falava com mortos. Grey's está na UTI nesse momento, a vejo como um paciente terminal; quando voltar do hiatus que tanto sonho acontecer (nunca pensei que desejaria esse momento) o meu sincero pedido é que reconheçam a necessidade de fazer a partida, digna, desta série que tanto gostei e que hoje não me causa mais arrepios ou desejo de ver. Acompanho por hábito, mas está tão sem noção quanto uma novela. A sensação de que falo com mortos é latente, pois tenho revisto temporadas anteriores ao invés de acompanhar com vontade a atual. Ross com Yang, infelizmente, foi a gota d'água. Que alguém desligue os aparelhos de Grey's Anatomy para que ela descanse em paz.

    ResponderExcluir
  3. Sabe em parte concordo contigo... É estranho ver tudo aquilo que nós conhecíamos virar de cabeça pra baixo e ver nossos queridos e amados personagens chutando o pau da barraca e não sendo mais aquilo que costumávamos nos espelhar. Cá entre nós o que a Shondanás está fazendo com Mertina é extremamente ridículo, mas eu sei que ela continuará fazendo isso para nos desapegarmos da personagem como ela fez com a Izzie (deixou ela chata pra caramba em seus episódios finais). Cristina e Ross? WTF... É inaceitável e realmente me dá náuseas. E ainda quando achamos que tudo irá se acertar pra um dos shippers a Shonda consegue provar que nada do que estamos almejando é verdadeiro. No começo eu achava que a Apes e o Jackson eram completamente desnecessários na série, mas de uns tempos para cá eu realmente comecei a gostar deles e o problema é que o que me faz gostar deles é o fato de que juntos eles formam um time melhor do que April & Mathew e Jackson & Stephanie quando será que vou ter Jackson & April? O TOC da Bailey é uma coisa inacreditável, ela é uma cirurgiã, ser perfeccionista é uma coisa mas TOC? É a mesma coisa de um nadador profissional ter medo água. Richard tá pé no saco. Eu odeio os novos internos. Eu preciso da minha série de volta, àquela que me inspirou a seguir medicina e não essa coisa que me deixa sem reação (boa) nenhuma. Poderíamos dar uns toques pra Shonda, mas do jeito que é Shondanás é capaz de que ela mande alguém nos matar... Bom era só isso...

    ResponderExcluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe