Almost Human 1x03/1x04: Are You Receiving?/The Bends

segunda-feira, dezembro 09, 2013



Os dois mais recentes episódios de Almost Human conseguem manter o bom ritmo da estéia. Apesar de jamais retornarem as tramas sugeridas no primeiro episódio – a namorada misteriosa de Kennex e a emboscada que matou o parceiro dele – Are You Receiving? e The Bends criam casos da semana suficientemente interessantes, mantendo na maior parte do tempo uma narrativa que jamais perde o ritmo, continuando a explorar as possibilidades daquele futuro próximo.

Are You Receiving? é funciona como um bom filme de ação. No começo, o terceiro episódio dava indícios que teria um ritmo lento apesar da premissa que inspira urgência. As cenas iniciais faziam parecer que tudo que aconteceria ali era uma enorme discussão de relação entre Kennex e Dorian enquanto subiam as escadas. Essa tendência foi felizmente interrompida por um tiro, impedindo que o episódio caísse em um marasmo que só seria quebrado quando os protagonistas chegassem no andar onde os sequestradores se encontravam.

Assim como no piloto, a ação aqui também é bem feita e usa com inteligencia as idéias propostas, nesse caso, as máscaras que emulam o rosto de outra pessoa. O episódio também acerta no tom da comédia, tendo seu melhor momento quando Kennex conserta Dorian com um cotonete e um chiclete.

A ligação entre Kennex e uma das funcionárias sequestradas parece deslocada. Ele é apresentado como o policial que tenta manter a aparência de alguém distante, as vezes irritado, mas que no fundo é uma boa pessoa. Ele é um clichê gigante, assim como o resto da série, mas o que fez os poucos episódios até aqui bons é fazer bem aquilo que já foi visto muitas vezes antes.

The Bends é bem melhor ao estabelecer a personalidade real de Kennex q ue ele tenta esconder. Mostrar a forma como ele se importa com o amigo que é acusado de corrupção mostra, sem precisar recorrer a um sentimentalismo fácil. Ele se mostra muito mais verossímil agindo dessa forma que tentando acalmar uma mulher assustada.

O caso da vez é melhor do que o visto no episódio anterior – é impossível não lembrar de Breakin Bad -, dando oportunidade para situações interessantes, aproveitando a necessidade de usar Ludy com um agente infiltrado para criar um clima de perigo, e aproveitando o excêntrico cientista como o alivio cômico.


Mesmo se sustentando apenas por casos isolados, que podem parecer facilmente repetitivos, Almost Human consegue criar boas histórias, se aproveitando da sua realidade futurista como um meio para trazer algo um pouco diferente mesmo dentro da sua estrutura rigida de procedural.

Talvez Você Curta

0 comentários

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe