Castle 6x11: Under Fire

quarta-feira, janeiro 08, 2014

Seja bem vinda ao mundo, pequena princesa.


SPOILER ABAIXO

Não há porque não começar a primeira review de 2014 desejando a todos vocês o melhor para este ano que se inicia, e que todos os seus sonhos, desejos, objetivos e desafios sejam concretizados durante este novo ciclo de nossas vidas.

É interessante perceber que em qualquer cultura que se dissemina pelo mundo, todas compreendem que o inicio de um novo ano é o símbolo para a renovação, a confraternização como o próximo e a chance do recomeço. Mais interessante ainda, é perceber como o episódio Under Fire enquadra-se perfeitamente a expor este cenário com a celebração de uma nova vida.

Eu confesso, sem qualquer hesitação, que não tinha muitas expectativas sobre este episódio. Apesar de saber que seria neste roteiro que Ryan se tornaria papai, sempre acho que os episódios que iniciam o ano, nos roteiros de Castle, sempre são mais calmos e, muitas vezes, extremamente monótonos, como foi o caso de Significant Others em 2013. Logo, a minha satisfação foi maior ainda, ao se deparar com tamanha qualidade logo na primeira semana do ano.

(Esta sexta temporada está uma delícia. Sua linda!)

O episódio começa com uma dinâmica um pouco diferente, onde não existe muita explicação para o crime, simplesmente apresenta-se o drama de Kate conversando com Jenny ao telefone e de imediato somos transportados à cena do crime. A principio, não entendi muito bem qual era a intenção desta temática, de certa forma o crime transformava-se apenas em pano de fundo e por esta razão fora apresentado de maneira superficial. Mas logo percebi que aquilo era proposital, o caso tornava-se um fato secundário e sem qualquer magnitude maior, exatamente para demonstrar que são em momentos onde menos esperamos é que a vida prova sua maior fragilidade.

O episódio cresce com a evolução do drama apresentado. Foi muito interessante perceber o quão bem foi trabalhada esta transição de conforto e divertimento, com o momento onde descobrem que a vítima pertencia ao corpo de bombeiros, até o instante onde Castle e Beckett descobrem sobre o incêndio no Brooklin. É verdade que eu já deveria estar habituada com a qualidade do seriado e o quanto ele vem nos surpreendendo, mas não há como não assistir com um sorriso de "canto a canto" enquanto acompanhamos a evolução desta história.

A ideia de um incendiário em série e a abordagem da “pirofilia” no caso, acabou sendo algo curioso. Eu confesso que não conhecia o termo, nem sua definição, mas admito já ter lido algumas reportagens sobre incendiários em vários países do mundo. A verdade é que se existiu alguma referência a Chicago Fire ou Criminal Minds, ou vou ficar devendo esta para vocês, pois não acompanho as séries e logo, não pude perceber qualquer correlação. Porém, indiferente a este fato, não há como negar a qualidade deste episódio que trabalhou o conceito da família por uma dinâmica menos ortodoxa.

Sempre quando nos referimos a este conceito, pensamos em irmãos, pais, filhos e todos os parentes de nossa árvore genealógica. Mas muitas vezes a família é muito mais do que qualquer conexão biológica. Uma amizade que transcende os laços tradicionais acaba por transformar-se em uma forte ligação familiar. E foi exatamente neste ponto que o roteiro de Under Fire detalha e expõe tamanho sentimentalismo, que não há como não se envolver e emocionar-se com este cenário.

Totalmente diferente do que estamos habituados a presenciar nos episódios de Castle, onde a investigação transcorre-se ao gerenciamento da investigação por parte de Kate, o apoio dos parceiros Ryan e Esposito, a as sugestões capciosas de Castle. O episódio desta semana colocou os dois protagonistas da série ao mesmo “pé de igualdade” do restante do elenco. Todos trabalham, todos investigam, iniciando pela Tenente Delia Burton que descobre a identidade da vítima, passando por Castle que fornece maiores pistas para encontrar o incendiário com sua pesquisa de internet, e transcorrendo por todos os integrantes da N.Y.P.D que se unem em uma força tarefa para ajudar o amigos que enfrentam a morte.

Under Fire trabalha de forma primordial um conceito que poucas séries têm o potencial de construir, um cenário onde todos os integrantes daquele plot são essenciais para a evolução da história. E esta construção transmite a grandiosidade da união daquele grupo de amigos. A capitã Gates não se incomoda e acha mais do natural discutir as circunstâncias da investigação com Rick, talvez este seja o episódio onde mais nitidamente não enxergamos Castle como um escritor, e sim, como mais um membro daquela equipe. Que realiza pesquisas independentes, enquanto Kate busca outra perspectiva do caso. E com certeza, é neste episódio que conseguimos enxergar o amor que existe entre aquele grupo e o quanto a perda de um membro, seja ele qual for, pode abalar significativamente a estrutura na qual eles se encontram.

E depois de um conceito tão bem apresentado, a chegada de Sarah àquele cenário turbulento, aterrorizante e que expunha total desolação com a iminente morte de Ryan e Esposito. O nascimento de uma nova vida em meio a tanto caos, traz consigo a esperança no meio ao desespero, a demonstração de que aquela família e capaz de superar tudo em prol do amor que compartilham entre si.

Então, Sarah Grace. Seja bem vinda a esta insanidade ao qual o homem chama de mundo. Aonde as aventuras lhe aguardam de braços abertos. E que seja na alegria ou no sofrimento, você irá se apaixonar: pelos amigos, pela família e pela vida.

SIGNIFICADO DOS NOMES

Enquanto assistia ao episódio não pude deixar de notar a relação criada entre o nome da bebê Sarah Grace com o sobrenome de seus pais, Ryan.

Bem, para quem não sabe o nome Sarah é de origem hebraica e significa “princesa”, ou para algumas traduções, “filha do rei” seria o significado mais correto. Enquanto o nome Ryan é de origem irlandesa e significa “pequeno rei”.

Bacana, não é?

Melhor ainda é saber que não era um garoto, pois o nome Javier em um descendente de irlandês... Em momentos de crise é importante perceber que Esposito é o detetive mais racional daquela equipe.

Abro aspas para compartilhar do drama de Beckett que já sabe o quanto sofrerá para tirar da cabeça de Castle que o primeiro filho do casal não se chamará Cosmos!

ACOMPANHE A AUDIÊNCIA

Bem, acredito que após montar aquela tabela que apresentei para vocês na review passada, seria injusto não mantê-la atualizada. Assim sendo, toda semana deixarei este tópico fixo com a atualização da audiência, para quem quiser acompanhar, basta clicar no link abaixo.

CASTLE RATING

Sei que muitos podem dizer que a queda da audiência é um mau sinal, ou podem até mesmo questionar a qualidade do episódio. Mas não se deixem levar por estas conjecturas. O começo do ano é bem ruim mesmo e já era de se esperar uma queda na pontuação da série. Porém, acredito que a partir da próxima semana a situação melhore um pouco, e gradativamente, Castle recupere o fôlego com o qual fechou o ano de 2013.

CASTLE & BECKETT BRASIL


Quer saber todas as informações que surgem sobre Castle? Spoilers, novidades, participações especiais, entrevistas com escritores, produtores e atores?

Acesse o Castle & Beckett Brasil e saiba tudo em primeira mão sobre o universo desta série que eu sei que você ama!



Talvez Você Curta

16 comentários

  1. Solange, parabéns pela review e que episódio emocionante. Concordo que Javier não combina com um menino irlandês mas que a homenagem foi linda, foi. Afinal mostra que entre os dois não existe só amizade: eles são como irmãos. Já assisti algumas séries em que o unsub da vez é pirado por fogo. Teve uma em que há uma perseguição ao doido por uns dois episódios. Acho que foi um dos CSI. E no próximo episódio teremos Castle Sr (rss)

    ResponderExcluir
  2. Era de cortar o coracao a expressao de angustia de Beckett, enquanto Castle tentava se manter otimista para ela. Esse episodio veio apenas confirmar que a NYPD eh uma grande familia. E eu sempre achei que seria uma menina, e nao vejo a hora de Castle comecar a dar conselhos a Ryam sobre como eh criar uma menina kkkkk

    Sobre a audiencia, acho que Castle foi bem apesar da concorrencia dele ter sido a final dos jogos universitarios.

    ResponderExcluir
  3. adorei estava esperando o Review como sempre cada vez melhor, quanto a audiência todo inicio de ano é assim continuamos firmes e fortes com Castle!!!!!!!!!!!!!bjs

    ResponderExcluir
  4. DeniseMoreira_Brazilquinta-feira, 09 janeiro, 2014

    Sol, como sempre S-E-N-S-A-C-I-O-N-A-L! Ainda não vi o episódio em sua totalidade (pode?), pois só vi no original e meu inglês ainda falha em muita coisa... Tô estudando para melhorar! ;) Mas, realmente, Castle não é só uma história sobre um escritor bonitão que encontra sua musa para escrever mais um besteseller... Trata-se da história de uma "pequena família", como a Beckett já nomeou uma vez (sepultamento do Montgomery!) que divide amizade, camaradagem segredos e amor. A angústia do Castle, da Beckett e da Lanie só se equipara ao do próprio Castle, quando do sequestro da Alexis... Ver a forma como a Cap. Gates se transforma na sua alcunha de "Iron Gates" quando algém da sua trupe está em perigo... A troca de olhares entre Castle & Beckett tentando consolar um ao outro... A forma como a Lanie abraça o Esposito quando ele se salva... Enfim! Realmente muito bem vida princesa Sarah Grace! Nada mais justo o tricampenado no PCA! Aqui, uma fã orgulhosa! P.S.: realmente... PQ o Castle encrencou com este nome, Cosmo? Parece nome de cachorro!

    ResponderExcluir
  5. Solange,


    Tudo bem, espero que tenha passado bem as festas de final de ano e um Feliz 2014 para você.


    Que Review é essa? FANTÁSTICA!!!!!


    Parabéns por tudo que escreveu, sintetizou tudo que aconteceu nesse episodio. Tanto que os motivos que levaram ao crime ficaram em segundo plano, pois era mais importante pegar o responsável para justamente salvar o resto da "Família".


    Outra coisa, estamos vendo um Castle mais maduro nessa temporada, será reflexo do noivado? Dele estar morando com a Beckett? Não sei, mas nesse episodio teve uma cena que os papeis ficaram meio que invertidos (rsrs), Ela foi brincar com ele sobre o que ele estava vendo na internet e ele respondeu sério de imediato, foi engraçado.


    Outra coisa que notei e que pra mim foi acertado, foi justamente a inversão dos episódios. Foi acertada porque não podiam mais enrolar a gravidez da Jenny, o fato do dialogo sobre a data do casamento (Castle está meio que deixando e fogo brando) e sobretudo pelo clima desse episodio, que como você bem disse, demonstra a união desse núcleo familiar que é o 12º distrito.


    Outra coisa que não podemos esquecer é a qualidade do seriado, tanto tecnicamente quanto suas histórias, Mr. AM e sua esposa Terry estão se superando a cada temporada. Não é de graça que Castle foi eleita o seriado policial favorito pela PCA 2014 pela 3ª vez consecutiva!!. Acredito agora que teremos uma sétima temporada a menos que os atores não queiram mais. Voltando a qualidade das histórias, eles equilibram muito bem as expectativas dos telespectadores, alternando momentos hilários com sérios e sentimentais como esse ultimo.


    O enredo da história também está caminhando bem, com o amadurecimento do relacionamento do casal. Apesar te todo mundo querer ver sempre cenas Casketts, nem sempre será possível e nem sempre se encaixam na história, concorda?


    E Stana venceu, um premio mais que merecido a esta atriz que tem um grande futuro pela frente. Merecidissimo esse premio para ela.


    Novamente PARABÉNS pelo excelente texto da Review e vamos aguarda semana que vem que promete, pelo menos pelo Sneak Peak que disponibilizaram, o episodio será ótimo.


    bjs


    Ricardo

    ResponderExcluir
  6. Fátima teve sim em CSI NY se não me enganos nos primeiros episódios da última temporada da série.

    ResponderExcluir
  7. Engraçado que o Castle entrou no apê da Kate em chamas e tirou ela da banheira, ficou com ela quando tava prestes a explodir em still, dentre outras coisas e neste epi morri de rir quando ele saiu correndo depois que a mulher falou que o prédio podia desabar. Comentário que eu li no face, que esse fogo vá um pouco pra cama né pq tá dificil rs

    ResponderExcluir
  8. Hey Tati, tudo bem?!
    É vdd, eu também chorei na gargalhada quando a Kate começa a gaguejar, "Eu...vou me casar... com ele"
    kkkkkkkkkkkk!!! Foi muito legal. Achei que apesar de ser uma episódio dramático os momentos de humor foram muito bem dosados.
    bjks

    ResponderExcluir
  9. Olá Ricardo. Tudo bem comigo sim, e obrigada pelo votos de 2014! Para você também.
    Kra concordo contigo em tudo que disse, é bem isso mesmo, A.M e sua esposa estão demais este ano e a série só não terá sétima temporada se não quiser!
    Acho mesmo que o Castle tá mais amadurecido e gosto disso, gosto da ideia da troca de posições, acho mesmo que a Stana e o Nathan fazem isso muito bem, principalmente a Stana que amadureceu muito desde o começo do seriado, quando tudo ficava nas costas do personagem do Castle para o humor, e como agora isto é muito bem dividido.
    Sobre o PCA. Adorei que ela tenha ganhado e surtei quando a série ganhou o terceiro prêmio seguido. Porém fiquei meio chateada com a "zona" que foi o evento, sendo que eles não entregaram nem a metade dos prêmios, a gente teve que ir descobrir quem foi o vencedor pelo site do PCA, e para piorar a Stana não foi chamada para receber ela só agradeceu porque deve ter forçado a barra para apresentar um musico e no embalo ela deu o seu discurso mas já abrindo com "Eles me pediram para ser rápída!". Achei isso super chato mesmo e fiquei desconcertada com a premiação.
    Porém, isto não tira o mérito da série que foi eleita pelo público como a mais querida por mais uma nao seguido.
    Bjks.

    ResponderExcluir
  10. Hey Denise, vlw muito obrigada, mesmo!
    A série começou 2014 tão linda quanto havia terminado 2013. Achei isso muito bom e é lógico que como você, também surtei no PCA.
    A caminho do episódio de segunda feira, que eu sei que promete muito, como todos os episódios 12 ou 13 de todas a temporadas, e aposto que este não será diferente, aliás no embalo das coisas tendem a ser muito melhor do que esperamos. Ansiosa para que eu não me engane.
    Bjks.

    ResponderExcluir
  11. Isso mesmo Ana. A série está forte, ganhou 2 prêmios no PCA e que 2014 seja só alegria!
    bjks.

    ResponderExcluir
  12. Hey Marcília, tudo bem? Feliz 2014.
    Realmente, as cenas entre a troca de olhares dos dois foi de torturar. Sobre o Castle dar conselho, acho que depois de um tempo ele vai começar a se vingar do Ryan por tudo que ele enfiava na cabeça da Castle quanto a adolescencia da Alexis, kkkkkkkk.
    Audiência foi a pior da temporada, mas concordo contigo que foi bem diante da concorrência e circunstâncias de começo da ano.
    bjks.

    ResponderExcluir
  13. Hey garotas, obrigada pela dica. Algo me dizia que já deveria ter havido um caso assim em outra série. Mas, mesmo assim, achei o epi muito bom e super bem construido. hehehehe
    bjks.

    ResponderExcluir
  14. Muito fofo esse episódio. É bom de vez em quando darem mais destaque para o Ryan e o Esposito, assim como outros personagens secundários. Gostei muito e fiquei agradavelemnte surpreendida porque também esperava um episódio mais levezinho e divertido só... Não contava com a carga emocional e foi muito benvinda :)

    Fui só eu que reparei que a Beckett correu logo para o Esposito e o Castle para o Ryan? Mesmo depois de se abracarem todos voltaram a esses pares.. acho engraçado como eles são todos tão unidos mas sempre há aquela pessoa com quem você tem mais afinidade devido à personalidade, com quem se identifica mais talvez e nota-se isso, o que na minha opinião torna tudo ainda mais realista e bem escrito.

    Resta-me desejar também um feliz ano a todos vocês, com muita alegria, saúde e sucesso :) aqui estaremos todos as semanas para comentar esta série fantástica que nunca nos desilude! E que venha o resto da excelente 6ta temporada!

    ResponderExcluir
  15. Oi Su. Obrigada pelos votos e para vc também, tudo de melhor neste 2014.
    Poxa sobre esta questão de afinidade, não tem jeito. Acho que até a gente com nossos familiares somos assim, sempre tem aquele irmão que somos mais chegados, ou primo... enfim... Mas eu tinha notado sim, que a Kate corre para o Javier, achei até bem legal isso. Ela tem mais afinidade com ele assim como Castle tem mais afinidade com o Ryan.
    Bjks e que esta 6ª temporada continue neste ritmo.

    ResponderExcluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe