Castle 6x13: Limelight

quarta-feira, janeiro 22, 2014

 
Simples e divertido.
SPOILER ABAIXO:

Estes são dois adjetivos que retratam muito bem a minha sensação após assistir ao episódio desta semana de Castle, Limelight. E de fato, foi uma ótima satisfação ao perceber que o deslize da última semana transporta-se às memórias do passado, junto às críticas pesadas, que a série mereceu receber. Mas, aparentemente, apenas Jackson Hunt possui potencial para acabar com nossa satisfação nesta sexta temporada.

Eu não apenas fiquei feliz com o episódio, ao terminar de vê-lo percebi que eu estava alegre, porque acabara de assistir a um entretenimento divertido, humorado, simples e envolvente. Fatores determinantes por eu ter me apaixonado tanto pela série. Não é uma questão de colocar o episódio na lista dos melhores da temporada, porque não foi. O ano está acirrado e com ótimos roteiros, mas Limelight cumpre sua cartilha com um bom enredo, desenvolvimento do humor adequado e um caso que conflita com questões morais, no melhor estilo Castle.

Pode parecer estranho que eu tenha começado esta resenha elogiando tanto o episódio, e você pode pensar que pareça exagerado, porém a justificativa de iniciar o texto desta maneira decorre do excesso de críticas que li sobre Castle durante a última semana. E seriamente, percebo um momento em que preciso defender a série mais do que falar do próprio episódio. Mas prometo que farei os dois.
...

Limelight trás o caso de uma estrela “em ascensão”, Mandy Sutton, como suposta vítima de assassinato. O caso muda quando a policia descobre que a vítima, na realidade era Claire Samuels, uma “dublê” da artista que chamava a atenção da imprensa para si, deixando Mandy aproveitar certas oportunidades sem qualquer perseguição.

Além de achar a ideia da troca de corpos muito bem bolada, (e já explico porque), eu adorei a referência do episódio a uma das maiores séries de sucesso da Disney: Hannah Montana. A série foi estrelada pela ainda, meiga e inocente, Miley Cyrus, interpretando o papel de Miley Stewart durante o dia como uma estudante comum e, a super popstar Hannah Montana durante suas noites de shows e programas, (perceba que o nome Mandy Sutton, não foi ao acaso).

E esta referência não foi gratuita, afinal de contas, quem acompanhou este programa (como eu), pergunta-se o que houve com a cantora, que decidiu mudar radicalmente seus hábitos, estilos, enfim... Hoje Miley Cyrus é uma confusão ambulante, mas que conseguiu roubar os holofotes da mídia.

“Boa ou má publicidade, que seja publicidade!”

E esta era a grande brincadeira do episódio, trazer a tona o contraste de como a fama e o excesso de estrelato pode mudar a personalidade de uma pessoa. Se você ainda tem dúvidas sobre isso, reveja a cena entre o diálogo de Mandy e Alexis no quarto de hotel.

Impor o conceito que se buscava com este roteiro tornou-se muito mais fácil e inteligente com a troca de corpos. Pois a vítima, que pela primeira vez, não está morta, atribuiu sua personalidade ao plot. Ainda buscando uma estrutura diferenciada, o enredo focou na interação entre duas jovens com contrastes de vida bem diferentes, pertinentes de sua criação. Se por um lado Mandy vive sob o universo dos flashes e da fama, que não lhe permite agir como deseja ou realizar seus pequenos objetivos. Alexis viveu sobre “rédeas soltas”, com um pai que acreditava na racionalidade e responsabilidade da filha para tomar suas próprias decisões.

Decisões que separam, em retas paralelas, as vidas destas garotas.

Por sempre permitir a liberdade da filha e acreditar que esta era a opção correta, Castle entrega nas mãos da garota o fardo da responsabilidade sobre seus atos, e é este fardo que faz com que Alexis sinta-se tão arrependida por suas ações quando decidiu ir morar com Pi. É o peso da responsabilidade associado ao orgulho, de quem reconhece sua maturidade, que faz com que a jovem não corra aos braços do pai pedindo para que ele lhe ampare após o seu erro. De fato, Alexis desabafa com Mandy, mas sabe que depende apenas dela corrigir os traços de sua caminhada antes de reconhecer o seu erro a Castle. Rick é o pai que distingue seu papel de observador sobre o desenvolvimento da filha, ele não intervém para que a garota decida por sua vontade. Mesmo correndo o risco de perdê-la para uma faculdade distante, sendo afastado da vida da jovem pelo surgimento de outro homem, Castle aceitou e apoiou a filha. E o maior contraste deste relacionamento foi exposto no episódio Like Father, Like Daughter.

Então qual era o objetivo de colocar Alexis na vida de Mandy?

Expor o contrate de uma mãe que não permitiu que a filha vivesse seus sonhos.

O paradoxo de Castle está na mãe de Mandy. Promovida pela ganância ou pela obsessão em manter o sucesso da filha, Marilyn Sutton busca controlar as decisões da garota, incluindo seus relacionamentos. No universo jovem, a melhor forma de moldar um adolescente rebelde é impedindo-o de buscar seus objetivos. E para Mandy, o maior reflexo de sua infelicidade estava nos estragos que ela havia provocado por sua rebeldia, sem nem ao menos perceber que havia se tornado quem se tornou. Buscar fugir com Zach, era o objetivo em reencontrar parte da personalidade perdida, domada e ofuscada sobre os propósitos da mãe.

Catástrofes são consequências de uma sequência incontrolável de eventos. Enxergar neste cenário os problemas que levariam ao prejuízo de alguém era uma questão de tempo. Claire acabou tornando-se o elo frágil desta turbulência de intrigas, tornando-se a vítima mais fácil à percepção de Marilyn para manter a fama e as rédeas da filha. O elemento surpresa acaba ficando por conta de Alexis, que percebe ser capaz de auxiliar a “recém-colega” com sua maturidade além da própria idade. Para orgulho de Castle, e meu também, como fã da série ao perceber que os valores morais ainda caminham implícitos em seu roteiro.
...

Então por que julgar Limelight como sendo ruim ou até mesmo sem criatividade? De fato, se buscarmos a fundo, nós sempre encontraremos alguma série, ou algum filme, um livro talvez, que tenha abordado o mesmo tema que vemos em inúmeros episódios de séries que são transmitidas todas as semanas. Não adianta citar CSI, NCIS... E todas as siglas possíveis dos órgãos da lei norte americana, estamos falando de séries que estão há mais de uma década no ar. Em algum momento, alguém já falou de algo que será repetido futuramente. Buscar referências é divertido, porque elas são propositais em um roteiro, são focos de diversão no universo Castle, referenciar dramas de forma humorada, de uma maneira que só a série é capaz de fazer.

A questão é que não concordo em abraçar um momento de falha do seriado para simplesmente “sentar a lenha” em um turbilhão de críticas que não condizem com sua atual temporada.

Castle vive um ótimo momento, ela “abraça” uma audiência sólida mesmo concorrendo com o desgaste do tempo e uma forte concorrente em seu horário. Desde o inicio da temporada, os roteiros buscam inovação quanto à estrutura do seriado, a participação mais ativa do elenco coadjuvante, a química de um casal concretizado, a busca de participações especiais mais efetivas... E tudo isto associado, trouxe excelentes resultados como: Valkyrie, Number One Fan, Get a Clue, Like Father Like Daugther, Disciple, em uma única temporada.

O relacionamento do casal protagonista pode até mesmo ser questionado quanto a cenas mais “quentes”, sem dúvidas. Porém não existe hoje, nas séries de T.V., uma dupla com tamanha química, com uma evolução romântica tão bem abordada que envolve o público por seis anos.

Questionar os valores do seriado precisa ser acompanhado de argumentos, e eu confesso que não encontro nenhum que justifique o excesso de críticas que andei lendo. Assim como qualquer outra série, existem falhas ao decorrer da temporada, principalmente como consequência do excesso de episódios e prazos apertados, e não vou citar a lista de enormes sucessos do universo das séries que mesmo com tamanha fama, fracassaram absurdamente no meio ou no fim de suas temporadas, coisa que não vejo no caminho de Castle. Além de tudo, vejo uma estrutura de drama policial que consegue me arrancar mais gargalhada do que qualquer comédia apresentada nos últimos tempos, sendo este um grande diferencial que se mantém forte nos últimos roteiros.

Então, talvez a minha grande dica para quem está descontente com a série seja reavaliar esta temporada com carinho, e depois comparar com inúmeros roteiros policiais que são apresentados constantemente. E eu falo sem medo de quem já fez isso, compare Castle. Veja o tempo da série, a construção dos personagens, e evolução da trama, e depois, procure uma série que com este período fez algo melhor.

É um desafio que eu lanço a você leitor.

Até lá, eu ficarei curtindo, com muita satisfação. Uma maratona deliciosa de um escritor alucinado e uma detetive encrenqueira que mudaram a perspectiva de uma investigação criminal.

O Noivado Anunciado.

Deixei para abordar este assunto no final da review porque acreditei que se enquadrava melhor. Mas é lógico que não deixaria de comentar o anúncio oficial e ao público sobre o noivado entre Castle e Beckett.

Mais do que divertido ver Beckett, praticamente, sofrendo bullying de Ryan e Esposito pela nota de jornal onde Rick estaria com a ex-esposa.

É óbvio que compreendo a questão de Kate sentir certo hesito em expor o relacionamento, não só aos amigos, mas a um público que de fato ela não conhece. Porém o mais legal foi ver a própria detetive perceber que precisava mergulhar de vez nesta história, e para quem já aceitou o pedido e marcou a data do casamento, não há como reconhecer que cedo ou tarde, este pequeno lado famoso de Castle precisava ser compartilhado com o seu nome.

A notinha de jornal, que não apareceu no episódio, tornou-se foco da criatividade, e duas montagens me chamaram a atenção, a primeira foi de um fã e a segunda foi a própria ABC:













Acho interessante o anúncio, não só pelo lado romântico, mas principalmente porque vejo mais a ser explorado nesta história. Agora mais do que uma musa, o casal apresenta ao público “o conto de fadas” que se torna realidade. Um passo para que esta pequena fama de Rick seja associada à detetive, que com o sucesso em sua profissão pode tender a futuras promoções da carreira.

Alguém se lembra de um viajante do futuro que falou em uma promissora senadora?

ACOMPANHE A AUDIÊNCIA

Olha aí! A audiência refletindo na fase da série, Castle fechou a Demo com 2.0 de rating. Mas uma prova dos ótimos resultados da série nesta temporada.

Para ver o gráfico basta clicar abaixo.



CASTLE & BECKETT BRASIL

Quer saber todas as informações que surgem sobre Castle? Spoilers, novidades, participações especiais, entrevistas com escritores, produtores e atores?
  
Acesse o Castle & Beckett Brasil e saiba tudo em primeira mão sobre o universo desta série que eu sei que você ama!




Talvez Você Curta

25 comentários

  1. Pra mim esse episódio foi OK, o tema foi legal e tal e por incrível que pareça não senti raiva da Alexis ter aparecido muito.

    Em relação às críticas, o Castle tá me matando de raiva já, que falta de interesse é aquela pelo menos no começo do episódio? Como que o diretor não manda ele refazer a cena com mais vontade? Kkkk
    E outra, eu achei que a Beckett mudou de ideia muito rapidão poderia ter sido mais mostrada essa mudança.

    Mas tirando isso, gostei de Ryan e Esposito e a Mandy podia se tornar regular na série ;)

    ResponderExcluir
  2. Grande review, Sol! Como sempre,né...kkk

    Cara, devo ser uma das únicas que não ligam a minima pra cenas escaldantes entre Caskett. Não ligo,mesmo! Acho muito engraçado o jeitão blasé do Castle nessas cenas.Mas respeito quem se sente incomodado com esse ar de rotinadecasamentode20anos...kkkk
    A temporada de Castle está muito boa. Um episódio fugir do padrão de qualidade"Castle" é normal e, o bom, é que logo no seguinte eles corrigem a rota.
    Pra essa sexta temporada, eles deram uma oxigenada no pessoal da produção, entrou gente nova e, isso sempre, dá um ar renovado, ideias novas pra manter essa qualidade que sempre foi o diferencial de Castle.
    Quanto ao episódio em si...Gostei da Alexis, o desenvolvimento dela na série é ótimo. A trollagem do Esposito ...A Beckett desmentindo pro pai a notinha do jornal...kkk.... Ri muito.

    Até o próximo...

    ResponderExcluir
  3. Sol,

    Tudo bem, novamente sua review está Ótima. Achei muito legal essa sua abordagem sobre Alexis e fazendo uma comparação com a Mandy. Sobre o jeito com que Castle educou-a.

    A medida que estava lendo, fui me lembrando também das participações de Beckett, como por exemplo no ep 5 (Time Will Tell) dessa temporada, em que ela conversou com Castle sobre Alexis morando com Pi e que isso faria bem para o amadurecimento dela, lembra?

    Isso ficou legal, pois essa preocupação de Beckett demonstra aquilo que temos visto nesta 6 temporada, uma integração ainda maior dela dentro da Família Castle.

    Com relação ao que disse na review passada sobre a renovação da 7ª temporada, segue o link de um site (não sei se você conhece): http://cartermatt.com/105608/abcs-castle-season-6-whats-the-present-sentiment-for-the-show/ , onde o big Boss diz que Castle é um grande trunfo da ABC.

    Mudando um pouco de assunto, Concordo com você quando diz que Castle vive um bom momento, visto que ganhou pelo terceiro ano consecutivo o PCA. Ele tem audiência, publico fiel, Escritores competentes, diretores competentes, sem falar nesse Elenco que se encaixou como um orquestra para a realização do seriado. Quer melhor depoimento do que o da Penny Johnson Jerald (Capitão Gates) - http://www.youtube.com/watch?v=HEFZrV12b20 - sobre o ambiente do seriado.


    Não seria por causa de um ou dois episódios que isso iria mudar. Quem conhece e é fã, sabe sobre a inteligencia com que são escritos os episódios, a sequencia que existe entre eles, como agora, onde AM pegou o passado de Modelo de Beckett que foi passado na segunda temporada e que está trazendo o esclarecimento agora. O que mais dizer sobre isso?


    Na lista que vc passou da 6ª temporada, acrescentaria pelo mais três episódios a sua lista, alem de Limelight, colocaria na lista o The Good, The Bad and The Baby e o Under Fire. Gostei muito deles!



    Também desafios aqueles que estão insatisfeitos, se procurarem noticias sobre o seriado, verão que existem muitos elogios, tanto pelas historias quanto pela atuação dos atores e pela audiência constante e a média que tem alcançado, é muito difícil manter-se assim no mercado americano.


    Bem é isso, muita coisa que penso você disse com muita propriedade nessa review


    Parabéns e bjs

    ResponderExcluir
  4. Gente, o episódio foi bom, sim. O desenvolvimento que estão dando aos personagens só demonstra o quanto houve de amadurecimento. Afinal, a vida vai seguindo, vamos envelhecendo, sofremos mudanças. É isto que está acontecendo e acho que os produtores e roteiristas estão indo pelo caminho certo.

    ResponderExcluir
  5. Sol, vc sabe o que penso das suas reviews. São as melhores e pronto :)

    Gostei mto desse episódio. Achei o caso interessante, diferente do que já foi visto em Castle e talz. Juro que na hora que eu vi a Alexandra Chando interpretando Mandy SUTTON, não foi da Miley que eu lembrei, mas de The Lying Game. Referência cretina, tipo aquela promo do epi de Hamptons ("in a place known for revenge" ou algo que o valha) HUAHAUAHUAHAUHUAHUHA.
    Enfim, fofura Caskett acontecendo direto, o que é digníssimo! e parece que os deuses da tv nos ouviram. Semana passada teve aquela mão boba nas áreas baixas do Castle, nessa semana teve promessas interessantes de "tortura"....tá melhorando!!! Isso é uma coisa que vem calando minha boca...falei: "vai ficar mais frio a medida que eles se tornam mais caseiros" e eles tão mais fofos. Tô voltando à filosofia "in Marlowe we trust", ou seja, vou ficar bem caladinha AHUAHAUHUAHUA.


    :*

    ResponderExcluir
  6. Não acompanho esse site mas, por causa do castlebeckettbr.blogspot.com.br estou acompanhando suas reviews. Se no começo eu não era muito fã (talvez por ser uma review diferente do que estou acostumada) agora se tornou uma parte imprescindível do meu episódio.
    O seu compromisso com a série e com os fãs, e o jeito que voce defende a série, assumindo os erros que ela comete, realmente me conquistou.
    Estou, a partir dessa, tornando as suas reviews de Castle a oficial pra mim.

    ResponderExcluir
  7. Gostei muito da comparação que vc fez entre Mandy e Alexis... qto à Beckett, estou adorando vê-la mais solta, relaxada, enfim, feliz! Se formos comparar Castle c/ outras séries policiais, vemos como, de forma muito inteligente, a série apresenta os casos policiais (um tema pesado) e, ao mesmo tempo, nos é oferecido bom humor e discussão de valores (o que me encantou em Castle de cara, confesso! =D). É tão bom poder ver a evolução do relacionamento de Castle e Beckett, o crescimento de Alexis, o namoro, casamento e paternidade de Ryan... P/ mim, Castle é, sem dúvida, a melhor série do momento, amo!!! =***

    ResponderExcluir
  8. Muito obrigada Lari, fico muito feliz de ter te conquistado.
    De fato, eu busco trazer algo a mais e diferente sim, porque para mim as segundas feiras são muito especiais. Desde o momento de ver o episódio, e buscar detalhes, entender a psicologia e a mitologia da série, para trazer para vocês. Então, mais do que um hobbie, fazer estes textos tornou-se algo essencial para enriquecer minhas semanas.
    Bjks.

    ResponderExcluir
  9. Jana apoio seu ponto de vista em todos os gêneros, a questão é bem essa mesmo, eu não vou conseguir ligar a tv e buscar uma série nesta categoria com tamanha química, amor, conceitos morais, crimes, "mitologia", e tudo misturado com ótimas doses de humor.
    Não me importo muito se questionam o tempo ou se ela estas prestes a acabar, para mim, ele será eterna e tenho satisfação em ter gastado a maior grana no amazon só para ter sua coleção em minha prateleira de honra! Pois seja daqui um ano ou mais... Castle irá se despedir sim, mas deixará um belíssimo legado.
    bjks,

    ResponderExcluir
  10. Pri, saudade de vc, sumiu pouquinho né?! Mas tudo bem, você está devolta e é o que importa...
    Muito legal você comentar "The Lying Gama", fiquei esperando para ver quem ia falar, porque eu sei que vocês já assistiram (não tentem esconder!.), risos. E foi bem mesmo referência cretina, kkkkkkkkkkkkkk. Mas tá valendo.
    Sobre deus nos ouvir, eu sempre achei que A.M fica lendo tudo que os fãs cometam nas redes sociais, então acredito que teremos coisas bem especiais para a gente esquecer um pouco a falta de pegação né!
    bjks.

    ResponderExcluir
  11. É o que acho também Fátima e fico feliz por perceber que não estou sozinha nesta,
    bkjs

    ResponderExcluir
  12. Hey Ricardo, tudo bem? Poxa, muito obriagada.
    Sobre o link, eu já tinha visto, a Marcilia tinha comentado também, mas mesmo assim, vlw mesmo, porque fica como link para a galera que acessa aqui saber maiores detalhes se estiver interessado.
    Kra sobre a evolução da série, vc já disse tudo nem preciso complementar, é bem isso mesmo, o kra pega um detalhe lá da segunda temporada e referência devolta como foco de complementação, dos detalhes serem esclarecidos.
    É um material feito com carinho e dedicado ao fã, não há porque ficar irritado ou questionar a qualidade da série por causa de um dois episódios em uma temporada que tende a ser a melhor da série, falo isso com conhecimento de causa.
    bjks.
    PS: Adoro suas informações a mais, aquela matéria que vc pega aqui ou ali e trás para a gente saber, muito legal. :D

    ResponderExcluir
  13. Hey Val, vlw.
    A temporada está dez! Beckett solta divertida, fazendo piadinha, só tá faltando ela pregar uma peça no Castle denovo que nem ano passado com a "revolução das máquinas", lembra? kkkkkkkkkkkkk
    A série tomou um grande gás e entrou em um embalo muito bom, as estreias se perderam na audiência, mostrando que CAstle é bom, tem um publico fiel e faz valer nossa dedicação.
    bjks.

    PS: Adorei quando o Ryan e Esposito ficam provocando ela, foi muito bom.

    ResponderExcluir
  14. Hey Amanda.
    Acho que quando a sua raiva, parece que ela vai passa no próximo episódio.
    Rolou um spoiler dizendo que o Castle se mostrará o noivo mais romântico, compreensivo e atencioso que se possa imaginar.
    Não vou revelar mais nada, porque é mancada né, mas espera o 6x14 com grande ansiedade, porque ao que tudo indica o amor estará no ar! heheheh.
    Acho que a Kate mandar a nota para o jornal, acho que foi o contexto da obra sobre o que estava acontecendo com a garota, o telefonema do pai e as provocações de Ryan e Esposito.
    Mandy foi muito bem, gostei demais, as participações especiais estão brilhando nesta temporada viu!
    bjks.

    ResponderExcluir
  15. Finalmente alguém que achou o episóio bom! :) concordo com TUDO! Fui ver com um pé atrás com medo de me desiludir como com o anterior e a série estar decair um pouco por ler lido tantos comentários negativos, mas ainda bem que não partilhei essa opinião depois de ver esse episódio tão fofo. Não foi um episódio brilhante mas acho que, como li, dizer que foi cópia daquele da 2ta temporada com uma cantora famosa que a Alexis admirava é exagero. Teve semelhanças na sinopse sim, mas o foco foi totalmente diferente e levantou questões relevantes para os personagens. O outro (se não me engano, porque já o vi há anos) era sobre o abuso sexual, enquanto esse como você muito bem apontou era sobre o risco da fama controlar a sua vida e condicionar quem você é, assim como do papel dos pais na vida e nas escolhas dos filhos. O primeiro assunto relacionou-se com o dilema do casal de revelar ou não para a imprensa o noivado e o segundo tema deu para finalmente dar um destaque maior à Alexis que andava muito desaparecida desde o "Like Father, Like Daughter" (para minha infelicidade que adoro as participações dela, mesma quando pequenas, e estava a sentir saudades) e ao seu relacionamento com o Pi e com o pai, que vem sendo desenvolvido lentamente desde o início da temporada. A única coisa negativa que vejo no episódio foi o facto de a identidade do assassino ser um pouco óbvia, mas isso não me acomodou em nada pois esta série é muito mais que a banal série criminal em que foca exclusivamente na resolução de um crime, então com tanta coisa interessante a acontecer com os personagens, não tenho do que reclamar e nem liguei a mínima para isso.

    Sobre a temporada em geral, também concordo que está muito boa. As únicas coisas que mudava, era como já disse, mais destaque para a família do Castle, algo que sempre adorei e tem ficado mais de lado ultimamente, e como já comentado por muita gente ultimamente gostaria que a relação Caskett estivesse menos acomodada. Além da falta de beijos e momentos mais hot para agradar aos fans Caskett, podiam fazer o Castle ainda mais em fase "lua de mel" de ter finalmente conquistado a musa (era de aproveitar melhor caramba ;) demorou 4 anos!!) e moderar no ar "tô nem aí" dele ultimamente..mas isso são apenas pormenores que se aprimorados fariam da série perfeita, mas estou muito satisfeita com essa 6ta temporada mesmo com esses pequenos reparos.

    PS - um pequeno aparte, achei um pouco abusado da Beckett publicar aquilo no jornal sem dizer nada ao Castle. Tudo bem que ele nunca fica chateado com ela por nada e ela sabia que ele não ia ligar, mas eu acho que a máxima "não faças aos outros o que não queres que te façam a ti" muito sábia e a verdade é que ela teria ficado furiosa se ele tivesse feito isso nas costas dela, então teria sido mais simpático falar com ele e decidirem como casal do que agir sozinha, mas "tudo está bem quando acaba bem" :)

    ResponderExcluir
  16. Poxa Su, falou bastante mas li tudo, risos.
    Então, essa parada de ter comparado com o epi da segunda temporada, eu li em alguns lugares e achei muita viagem.
    Acho que vc já disse as diferenças e o mais importante, vc tirou do meu coração meus sentimentos Su, NÃO É SÓ UMA SÉRIE COM UM CRIME A SER RESOLVIDO, É TODO O CONCEITO ABORDADO E INSERIDO A CADA CENA E DIÁLOGO.
    Acho que falta compreender a série um pouco mais Su, e por isso que tento a cada semana expor todo este algo a mais que Castle nos oferece.
    Sobre a relação dos dois, ao que tudo indica o próximo episódio fará com que perdoemos o comportamento meio distante do Castle.
    Sobre a atitude da Kate, acho que ela queria fazer um surpresa para ele,, e por isso não falou nada. Para quem conhece o Rick como nós e como ela, saberia que ele iria adorar né?

    Bjks.

    ResponderExcluir
  17. Sol,

    É isso ai, o que eu tiver de compartilhar irei te passando, como esse link sobre uma review do bom episodio "Like Father, Like Daughter", de Kate Jennings para o site examiner: http://www.examiner.com/article/castle-family-drama-merging-family-bubbles-and-propelling-caskett-forward.


    Ele descreve um pouco o que eu disse sobre a evolução de Castle - Beckett com relação a Alexis e que agora estamos vendo desde o episodio 10 The God, The Bad & The Baby.



    Nas trocas entre vc e a Jana, disseram tudo, Castle é sem dúvida a melhor serie da TV na atualidade, ela mostra os caso de uma forma que não tem um impacto visual violento como nas outras séries. Tudo é tratado de forma inteligente, desde a seriedade ou o humor que as cenas precisam.


    Finalizando sobre o sucesso da série, não podemos esquecer do elenco, sem a amizade e o entrosamento que eles tem, acredito que não haveria cenas tão boas ao longo do seriado e dou exemplo de duas recentes que gostei muito, a do Castle e Beckett cuidando da criança (sem a química natural dos dois a cena não ficaria tão natural, concorda?) e outra em Under Fire, como Beckett sofreu com Ryan e Esposito e Castle dando apoio o tempo todo (principalmente naquela em que ela chora falando com eles).


    PS: Pra mim Stana se comunica pelas suas expressões, pelos seus olhares, enfim ela está cada vez melhor nesse papel, sou muito fã dela. :D

    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Sol,


    Concordo com vc e com a Su. O mais legal de Castle é justamente o todo o CONCEITO ABORDADO! quem ver isso vai gostar ainda mais da série.


    bjks

    ResponderExcluir
  19. Muito legal, eu li, gostei do ponto de vista. Vlw pela dica,
    Ah! Não há dúvidas que o elenco está muito bem entrosado, indiferente as questões que possam ocorrer por trás das cameras, o fato é que à frente deles todos manda muito bem.
    Aqui no Brasil o atores têm o hábito de comentar que a maior satisfação deles é quando eles são chamados pelo nome de algum de seus personagens interpretados, pois isso significa a retorno de muito esforço de dedicação.
    Neste sentido acredito que todos estão muito bem na série, porque querendo ou não, para Nathan Fillion, este foi o trabalho da vida dele. E a Stana Katic, não consigo olhar para ela sem ver a Kate Beckett.
    Um abraço Ricardo.

    ResponderExcluir
  20. Sol,

    Voltando rapidamente e num assunto que comentamos tempos atrás, Vc viu a reportagem de Nathan para um site Francês, Segue o Link: http://www.programme.tv/news/interviews/88985-nathan-fillion-castle-est-un-gars-cool-et-un-anti-heros/

    Mas traduzindo a pergunta principal e tomando do blog http://castlebeckettbr.blogspot.com.br/, ele disse o que comentamos sobre o relacionamento dele com Stana e o reflexo na tela, lembra?

    As pessoas falam sobre tensões entre vocês dois no set. Como você reage a isso?
    Mal-entendidos. Você não pode fazer as pessoas acreditarem que os personagens da série amam, se, nos bastidores, os atores não se gostam ou falam mal um do outro. É impossível.



    Desculpe me alongar nos comentários, mas o assunto é bom demais, não acha? Li isso e lembrei de nossa conversa anteriormente e não poderia deixar de comentar com vc rsrsrs


    bjs


    Ricardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Ricardo.
      Então eu vi a entrevista, e não quero que vc fique chateado, mas sinceridade, não boto muita fe nestas resposta, até porque você acha que ele ia dizer: "Não a gente não se bate e vive quebrando o pau!". Lógico que não né!
      Acho que eles são ótimos atores, e como já disse uma vez, se eles não são amigos fora das câmeras, admiro-os mais ainda por serem excelentes profissionais.
      Mas, realmente, no geral isto não me afeta, como afeta o público mais apegado ao casal. Acho que todos temos o direito de interagir com quem gostamos, mas o trabalho nos obriga o inverso. Então, só quando fico com a pulga atrás da orelha é quando de alguma forma esta relação afeta o seriado. E neste contexto, nada me tira da cabeça que ele tiveram uma treta muito feia no final do ano passado o que se refletiu diretamente em episódios que nem abraço rolava! Então...
      bjks.

      Excluir
    2. Solange,

      Nem se preocupe, nem fico chateado, mas se houve essa pergunta, é pq teve alguma coisa sim, como falamos. Concordo com vc que houve alguma treta entre eles, mas acho que depois de algum tempo isso já passou, mesmo pq ontem ela até brincou com ele pelo twitter (rsrs) sobre o que havia no copo dele, então acho que foi mais do lado dele do que o dela...

      E, brincando de especular, deve ser algo relacionado a ciumes da namorada dele (rsrs)... mas como vc disse, são ótimos atores e sabem superar isso.

      Como isso deve ter sido superado, devemos ver cenas mais próximas entre os dois nos próximos episódios, mas nada de graça e sem perder o foco nos crimes, espero...

      Então vamos aguardar...

      bjks

      Excluir
  21. Essa semana cheguei tarde, todo mundo ja´comentou tudo kkkkk
    Classico episódio de Castle, onde um caso faz um paralelo com um dilema familia da familia Castle ou quem é quase da familia kkkk.
    Obrigado Marlowe, trouxe a verdadeira Alexis de volta !! Adeus Pi , já vai tarde pois sua unica e exclusiva finalidade era atrapalhar momentos Castkett.
    Sobre a audiência Castle é o unico seriado da ABC que está em uma posição muito confortável para essa epoca do ano onde a audiência despenca em todas as séries. Até masmo Black Liste deu uma despencada bonjta, sem The Voice não segurou a audiência e nem os Raitings, Ja Castle teve a queda de audiência padrão ( olhando o histórico das outras temporadas nessa epoca do ano acontece isso mesmo, a audiência vai para a casa dos 8 milhões). No raitings está estável, e é ele que importa.
    Só lamento que a ABC não faça a devida divulgação do seriado.
    Essa semana foi anuniado que Nathan mudou de Agência, foi para uma tal que tem um monte de gente famosa do cinema nela. Eu gosto do Nathan mas tem muito ator de 50 anos muito mais conservado que ele, e isso ele deveria abrir o olho. Espero que ele consiga entrar em bons trabalhos com essa mudança, e faça filmes de verdade e não pontas.
    Sobre a entrevista de Nathan e Stana para uma revista Francesa, ele respondeu uma pergunta sobre os rumores que ele e Stana não se dão bem, resumindo a respota dele com uma pergunta: Dá para fingir quimica? Não né gente !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Marcilia, menina senti sua falta, mas entendo que às vezes a gente não consegue ter o tempinho que deseja né?! hehehe
      Poxa concordo completamente contigo, só sobre a revista que não é a primeira vez que ele responde isso, mas não sei porque, sinto como se fosse combinado, porque os dois respondem a mesma coisa.
      Mas é uma opinião minha, nada demais.
      De resto, Castle tá foda e a unica lamentação é que não tem episódio esta semana.
      bjks.

      Excluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe