Castle 6x07: Like Father, Like Daughter.

terça-feira, novembro 05, 2013

O amor, em outra perspectiva.
SPOILER ABAIXO

Uma das coisas que mais gosto de fazer antes de escrever uma resenha é avaliar a opinião do fã sobre aquele episódio em específico, pois assim posso desenvolver minha análise em um panorama mais enfático ao tema mais discutido. E não há como questionar que o grande assunto das últimas semanas, no universo Castle, foi o comportamento de Alexis nos episódios passados e o seu relacionamento com o pai.

Não há dúvidas de que balançar esta relação, tão fortemente admirada pelo público, buscava exatamente atingir o seu ápice no episódio desta semana: Like Father, Like Daughter, onde Alexis precisa da ajuda do pai para tentar inocentar um colega que está no corredor da morte.

Mas então... O que dizer deste roteiro?

Bem, eu só posso dizer que: “Os fins justificam os meios”.

Uma crítica não pode se apoiar na imparcialidade, sendo assim, tenho certeza que a partir deste ponto a maioria dos leitores que acompanham esta review irá discordar completamente da minha opinião.

Então, eu só lhe faço um pedido... Leia este texto até o fim e entenda porque compartilho deste ponto de vista. Tudo bem?

Uma das principais qualidades desta sexta temporada de Castle, que mais me impressiona, é a sua diversificação. Alternativa esta que mergulha em circunstancias que protagonizam casos diferenciados, rompendo com a rotina investigativa de Rick e Kate. Mas que, também, trabalha o seriado em outras perspectivas ao foco do telespectador, compreendendo que o tempo e sua duração exigem novas explorações.

O que cativa diversas ramificações do público, é a iniciativa de abranger um horizonte mais além. E isto, simboliza evolução.

Castle está ampliando seus horizontes de possibilidades, explorando com muito carinho a composição de seu elenco. O resultado é a apresentação de personagens que conquistam complexidade e enriquece o núcleo do seriado, fato este que é crucial para acreditar em uma vida mais prolongada às aventuras deste casal tão querido. Para alcançar uma meta tão ambiciosa, é imprescindível investir um pouco mais em seus coadjuvantes...

Durante a quinta temporada, tivemos a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre Ryan e Esposito, assim como suas experiências passadas moldam a personalidade destes dois detetives.

Este ano, Andrew Marlowe acreditou que fosse o momento de Alexis, e por quê?

Além de filha do protagonista, Alexis é o personagem que mais apresentou evolução no decorrer dos seis anos de Castle. Fator decorrente, principalmente, por conta da sua idade e que como consequência, é um momento onde o jovem passa por experiências que são de extremo significado ao seu amadurecimento e formação de um individuo. E como é interessante pensar sobre isso... Pensar que o comportamento da garota é tão irritante e impulsivo que as suas ações abalam a perspectiva do telespectador.

Mas então, transcorre-se aquele momento de reflexão e retrospecto onde você é capaz de se recorda da sua juventude e o quanto brigamos, discutimos, provocamos e dizemos o quanto não queremos ser associados como os nossos pais, quando de fato, “Ainda somos os mesmos e vivemos como os nossos pais”.

E porque digo isto? Porque este é o grande contexto no qual Alexis foi inserida...

A jovem que foi mimada durante toda a sua infância pelo pai, e sempre esteve em posição de maior relevância na vida de Castle até se deparar com a mudança do contexto, onde o pai busca construir uma nova vida, uma nova família com a pessoa que ele acredita ser o grande amor da sua vida. Rick quer viver uma nova aventura e Alexis percebe que não será mais a “protagonista deste roteiro”. Sendo assim, esta jovem acredita que este é o seu momento de desatar um laço antigo e bem apertado, para compor a sua própria jornada.

Pode ser uma atitude de “revolta” em um momento de desamparo? Talvez! Porém, isto não significa que seu relacionamento seja com um único objetivo de provocar. Ele pode ter começado desta maneira, mas prosseguiu por um caminho inesperado, mas de grande satisfação.

Para Alexis, Beckett não roubou um lugar no coração de Rick, mas preencheu um espaço que antes era vago e podia ser compensado com seu exclusivo amor. Uma vez que este “vazio” não existe mais, ela sente que parte de seu significado na vida do pai não tem mais valor.

Este sentimento é o que chamamos de ciúmes. Ele não precisa ser expresso em atitudes escandalosas e de clara impressão. Às vezes, o ciúme se expõe exatamente em ações como a de Alexis, alguém que sente sua vida mudar e retribui a esta ação, reagindo impulsivamente ou agressivamente.

Enquanto estas atitudes imaturas incomodam a um observador, são as ações dos pais a este cenário que, muitas vezes, surpreendem e emocionam...

E se havia alguma maneira de me apaixonar mais pelo casal Rick e Kate, o episódio desta semana me provou como.


“As inúmeras concepções do amor”.
Este foi o tema trabalhado em Like Father, Like Daughter.

Não é apenas uma jovem tentando provar a inocência de um homem prestes a morrer. É muito mais...

É a demonstração do amor incondicional que um pai sente pela filha, que não hesita em um momento sequer, para lhe estender a mão e ajudá-la. Seu único objetivo é reconstituir a confiança e o relacionamento que, por hora, fora rompido.

É a cumplicidade de Beckett, escancarando seu amor, que tenta auxiliar Alexi e Castle, constantemente. Tentando provar o quanto ela anseia integrar-se por completo àquela família.

É a lealdade de Ryan, Lanie e Esposito, oferecendo-lhes apoio a todo o momento.

É a fé de uma jovem em seu namorado, que não duvida de sua inocência e não desiste da “guerra”, mesmo quando todas as “batalhas” foram perdidas.

É o amor fraterno de um homem inocente que aceita a morte de bom grado, se este for o preço para a felicidade do irmão.

...

E para Alexis, o que significa tudo isto?

Ainda que jovem, e insuficiente capaz de compreender questões que o pai nem sequer argumenta, Alexis vive uma experiência que lhe faz enxergar a “sua parcela de relevância” na vida de Castle. Ela percebe que a mágoa guardada por conta de um pedido de casamento espontâneo, nunca significará o rompimento da relação tão bela que ela construiu com o pai.

Alexis está ganhando, na realidade, mais uma integrante àquela família. E esta pessoa, a ama também, e deseja conquistar o seu afeto e confiança.

E é bacana ver esta jovem “cair em si”, compreender suas falhas, agradecer o apoio e, pedir perdão.

O abraço entre Kate e Alexis é tão significativo e belo, que a única lamentação não ter tido a oportunidade de presenciar a conversa entre as duas, (a cena foi editada). Pois, mais do que uma abraço, esta demonstração de gratidão reconcilia Castle com a filha e insere Beckett a esta relação.



PERCEPÇÕES INTERESSANTES QUANTO AO EPISÓDIO

Sei que muitos não irão concordar comigo, mas eu gostei muito Like Father, Like Daughter. E uma das estruturas diferenciadas que chamou a atenção, principalmente por oferecer outra narrativa ao roteiro, foi apresentação do assassinato em flashback. É uma dinâmica muito utilizada me CSI, mas que traz uma observação diferenciada ao episódio.

Além desta dinâmica, houve a exploração de novos cenários, assim como em Get a Clue, porém o clima era diferente, pois Castle e Alexis eram “forasteiros” naquela cidade. Assim o elenco é renovado, o cenário é renovado e a sensação, é consequência.

Alguma vez já havíamos visto Rick dirigir tanto assim? Nem a sua própria Ferrari havia sido guiada pelo escritor perante o “imperialismo” feminino de Kate. E foi interessante assistir a uma investigação onde é Castle quem controla o seu andamento.

Outra avaliação bem diferenciada é o fato de que Castle não acreditava na inocência de Frank Henson. Ele aceita o caso para tentar se reconciliar com a filha, mas por um longo período o escritor demonstra não acreditar que seria possível salvar o rapaz da pena de morte.

A cada investigação me convenço de que Rick é muito mais do que um ajudante. É lógico que vocês concordam comigo quando digo que em sete episódios desta temporada, ao menos nos três últimos, ele foi o elemento chave para a resolução da trama. Porém, durante esta semana, sua perspicácia se superou... Um pingente que não se encaixava na pulseira da vítima foi a prova relevante para a resolução do crime? Sherlock Holmes que se cuide!

Acredito que o único ponto fraco do episódio foi expor a culpa do Oficial Alan Lane logo no começo da investigação. Mas em uma avaliação geral, foi um excelente plot, com merecidas honras ao resultado da audiência.

MAIS UMA DICA DE CINEMA

Para quem curtiu esta estrutura do episódio, onde uma pessoa que se juga inocente solicita auxilio para provar sua inocência. Eis uma dica de um filme excelente que aborda a mesma temática:



Este filme é excepcional. Richard Gere e Edward Norton em uma trama que surpreende até o fim. Vale a pena conferir, para quem nunca assistiu.


Talvez Você Curta

23 comentários

  1. Cara, te falei isso no twitter e repito aqui: deixou o episódio ótimo! Depois dessa review tô vendo esse episódio com outros olhos. Certeza que vou assisti-lo de novo! :-o

    ResponderExcluir
  2. Excelente review,Sol! Depois de lê-la tem que assistir o episódio novamente.
    Gosto muito desse tipo de episódio onde o AM e os outros escritores exploram bem os outros personagens do elenco.Como vc bem disse, depende disso a longevidade de Castle. A Molly Q. vem tendo um ótimo desempenho na temporada. Tah convencendo bem com a sua ranhetice, já que tem tanta gente a odiando... hahaha

    ResponderExcluir
  3. Solange, review maravilhosa (já é clichê). Amei tudo: o caso, o acerto de contas entre pai e filha e Alexis e Beckett, a conversa dela com Lanie (ela é o grilo falante da Kate, tô dizendo). Agora, casar no espaço é uma ideia bem Castle e a resposta dela, uma reação bem Beckett. Esse Marlowe é divino.

    ResponderExcluir
  4. Thaluana Pereira Gabrielquarta-feira, 06 novembro, 2013

    Eu nunca tinha comentado antes mais acho as suas rewiews de Castle as mais completas da blogosfera (a do Thiago Leal de The Vampire Diaries é a mais), depois dessa então é puro amor. Eu vou ter que assistir o episódio de novo pois você me fez enxergá-lo de outra maneira. Comecei a assistir esse ano com um pouco de receio tenho uma irritação profunda com proceduais, principalmente policiais, fiz maratona para começar a assistir a sexta e não me arrependo, uma das melhores séries e caminhando para sua melhor temporada

    ResponderExcluir
  5. Esse foi um episódio que entrou para lista do meus preferidos de Castle.
    A primeira coisa foi a abertura do episódio foi realmente chocante, e mostra o que geralmente Castle não mostra: o crime acontecendo com toda a sua brutalidade.
    Para mim foi a melhor reviravolta de crime de Castle, a unica falha no script foi colocar o policial questionando-os no restaurante, ali a minha suspeita já recaiu sobre ele, só faltava encaixa-lo na cena do crime, e isso Castle fez de uma forma brilhante que só ele pode fazer: através de um pingente. Foi a melhor reviravolta de todo seriado.
    As cenas de Castle e Beckett juntos foram poucas, mas o apoio dado uma ao outro durante todo o episódio me fez lembrar do diálogo de Castle e Beckett no episódio 3x16 - Setup, quando ela dizia que desejava ter alguém onde ele pudesse estar lá por ela, e ela estar lá por ele. E o desejo dela se materializou em Castle.
    Eu tenho que tirar o chapéu para Marlowe ele é mestre em destruir e reconstruir relacionamentos de uma forma que você nunca imagina. Alexis me aborreceu um bocado nos últimos 2 episódios, no entanto eu nunca perdi a fé que seria surpreendida pelos escritores.
    E você abriu meus olhos para uma coisa nesse review: o futuro do seriado Castle.
    Pelo que sei os atores tem um contrato de 7 anos para Castle, mas agora que está chegando o final desse contrato acho que todos devem estar se perguntando: vamos continuar? Marlowe está preparando o caminho para 2 caminhos :
    1 - Encerrar Castel na 7ª temporada , terminando o seriado no auge
    2 - Abrindo novos leques de narrativas para que consiga sustentar a história para uma 8ª e quem sabe se os atores quiserem continuar, uma 9ª.
    Bem eu gostaria que durasse por muito tempo para a segunda-feira continuar sendo o melhor dia da semana e poder continuar lendo os melhores reviews , é claro!

    ResponderExcluir
  6. Nossa, me sinto honrada por ser comparada ao THiago, ele é meu companheiro lá no SM e sei que o trabalho dele em TVD é muito dez.
    Thatuana, invista em Caslte, vale a pena. Sei que para quem não curte procedural é dificil acompanhar as duas primeiras temporadas, mas a partir da terceira você vai se apaixonar.
    bjks.

    ResponderExcluir
  7. Ah é, este cara é f...d...a!
    bjks

    ResponderExcluir
  8. Interessante ver a Moly crescendo como atriz, Acho que ela ainda tem que amadurecer bastante, mas é impressionante o seu desempenho no começo da série e agora.
    Brigadão Val, fico muito feliz por gostarem do texto.
    bjks

    ResponderExcluir
  9. Vdd, Vc me disse e me fez ganhar o dia.
    Ganhei mais uma leitora semanal?
    bjks

    ResponderExcluir
  10. Poxa Marcilia, disse tudo. Quero muito ver esta série forte e com potencial que está tendo hoje por mais 2 ou 3 anos. Quem sabe! E pelos resultados atuais da audiência, os roteiros estão acertando na mosca, certo!
    Marlowe, meu herói! Risos
    bjks

    ResponderExcluir
  11. Sol, relax. Na qualidade de nada-fã da mAlexis, vim dizer que sua review está aprovada! favoritei ;) \o/ ahauhauhauahauh


    Posso falar que me emocionei com a parte em que vc ressaltou as inúmeras concepções de amor? :')



    Eu não esperava gostar tanto desse episódio, eu não esperava uma história assim, realmente me interessei pelo caso. É lógico que esperamos somente caskett a cada episódio mas a inovação caiu muito bem. Achei ótimo porque realmente caminhamos para o desenvolvimento das relações, já que ultimamente a Alexis estava sendo birrenta pq estava sendo birrenta, o que ninguém gosta. Foi muito bom de ver nos olhos dela o que a gente vê nos de Kate quando soluciona um caso. A cena final do julgamento me deixou toda boba *_* e eu torço pra que ela siga mesmo por essa área criminal.

    E Kate! ♥ to sem palavras pra o tanto de coração que ela deixou a mostra nesse episódio. Realmente me emocionei, achei o episódio maravilhoso e, pela enésima vez, fui reconquistada por essa série. <3




    =**

    ResponderExcluir
  12. Ótima lembrança do filme brilhantemente interpretado pelo Norton - ele dá um show e o enredo é excelente.

    ResponderExcluir
  13. Que episódio liiiindo!! Não sei quem são os leitores que discordaram da sua opinião, mas pelo menos eu terminei esse episódio com tanta alegria no coração que você não precisava me convencer de nada, concordo com TUDO!! Amei o episódio! A Alexis tem tido umas atitudes muito estranhas, mas apesar de achar que foi forçado nos episódios anteriores, eu sabia que Castle não ia desiludir com o desenvolvimento desse arco. Assim como depois dos baixos na relação do Castle e a Beckett no episódio do riquinho e seguintes tivemos o pedido de casamento mais fofo e a relação deles ficou mais forte que nunca, também sabia que isso ia aproximar ainda mais o pai e a filha, mas foi ainda mais lindo de ver isso acontecer.

    Adorei a conversa da Kate com a Lanie, achei mesmo fofa ela triste por a Alexis não lhe ter pedido ajuda e por achar que quando se trata da filha o Castle sempre a deixa de lado. Mostra a todas as pessoas que achavam que depois deles ficarem juntos não havia mais história o quanto estavam erradas. Assim como na vida real cada passo sempre trará novos desafios qualquer que seja o caminho escolhido, por mais que eles sejam feitos um para o outro, não faltarão obstáculos a transpor. Torço muito para eles se tornarem todos uma família muito unida porque é lindo de se ver. Umas das cenas que me deixou triste por exemplo foi quando a Alexis convidou o pai e a avó para ir conhecer o apartamento não ter convidado a Kate, afinal ela é noiva do pai, mas acho que não foi nada contra ela, foi mais para "castigar" o pai por não ter contado nada do noivado e não aceitar o Pi. Fiquei sem palavras para o abraço delas no final. Realmente você expressou muito bem os sentimentos que devem ter movido essas atitudes da Alexis.

    Se na review anterior ja disse que você se superou, nessa nem sei o que dizer. Num estilo completamante diferente, assim como o episódio, você sempre dá aquele sei toque que faz a review ser "algo mais". Assim como alguém aí comparou como as de TVD do Thiago, eu posso dizer que concordo plenamente e nem é só uma questão de ser uma boa review, é se exceder de tal forma que se torna um complemento ao episódio, coisa que só sinto com séries que amo e com reviewers fora de série e fãs que sempre aparecem para tornar a discussão interessante. Para mim antes eram as de TVD do Thiago (não porque as reviews tenham deixado de ser boas, a série é que se perdeu) e as de Fringe da Camis e agora são as suas de Castle. Posso dizer que a primeira coisa que fiz quando o ecrã escureceu no final do episódio foi correr para aqui! Acho que isso diz tudo! Parabéns e obrigada por sempre ter o trabalho de escrever esses textos lindos para nós, partilhar as suas opiniões e sempre interagir nos comentários :)

    ResponderExcluir
  14. Sol, pode se gabar à vontade pq o seu texto da SF foi um espetáculo :) . Lembro-me de ter me acalmado depois de lê-lo (pq havia lido inúmeros comentários negativos e isso estava me matando, já que eu havia amado a SF - na vdd, toda a season 5 ;) )

    ResponderExcluir
  15. Ok, todos já disseram, mas como dizem as aeromoças da Azul "vc já sabe mas é sempre bom lembrar" rsrsrsrs. Ótima review. Confesso que fiquei com medo qdo vc disse no início que muitos não concordariam contigo (#SQN)... Novamente vi um monte de comentários negativos, sobre a Alexis, sobre a falta de Casckett e blá, blá, blá... Às vezes (sempre na vdd) acho que as pessoas não assistem à mesma série que eu. Eu amei o episódio pelos motivos descritos em sua review e achei incrível como vc captou justamente as coisas que me fizeram amar o episódio e que ninguém comentou, a propósito (ódio), como os flash do crime, Kate escancarando seu amor (amei essa frase!), Rick ajudando a filha mesmo sem acreditar, entre outros. E a dica de filme, ótima, é mesmo um excelente filme. Parabéns!!!!

    ResponderExcluir
  16. Queila, mais uma vez, muito obrigada, eu fico muito feliz quando vejo essa galerinha afiada e que sabe receber o que CAstle tem de melhor. Passa aqui e deixa comentários como estes! Vlw mesmo, fico muito feliz e que esta temporada nos surpreenda semanalmente, que tal? Bjks.

    ResponderExcluir
  17. Nossa Su, juro de coração, vc me deixou emocionada! Sem comentários, ser comparada com o Thiago e com a Camis no mesmo texto. Eu não ganhei o dia, ganhei o ano!!!
    Adorei sua percepção quanto ao fato da Beckett não ter participado do jantar na casa da Alexis, e me emocionei em perceber que a evolução deles é muito associada com a realidade e com a percepção que a série não traz só um relacionamento de "amor eterno", é a construção de uma família. Isso é D+.

    Quem teve medo, e assim como eu, gaguejou quanto ao futuro da série após Always, esta levando na cara de que o final feliz não se encerra em uma história que fecha suas cortinas em um primeiro beijo do casal protagonista. Aquele foi apenas o fim de um ato.

    bjks

    ResponderExcluir
  18. Este filme está na minha lista de top 10 favoritos para sempre, LunaB.
    bjks.

    ResponderExcluir
  19. Fala vdd Pri, aquela história de que um grande homem conquista a mesma mulher todos os dias, é o que o Marlowe faz com os fãs toda a semana, não é vdd?
    bjks.

    ResponderExcluir
  20. Aquele veio da alma, kkkkk
    bjks

    ResponderExcluir
  21. AHUAHUHAUUHAAUHAUH MÁLÓGICO que é!!! <3

    ResponderExcluir
  22. Adorei o episódio! Adoooro ler as suas reviews... disse tudo! O que realmente achei um ponto fraco foi o lance do policial no inicio, talvez por assistir a muitas séries desse gênero, fico desconfiada rs. Castle continua uma série fantástica e queria muito que continuasse assim por mais uns 2 anos... Ou pelo menos a tempo de ver o que o carinha do "Time Will Tell" disse sobre o casal rsrs... Iria render muito.

    ResponderExcluir
  23. Oi Lu... vdd, se durar o suficiente para vermos tudo que foi previsto para a dupla, estaremos felizes. Hehehehe. bjks.

    ResponderExcluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe