Star-Crossed 1x02: These Violent Delights Have Violent Ends

quarta-feira, fevereiro 26, 2014


"We may be from two different worlds, but in some ways, we're still the same".

Depois de estrear com um episódio que dividiu muitas opiniões, Star-Crossed apresenta seu segundo episódio se focando mais na guerra entre Atrianos e Humanos do que propriamente no lado teen que eu tanto esperava na série. E acho que por isso, não gostei tanto desse episódio, como gostei do piloto.

O segundo episódio de Star-Crossed vai mostrar como a morte do líder atriano influenciou na convivência com os humanos. De um lado temos um grupo extremista anti-humano, chamado de Trags, que através de ações violentas, objetiva mostrarem o poder que possuem e amedrontar os humanos. Em contrapartida temos os Falcões Vermelhos, liderados por cidadãos que pregam a destruição dos atrianos.

Em meio a essa guerra, está o Ramon, que depois da morte de seu pai, é o primeiro na linha de sucessão a comandar o Setor. Missão difícil por conta dos grupos insurgentes que estão insatisfeitos e buscando vingança. O tio do Ramon aparece na trama como uma ex-trag que parece estar disposto a ajudar.

A Emery continua com o drama de tentar se aproximar do Ramon, mesmo após o pai dela ter matado o pai dele. Inclusive, é a Emery quem manifesta sua opinião sobre a aproximação dos humanos com os atrianos, incentivando a presença deles no Festival da cidade. Claro que o festival acaba se tornando palco de ataques humanos x atrianos. Mas no fim das contas, ninguém sai ferido.

Como já disse anteriormente, achei esse episódio bem fraco se comparado ao piloto. Fugir do high school não dá certo! Acho que as situações dentro da escola são bem mais interessantes de ver! Afinal, só ficção-científica a gente já tem um monte por aí! O ponto alto do episódio é a possível descoberta de que sangue atriano cura! Isso me deixou curioso!


Até semana que vem!

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe