New Girl 3x19/20: Fired Up/Mars Landing

terça-feira, abril 01, 2014

 

Sobre Responsabilidade e Dignidade

Depois de um fraco episódio no inicio do mês, New Girl retornou semana passada com o que é sempre o ponto alto da série, True American. E se a moral de personagens como Nick e Schmidt já não estavam muito em alta, depois desses dois episódios os vimos chegar ao fundo do poço e perderem toda a credibilidade que restava-lhes. Sério, Nick e Winston tentando advogar, foi uma das coisas mais cretinas que já vi em toda a a história da série, um mix de séries de tribunal mal feitas, com muitas frases de efeito... E Coach e Schmidt tentando pegar as novas vizinhas foi super ridículo e altamente identificável. Em dois episódios a turma do apartamento 4D viu sua dignidade ruir labaredas abaixo. Literalmente.

Em "Fired Up" o elenco se dividiu em duas histórias. Jess e Coach agora trabalham juntos, e a série continuou a utilizar um velho recurso igual na primeira temporada com Winston... Sempre que um personagem está meio deslocado e sem um arco, os roteiristas escrevem uma série de episódios do mesmo junto com Jess, para que a personagem de maior peso possa o incluir na série. A dinâmica entre os dois é sempre muito interessante e divertida de assistir, a cena do vôlei em que Coach tenta convencê-la de que ela tem de falar com o diretor e a sequência mostrando as atividades extra curriculares de Jess na escola foi realmente divertido. Foi muito engraçado também ver o quanto ele significou para as crianças em tão pouco tempo. Realmente esse merece o nome que carrega. E mais uma observação, a cena deles chorando... Muito boa.


Se de um lado Jess era promovida, do outro os rapazes atacavam de advogados, e nos renderam os melhores momentos do episódio. Lamorne Morris estava novamente "On Fire", as citações de série que ele ficou fazendo, foram muito engraçadas, o apelido de "Courtroom Brown", a cena em que o personagem ignora Jess... Sério, é impossível não lembrar de cada detalhe dele no episódio. E a cena do piano? Muito palhaço. Como não amar? Enquanto isso, Schmidt parece que está comendo o pão que o diabo amassou agora que está pobre, tentando se recuperar do terrível furacão de três episódios chamado "Sister" (assim como nós). Como se não pudesse piorar o personagem agora foi processado, e achei que todas as piadinhas envolvendo judeus, e as reações do personagem estavam no timing perfeito. É importante ter personagens assim com o humor instantâneo em volta de Nick, já que o humor dele é bem mais lento para carregar.

Por falar em Nick, parece que o rapaz está tentando se encontrar depois de ter reavivado toda essa história de que um dia fez direito e passou no teste. As cenas dele tentando advogar foram péssimas, ele falando que era igual andar de bicicleta e não conseguindo andar de bicicleta foi muito bom. E não é só no lado profissional que o rapaz está em busca de mudanças, em "Mars Landing" seu relacionamento com Jess também foi posto em cheque, e algumas verdades que queríamos ouvir há muito tempo foram ditas. Quando eles disseram que iriam terminar e depois riram, na realidade era o texto preparando nossos corações para o que estava por vir. A mais pura verdade é que Jess sempre vai esperar mais de Nick, e como um bom preguiçoso, ele nunca vai conseguir corresponder, e eles estarão sempre a alguns segundos do pavio acabar, e incendiar tudo a sua volta. Foi muito engraçada a cena dos moradores saindo do prédio e eles pedindo desculpas.


E se o dia seguinte da ressaca, já não estava muito bom para Ness, os outros rapazes do apartamento também não conseguiam encontrar o seu jogo ao tentar flertar com as novas moradoras do apartamento da frente. Adoro Alexandra Daddario, acho que ela tem uma cara de blasé que veio muito a calhar com toda a situação, além de ser muito bonita. A cena deles encontram com elas na rua e a rosquinha caindo da boca de Schmidt foi divertida. E depois de passarem um episódio inteiro disputando a nova vizinha e deixando Winston de fora da equação, tiveram que lidar com a fúria dele, ao tentarem acusá-lo de quebrar o espelho. Winston dando um tapa na cara dos dois e tentando se explicar com todos aqueles acessórios, fou muito hilário.

E por último, quem surpreendentemente teve um arco descente e bem divertido nesses dois episódios foi Cece. Parece que ela finalmente parou de depender de outros personagens essa temporada e ganhou  o próprio plot. A historinha dela mandando as mensagens bêbada foi engraçado, mas o melhor mesmo foi o retorno da dinâmica dela com o personagem de Ben Falcone, ele expulsando o rapaz do bar e chamando o cara de gostoso foi muito bizarro. E as caras que Hannah Simone faz, realmente funcionam, saudades dessas cenas dela com Schmidt da primeira temporada. E mais, James Frecheville? Sério? Se tem uma boa opção para sair da fossa e começar um novo relacionamento, sem dúvidas esse foi um grande acerto. No mais é isso meus caros, a sequência do True American, no incio do episódio, foi memorável como sempre, e ao que tudo indica, New Girl parece que irá se recuperar nessa reta final, daquela péssima sequência de episódios com a irmã dela. Até lá!

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. Concordo que aqueles episódios com a irmã da Jess estavam um saco, mas achei esse final do episódio 20 tão sem nexo... enfim mesmo assim continuo assistindo a série, vamos ver aonde isso vai parar.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe