Castle 7x02: Montreal

terça-feira, outubro 07, 2014

 Alguns mistérios não são destinados a serem resolvidos.

Dizem que o grande marco de um bom marketing é a popularidade provocada pela polêmica. O que é polêmico gera assunto, e consequentemente, torna-se conhecimento de todos. Pensando por este ponto de vista é possível dizer que a sétima temporada de Castle iniciou com uma de suas melhores campanhas de marketing. Afinal, falando bem ou mal do atual desenvolvimento da série, o que importa é que estão falando, (e muito!) do nosso escritor.
 “Mas a pergunta que não quer calar é: O que aconteceu com Castle nos últimos dois meses?

Vamos deixar esta pergunta de lado, por enquanto, e falar do episódio: Montreal. Que durante poucos minutos aos quais eu permaneci no twitter, foi possível perceber a divergência de opiniões quanto a satisfação do primeiro desfecho dado a nova “mitologia” prometida para a série, por Andrew Marlowe e David Amann.
...

Muito diferente de meus sentimentos por Driven, que foi de grande decepção perante ao excesso de enrolação e a falta de informação. Minha avaliação de Montreal é mais promissora, e devo confessar, que gostei muito do que vi.

Não é apenas por conta da história de Castle, e o mistério de seu desaparecimento, mas sim a estrutura do episódio. A maneira como houve o desenvolvimento do caso, enquanto, em paralelo Castle investigava seu desaparecimento. Além da diversificação dos cenários, personagens... enfim... Montreal acertou na mosca, quando a questão é manter o telespectador atento, satisfeito e interessado no que vê.

Apesar de ser uma série procedural, eu ficaria muito feliz, se essa “investigação” do nosso escritor ganhasse espaço todas as semanas. Isto embutiria uma novidade que nunca foi apostada na série. Apesar de que outras já seguiram com esta linha de construção e a maioria obteve extremo sucesso.
...

Enquanto assisti ao episódio observei que não havia lacunas, apesar de apresentar um roteiro corrido, toda sua dinâmica apostou em grande divertimento pela maior parte do tempo (apostada no caso), enquanto, já ao fim do enredo. Surge um drama mais extremo e bem instigante ao telespectador.

Muita coisa me agradou neste episódio, e logo em seu começo, fiquei muito feliz ao perceber que os personagens coadjuvantes ganharam atenção e desenvolvimento. Apesar de saber o quanto é difícil oferecer destaque para todo o elenco, isto é mais do que necessário, e a história “empacada” de Lanie e Esposito alcançou níveis de grande desgosto. TODOS precisam evoluir, quando estamos nos referindo a uma série com sete temporadas. E por mais que adoremos Castle e Beckett, existem personagens paralelos que podem oferecer o romance divertido, e até mesmo, o tão sonhado momento “safado” de Richard e Kate (que nunca vem ao ar) pode ser explorado pela dupla latina (consequentemente “caliente”) da série. Vai me dizer que você não gostou do toque de celular do Esposito?

Até mesmo neste sentido, já estava mais do que na hora de Martha superar o seu luto. Gente! O último namorado da mulher morreu no começo da terceira temporada, ela não prometeu viver em celibato depois disso. Nada mais do que justo de lhe trazer de volta ao episódio com o senso de humor peculiar que lhe é cabido, que prefere esconder que o filho está vivo do que desestabilizar o começo de seu relacionamento.

Eu sentia muita saudade disso, deste cenário que transforma o apartamento do Castle em um perfeito rendez-vous que o escritor tanto adora, e reflete a personalidade familiar que a própria Beckett admira.

A interação investigativa entre em Castle e Alexis
está tornando-se tão boa quanto o escritor com Kate.

Ainda que muita gente não goste da personagem de Alexis, eu particularmente, já cansei de admirar e comentar o quanto adoro o relacionamento dela com o pai. E parte de mim se sentiu bem triste ao perceber que ela estava se afastando de Castle. Pois, ainda que saibamos a consequência da maturidade em nossos relacionamentos familiares, confesso que queria muito ver a série encontrar um pretexto para “reconectar” a ruivinha com o pai. Assim como era até o final da quarta temporada. E se foi o desaparecimento e quase morte do escritor a razão para que isto venha a ocorrer, maravilha!

O que eu queria ver eram motivos, inúmeros motivos que justificassem o que fizeram com aquele casamento e o sumiço de Rick. E foi em Montreal que comecei a encontrar isto. O sumiço do escritor aproximou sua família, uniu (ainda mais) os amigos da delegacia, até mesmo aproximou a capitã Gates ao “quinteto”, pois muito dos episódios centrava a história nos quatro amigos, e em tal momento, aquele grupo começou a se “afastar” do restante do elenco, perdendo parte da estrutura que mais “apela” para o humor.

Ver tudo isto em um único episódio me agradou demais. Assim como perceber que a personagem de Tory está ganhando mais espaço na série. Mais do que necessário, pois sabemos que até o Brasil manipula muito os recursos tecnológicos para investigar crimes, Castle precisava explorar mais esta personagem que é tão importante para trazer casos mais modernos para série.

Ainda que muitos tenham avaliado o caso com simples, não vou negar que foi mesmo. A intenção era bem óbvia de dedicar boa parte do episódio para o caso do Castle, e amenizar a dificuldade na investigação do caso, tornava-se consequência. Confesso que gostei da remoção de parte do “passo-a-passo”, particularmente, o excesso de etapas foi uma das razões pelas quais abandonei TODOS os CSI antes do fim do segundo ano, então, creio que não seja prejudicial à série remover, (em alguns casos, mais simples), parte do conceito técnico.

Além disso, envolver a indústria dos brinquedos acabou sendo responsável por garantir humor com Rick e Ryan, eu achei genial o piano no escritório. Me lembrou do filme Big (Quero ser grande), com Tom Hanks, e a cena que instigou o desejo da garotada em ter um piano no chão do quarto (eu sempre quis!). De quebra, ainda ganhamos o momento “anmww” com o pastor alemão, que passou de amado a odiado em poucos segundos, quando impediu o beijo entre Rick e Kate.
...

Separar o elenco, que acabou tendo Castle com Alexis investigando o desaparecimento de Richard, e a equipe da NYPD com seu crime semanal. Foi uma situação que ofereceu muita dinâmica ao episódio. Em minha opinião, esta é uma das melhores apostas para séries procedurais, principalmente porque investe na participação mais frequente (em tela) de todo o elenco, e como consequência, o ator não desgasta a sua imagem.

Castle apostava muito nesta estrutura durante sua terceira temporada, e o capitão Montgomery era bem mais participativo do que Gates, o que me intriga. Pois, ano passado ela atuou em dois episódios geniais com o personagem de Castle, e mesmo assim, ninguém investiu mais no quesito humor e a interação desta dupla. É lógico que não me esqueci do beijo, completamente inapropriado e sem sentido, digno de uma atitude de Richard. O que dá mais pontos, ainda, ao episódio.

Vi nesta cena uma sátira da série com ela mesma. 
Se Nathan e Stana não se beijam, então...
...

Mas é claro que tudo isto não seria suficiente sem respostas mais claras quanto ao suposto “sequestro” de Castle. E é então que adentramos em um assunto delicado...

É importante ressaltar que quando avalio Montreal, desconsidero a “mitologia” da série como culpa do episódio. Esta responsabilidade recaía em Driven, esta semana só deveria ser oferecerida a continuidade, e é claro que essa sequência pode ter desagradado muita gente.

Primeiro, digo para vocês que já vimos uma storyline destas, (idêntica), na série Alias. Quem acompanhou as aventuras do terceiro ano da agente Sydney Bristow, sabe que a série recorreu a perda de memória da protagonista para dar um salto temporal e envolver um grande mistério sobre a mitologia daquela temporada. O problema é que na época foi um fiasco. Alias desandou total depois de sua terceira temporada, e muitos fãs consideram que a série morreu ali.

Bem...

Não vou avaliar Castle desta forma, mas vou dizer que é por “prever” este caminho que odiei a première. E sei que muitos disseram que eu estava me precipitando, mas... Eis a resposta.

O caso do Castle recebeu o rumo que eu não queria, ele não tem culpa pelo sequestro, mas tem culpa pelo sumiço.

Ao que tudo indica, Rick não previu o que aconteceria, mas após seu sequestro ele foi conivente com TUDO que ocorreu em sequência.

Qual a razão disso?

Bom este é o grande mistério da temporada.

Qual o benefício desta nova história?

Bem... É neste ponto que eu queria chegar...

Se esta mitologia prometer mais episódios com a mesma estrutura da Montreal, será a série que ganhará muito com a história, pois vejo Castle enfrentando uma verdadeira “pedreira” em seu horário de exibição (The Blacklist), e não será beijinho de Kate que irá garantir o equilíbrio desta audiência.

Quem é o falso Henry Jenkins?
Será que ele sequestrou Castle ou apenas o ajudou após o ocorrido?

Além disso, o caso abriu espaço para duas mitologias:

1. O que Castle fez, ou presenciou, após o seu sequestro? Por que ele foi sequestrado, exatamente, no dia do seu casamento?

2. O que Castle fez, ou presenciou, quando ele tinha 11 anos? Responsável por transformar Rick em um escritor de mistérios, aficionado pelo macabro.

Estando os dois casos conectados ou não, a história de Castle seria digna, até mesmo, de um episódio em flashback. Assim sendo... O contexto de Montreal permite aliviar a “barra” para o lado de Andrew Marlowe (um pouco), porque começa a justificar sua Season Finale. E se os roteiristas, escritores, diretores e produtor conseguir tirar o máximo proveito disso... Teremos grandes chances de admirar essa sétima temporada.


O CASO RICHARD CASTLE


Nada mais do que justo de colocarmos todos os “pingos nos ‘i’” após estes dois episódios e montarmos um esquema com todas as informações que temos sobre o caso de Castle.

Então, montei este pequeno organograma, (ao estilo Kate), para termos todos os fatos com o que houve. Além disso, sempre que surgir uma nova informação, o documento será atualizado.

Apresentação em Power Point, basta clicar no mouse para ver sequência.


CENA DO FILME BIG (Quero ser Grande)


Sei que já não sou mais uma “garotinha” e que pode existir uma galera que não conhece essa épica cena, interpretada por Tom Hanks. O nome da música é Heart and Soul, de Frank Loesser.



AUDIÊNCIA


Ainda não consegui ter tempo de montar a tabela deste ano, mas a audiência de Castle foi muito boa, semana passada (2,2 demo). Porém, esta semana, as coisas voltaram ao “normal” e o rating foi (2,0 demo). Mas apesar da queda, é importante considerar que a série obteve pontuação maior que o seu leading. Dance with the Stars fechou a noite com 1,8 na demo.

Ainda assim, não me atrevo a comentar sobre possíveis renovações, porque sabemos que a questão aqui não será audiência e sim contrato, que Nathan Fillion já afirmou que vencerá no fim desta temporada.

CASTLE & BECKETT BRASIL


Quer saber todas as informações que surgem sobre Castle? Spoilers, novidades, participações especiais, entrevistas com escritores, produtores e atores?

Acesse o Castle & Beckett Brasil e saiba tudo em primeira mão sobre o universo desta série que eu sei que você ama!



Talvez Você Curta

37 comentários

  1. Excelente review.
    Sol, favor corrigir: PERDA de memória.
    Obrigada.

    ResponderExcluir
  2. Muito legal a review, exceto por: "A interação investigativa entre em Castle e Alexis
    está tornando-se tão boa quanto o escritor com Kate." OMG, sério??? rsrsrsrsrsrs Faça isso comigo não! Sei que vc adora a ruiva, mas....tão boa quanto com Kate? Não mesmo!!! Ah, além de tudo já citado, amei a interação Kate/Ryan, Ryan dando boas vindas ao Castle, a conversa entre Lanie e Kate, a conversa final de casckett (essa eu AMEI mesmo!). Depois de todos os spoilers e entrevistas que li, não esperava rir nesse episódio, mas estava enganada. Teve de tudo, foi ótimo mesmo. Review diva!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que fofo! adorei o "diva" corei! risos.
      Adoro ser polêmica, e sabia que esta legendinha ia causar.
      Mas não vou negar não. Gostei mesmo deste retorno da Alexis, e a maneira como ela investigou o caso da temporada passada e o desta semana fui super dez.
      Também confesso que não sei até onde o interesse em "separar" Castle e Beckett tenham razões com a série ou com o elenco.
      Mas sei te dizer que a investida em Alexis está dando muito certo.
      bjão.
      PS (não sei seu nome)

      Excluir
  3. Concordo plenamente com a sua análise do episódio. Também faço parte de grupo que tinha saudades de participações mais frequentes e relevante dos coadjuvantes, particularmente da Alexis que eu sempre gostei tanto e que nas temporadas inicias era frequentemente importante para a resolução de um dado caso apenas por um comentário ou situação do dia-a-dia vivida com o pai. Fiquei com bastante pena quando ela passou por aquela fase insuportável e pela diminuição das participações engraçadas dela, o que levou a uma diminuição de todo o núcleo familiar de Castle que era um dos bons elementos diferenciadores da série, sendo também dos mais leves e divertidos. Por isso adorei a parceria entre a Alexis e o pai, a maluquice da Martha, a alteração da dinâmica na esquadra com a Beckett e o Ryan e por aí adiante como você mesma tão bem salientou.

    A única coisa que ODIEI nesse episódio foi a cena RIDÍCULA do beijo que o Castle espetou na capitã Gates. Tinha visto a cena antes e torci imenso para que fosse uma brincadeira do Nathan nas gravações e não a cena final! Eu sei que a intenção era ser muito engraçado mas eu acho que foi demasiado longe e foi altamente desrespeitoso, tanto para a Beckett que afinal é noiva dele como para a própria Gates pois está a ridicularizá-la em frente aos seus subordinados, minando a sua autoridade. Acho que a mesma cena com um ou dois beijos igualmente efusivos na bochecha teriam um semelhante apelo cómico sem ter sido uma falta de respeito. Mas tendo sido essa a única coisa que me desagradou, penso que se pode dizer que o saldo do episódio foi bastante positivo.

    Sobre todo o novo arco aberto, acho que para já tem potencial, mas confesso que fiquei com um pouco de medo do que poderá ser o tal acontecimento que o Castle nunca tinha relevado para ninguém, porque por mais que eu sempre tenha achado que o Castle era subaproveitado e que a série poderia melhorar imenso se explorassem as várias camadas da personalidade do Castle como fizeram com a Kate, o facto de não terem sabido fazer isso até agora aliado ao terem estragado uma história com tanto potencial como era a do pai dele, deixou-me um pouco com o pé atrás pois se errarem dessa vez pode ser “pior a emenda que o soneto” e descaracterizarem um personagem tão querido. Torço mesmo muito para que eles saibam o que estão fazendo e que construam essa história com muita coerência, pois não explorar bem Castle era uma pena, mas explorar mal pode ser um desastre. Agora se eles souberem ser bem-sucedidos, focar mais no Castle pode ser o novo fôlego que a série precisava para se renovar e ficar no ar durante mais alguns anos. Espero bem que o Nathan Fillion não faça a nossa infelicidade não renovando contrato. Porque a audiência não é nada má no panorama geral da ABC, Castle pode não ser um grande hit, mas é extremamente estável, ainda mais para as temporadas que tem e passando às 22h, como se mostra pela independência que tem do seu lead-in.

    Elogiar a sua review já é quase chover no molhado ;) mas tenho que salientar a excelente ideia que foi fazer esse quadro com as pistas do novo arco, muito útil mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Su, tudo bem, senti sua falta semana passada.
      Sobre o quadro, eu quero aprimorá-lo. Estou trabalhando em outra ideia. Hehehehe
      Então, sobre a cena, eu morri de tanto rir. Ela foi absurdamente inapropriada, mas NADA me tira da cabeça de que esta cena foi PROPOSITAL e deu uma beliscada nos problemas que o elenco enfrenta, mais especificamente o casal protagonista.

      Penso como você, adoro as trocas de parcerias, e uma das minhas favoritas é quando o Castle calha de investigar com o Ryan, são dois perfeitos palhaços. Mas neste episódio Esposito deixou o dele com a prisão jogando o kra pelo piano.
      heheheh
      bjão.

      Excluir
    2. Oi Sol! Obrigada pela sua responsta :) Olha que com Castle eu até posso tardar mas nunca falho não rsrsrs ;) me atrasei a ver a premiere porque estive em viagem, mas comentei sim a semana passada, aliás fiz um comentário gigante defendendo o episódio porque vi todo o mundo tão desiludido que me senti na obrigação de tentar passar uma visão mais positiva do mesmo :) talvez você não tenha visto por ter publicado mais tarde mesmo, ou então porque sempre comento pelo Discus e umas vezes isto repete o comentário desse lado outras vezes não, nunca percebi isso :S mas também senti falta da sua resposta, essa interação nos comentários é o melhor das reviews :)

      Acho que a partir da próxima semana, Castle vai regressar à rotina com casos leves e divertidos. Talvez isso seja algo bom dada a polémica que foi esse novo arco entre os fãs...

      PS - já tinha tentado responder uma vez, mas quando fui enviar o comentário desapareceu :| não sei se irá aparecer em duplicado ou não :S

      Excluir
    3. Hey Su, então, não vi seu comentário não. O lance é que estamos tendo problemas de alguns comentários irem pararem em outra publicação, sério, não é mentira. Já peguei comentário de Castle perdido em S.A.Castl.
      Até por isso, acho que vou deixar uma ressalva na próxima semana para a galera responder pelo DISQUS denovo. Era mais organizado e acima de tudo, a resposta vai pro meu email então não perco nada.
      Acho que vc tem razão, mas não queria que a série voltasse ao procedural normal não viu. Sei que tem uma galera que curte, mas... Se de repente fizessem uma parada do tipo, a cada 2 episódios comuns, temos um que traz a mitologia do Castle em cena, seria bem legal.

      PS: Vou buscar seu comentário, se não achar, vou perguntar pro admin da página se ele viu em algum lugar. Hehehehe
      bjão.

      Excluir
    4. O meu comentário do Disqus da semana passada aparece lá direitinho, assim como o desta semana. Acontece é que no desta semana apareceu em duplicado aqui nestes "Comments from Blogger" do mesmo post, já na semana passada isso não aconteceu. Mas você tem razão, é bem possível que tenha aparecido duplicado nos "Comments from Blogger" de outro post qualquer que não tem nada a ver com Castle, já me aconteceu antes...

      Quanto ao comentário que desapareceu quando fui para te responder por aqui, acho que foi porque só validei a conta do Google depois de escrever e ao fazer login, a página resetou e apagou o comentário :( então tive de escrever de novo, mas depois como já estava com a minha conta postou sem problemas.

      Excluir
  4. Ola Solange, gostei muito da sua Review, mas tenho que concordar com os colegas acima, também não vejo com bons olhos essa interação investigativa Castle/Alexis. Acho que o núcleo familiar perdeu muita qualidade e frequência nas ultimas temporadas.

    Eu particularmente, fico um tanto quanto desconfortável com essa dinâmica de investigações em paralelo no mesmo episódio, pois deixa o episódio muito corrido ou com pouco espaço para se apresentar coisas novas sobre os personagens de forma sutil e agradável como era nas primeira temporadas. Espero que pare por aqui...

    Quanto a nova mitologia, esse episódio me deixou claro a premeditação do Castle em forjar o próprio sequestro. O vídeo destinado a Kate da a entender que o Castle tinha ou fazia algo que saiu do controle, obrigando-o a "improvisar". Especificamente quando ele diz "nunca quis te deixar, não assim, não no nosso casamento"... Temos o crime cometido pelo Castle ainda sem nenhum motivo, assim como temos a dolorosa obrigação de engolir essa história de amnésia ou técnica capaz de remover específicos assuntos da memoria, independente de quando ou como o assunto é vivenciado. O que me leva a especular algo incoerente vindo do AM sobre isso, assim como veio o fato da Kate não se lembrar de ser casada(até parece que o cartório é mais competente que a NYPD e o FBI pra checar antecedentes)...

    Sinceramente, ainda me sinto desapontado com a sétima temporada. Esse segundo episódio me deixou a mesma impressão do primeiro, de que jogaram um monte de m**** no ventilador! Desculpa o desabafo...

    Bom é isso ai,
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey tiago, aqui é o espaço para o desabafo.
      kkkkk (até rimou).
      Mas então, acho interessante seu comentário porque mostra o outro ponto de vista, de quem não curte este tipo de estrutura. Confesso a você que para garantir mais tempo de vida a uma série, esta estrutura dá mais resultado, quando tem um caso em paralelo e que ganha continuidade a cada episódio.
      Chuck, por exemplo, se salvou do cancelamento na terceira temporada mudando completamente o seu perfil de procedural da metade pra frente.
      Só um exemplo.
      Eu confesso a você que eu gosto, mas entendo que gostos são variados, como por exemplo, a estreia da semana passada foi mais recebida pelo público do que este episódio.
      Mas o fato é que me preocupo que Castle caia na mesmisse da mesmisse e até, mesmo eu, me canse de assistir.

      Sobre a sétima temporada, estou com esperanças. Mas sei que o epi de segunda terá tendencia a ser o perfil da temporada, então ainda não engatilhei o sorriso de satisfação.

      Bora acompanhar sem grandes expectativas, pode ser a grande sacada para se surpreender, como eu assim o fiz há dois dias.

      bjão

      Excluir
  5. Parabéns p/seu texto Solange, vc realmente vê coisas que passam desapercebidas p/mim, e olha que sou detalhista rsrsrs. Achei bem coerente a sua crítica. Confesso que abriu um sinal verde na minha esperança que agora as coisas irão se encaixar e se normalizar. Ainda acho que falta um UP em Caskett, e isso p/que vi no Sneak Peak 7x03, acho que pode acontecer, estão precisando, + eu amo aqueles dois(estou sendo passional) + é vdd.
    Adoro os outros personagens e sou a favor de que tenham + histórias dramáticas ou engraçadas p/contar sim, p/desenvolver. S/o beijo na Gates, concordo c/a Su, claro foi engraçado, inesperado, mas a Kate deveria ter sido dura c/ele, afinal foi uma falta de respeito c/ambas, beijasse na testa.... e não sei pq os escritores não escrevem beijos em cenas deles, afinal casal se beija, é o normal, principalmente nas cenas + românticas.
    O jeito é esperar.....Ah s/Alexis e Castle, gosto dessa interação, além de Caskett, a amizade entre todos da 12ªDP, a relação do Castle c/a mãe e filha, é uma das coisas que adoro na série, que bom que pai e filha se entenderam. Bjoss!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ricieli, muito obrigada.
      Então... na minha opinão este lance de não ter cena "quente" não é culpa dos escritores não. Algo me diz que os atores não concordam com quase nada. Quando vejo os erros de gravações, e a soma das fofocas, sei não... Não ponho minha mão no fogo por ninguém, risos.
      Mas vc tem razão, Kate e Castle são os protagonistas, então eles regem a sinfonia enquanto o elenco executa a música (risos).
      Porém, sete anos é muito muito tempo e é preciso inovar.
      E nesta a gente ganha este retorno de pai e filha como era antigamente.
      bjão

      Excluir
  6. É muito estranho depois de tudo que aconteceu no 1° episódio todas dúvidas que ficaram no ar sobre o que realmente teria acontecido com Castle que mistério seria esse, sem resposta nenhuma ve-lo novamente ao lado da Kate investigando assassinatos como ela mesmo disse como se nada tivesse acontecido. a cena do beijo na Gates,ele brincando na fabrica de brinquedos,as teorias loucas dele tudo isso se fosse nas temporadas anteriores teria sido muito engraçado mas agora fica um sentimento esquisito como se tivesse tirado a leveza do personagem e tudo só poderá ser como realmente era antes com repostas sobre todo o mistério que aconteceu com Castle.Não sei explicar, é um sentimento ruim que tiraram algo de você (Confiança) só com tempo e as devidas respostas você conseguira recuperar........ Pelo que foi visto no episódio, tudo que ele passou foi para proteger sua família assim espero..........

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Maurício, tudo bem?
      Kra concordo contigo, do ponto de vista psicológico é difícil entender com tudo foi tão "fácil", mas é aqui que entra a amnésia, pois o que pra Kate foi uma eternidade, pra o Castle foi uma noite no hospital.
      O que não gosto é de apelar para a perda de memória, não gotos mesmo, mas a escolha já foi feita e pra continuar a acompanhar a série eu vou ter que aceitar isto.
      Mas, quando se pensa em pessoas que acordam de comas e tals, a reação delas é bem próxima da do Castle, o que pra que acompanhou muda tudo, para a pessoa que esteve desacordada, nada aconteceu.
      Sobre o que ele ter passado ser para proteger a família. CONCORDO CONTIGO EM GÊNERO NÚMERO E GRAU.
      Não sei o que foi, mas se pensarmos que ele era filho de mãe solteira, bolsista em escolas e internatos de ricos, tudo indica que ele possa ter sido coagido a calar-se sobre algo que viu ou descobriu e que isto foi grande.
      Um coisa que me deixa curiosa é que apesar de ele não ter contado pra família, desde o episódio da semana passada, tenho a sensação de que Martha sabe de algo, e que talvez ele nem saiba que ela saiba.
      A frase que ela diz pra ele no fim do epi desta semana, olhando diretamente pro Castle, como se dissesse, "escute meu conselho". Não sei não...
      Bem... A questão é que gostaria que ele contasse pra Martha primeiro que pra Kate, ainda que eu ache que será o contrário.
      Bjão.

      Excluir
  7. Solange, eu só posso dizer uma coisa: com mistério ou sem mistério, se chamou minha atenção, e teve os ingredientes que fazem a série ser o que é, o episódio foi ótimo! Adorei o quadro, facilita de seguir as pistas. Bjks. Fátima Beatriz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Fátima tudo bem?
      Fico feliz com seu comentário, pois foi o que pensei, odiando ou não os caminhos escolhidos para a nova mitologia de Castle, o episódio em si, foi demais.
      bjão

      Excluir
  8. Calma pessoal isso não é lost (assim espero), tenho visto ao fim de cada episodio pessoas desesperadas escrevendo seus depoimentos nas redes sociais. Acredito baseado na grande quantidade de noticias, spoilers, entrevistas com o elenco e showrunners que li, tudo ao seu tempo terá explicações. Sobre como a serie seguira de acordo com entrevistas que li com os showrunners, será igual como foi com a mitologia Beckett, vários episódios passando com somente a mitologia do episodio, até que derrepente a mitologia que interessa por algum motivo entra no episodio.
    A cada episodio as pessoas tecem suas opiniões, no fim do 7x01 todos acreditavam que a pista que importava era relacionada ao livro tropical storm, que Castle não publicou. No segundo episodio nenhum personagem sequer falou algo sobre ele e tudo parece ser relacionado há algo que aconteceu quando Castle tinha 11 anos de idade. Como havia lido em um desses lugares, não vai ser só com beijos caskett que Castle ira se manter no ar e enfrentar a concorrência, essa serie pode ir tranquilamente até o 10 ano. E pra isso precisa ter combustível para chegar até lá. O caminho escolhido por AM e DA pelo jeito era esse mesmo deixar os fans desesperados e prender nossa atenção , e dar um grande agito na história da série, fazendo todos duvidarem ou arranhar a boa imagem do protagonista pelo menos por um tempo.
    Só espero que isso seja solucionado ainda nesta temporada, e não dure 6 temporadas como foi com a mitologia Beckett. Dando meu pitaco sobre o futuro de toda essa bagunça, Castle deve ter presenciado algo, testemunhado algum acontecimento que bem mais tarde descobriu estar relacionado com a sua mãe. Tentando salva-la por algum motivo ou ajuda-la, acabou sendo sugado pelo furacão saindo após dois meses com toda a culpa nas suas costas. Me parece como já disseram em outros posts que a marta sabe ou esta relacionada com o acontecimento, ela sempre vem com o papo: deixa pra lá, não abra essa caixa de pandora. Nesse período até resolver tudo Castle e Beckett vão sofre um pouco, pois também não acredito que vão sujar a imagem do Castle tanto com os fans ou com os próprios personagens. Sobre a amnésia também achei besta para não dizer outra coisa só quero ver como que me vão explicar isso.
    Por isso antes de jogarem uma pá de cal na serie, especialmente nesta temporada, assistam aos episódios pois ao fim de cada um deles as teorias devem mudar como foi com 7x01 e 7x02.Como disse isso não e Lost as explicações irão surgir, vai demorar, mas virão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E Fabio tudo bem? Bem... primeiro, só para brincar contigo. Lost era da ABC viu! Então...
      Agora falando sério.
      Gostei bastante do seu comentário, apesar de que acho que a galera assistiu este epi com mais expectativas, acho que este segundo epi é o que respondeu muito sobre a aposta da série para este ano.
      Acho que no restante, alguns comentários que fiz lá em cima, acabou emendando parte do que você falou, e é bem por aí mesmo.
      Quanto a duração, como comentei, no quesito audiência a série vai muito bem (obrigado), mas a questão é contrato mesmo e saber se haverá desejo dos protagonistas em renovarem.
      Quanto a mitologia, toh contigo e não abro. POR DEUS! Mais seis anos não. Não gosto de fazer comparações, mas está na hora de seguir o caminho de Bones e resolver toda grande mitologia na mesma temporada (no máximo), nos primeiros três episódios da temporada seguinte.
      Mas como não sei se haverá estas honras... acredito que teremos grandes respostas ainda em 2015.
      Quanto ao que pode ser o caso... Acho que alguns comentários que vi, e uma desconfiança que tenho, podem acertar (um pouco).
      Sobre o fato de Castle ter sido uma testemunha de algo e não ser ativamente alguém que tenha uma outra face. Somado a isto, acredito que em algum momento de seu passado Martha tenha descoberto mas não contou, nem mesmo ao filho.

      O que torço muito é que esta teia venha nos oferecer cada vez mais trama em cada episodio que for exibido. No minimo uma grande sequencia válida.

      Vamos aguardar pra ver. Mas não vou negar a você que boa parte do público de Castle foi conquistada pelo afeto shipper, e destruir o casamento sem oferecer respostas concretas, logo na premiére, pode ter sido motivo de muita gente ter abandonado a série.

      Bjão
      E vlw por passar e comentar.

      Excluir
  9. Por que o Nathan e a Stana não se falam?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi colega, ninguém sabe ao certo, tudo que sabemos é que o relacionamento profissional dos dois é tenso. Vide alguns erros de gravações pra você ter uma ideia.
      Isto é só um pedaço do que acaba vazando para o público, mas os dois não se bicam e não promovem a série juntos e muito menos, se comprometeram a aceitar fazer fotos promocionais nos ultimos dois anos.
      Bjão.

      Excluir
    2. Solange, tudo bem?
      Olha sobre essa relação de Stana e Nathan fora da tela, tbém já ouvi vários boatos(que acredito ter algum fundo de verdade, pois onde há fumaça, há fogo ;D), mas acho que é coisa que aconteceu e se resolveu, bom p/menos é o que parece, em momento algum vi eles se desrespeitando fora das telas(assim falando mal um do outro), e Nathan até desmentiu uma briga, porém, claro não somos fáceis de se enganar, pois ouve sim uma mudança no comportamento de ambos, basta ver as entrevistas antigas, como os dois ficavam numa "melação" total sabe, de uns tempos p/cá(esse período que disse acima) nem entrevista, nem promos, não fazem nada juntos e p/tirar foto então(sempre alguém tem que estar no meio), bom é o que percebo. Agora s/os erros de gravações, noto que apenas nos erros da 6ª temporada que foi assim, pq nos anteriores, eles até se divertiam juntos. Ambos p/mim parecem ser pessoas legais, e se dão bem com o resto do elenco(claro que tem sempre aquelas pessoas com quais trabalhamos que a gente acaba tendo + amizade, afinidade, isso é normal), e brigas(desentendimentos em casa, no trabalho, p/mim tbém é normal, claro desde que não haja agressão física e ofensas), pois as pessoas são e pensam diferentes. Mas acho que se teve ou não algo tanto p/questões profissionais quanto a grande maioria acha, pessoais(do coração ;D) penso que nunca iremos saber, ficará o mistério no ar rsrs. O importante é que na telinha a coisa parece ter melhorado(pois essa tensão já foi percebida em tela certas vezes), mas o que vejo é que ambos são apaixonados pelos seus personagens e isso supera(ou superou) qualquer coisa tensa que tenha acontecido.

      bjosss!

      Excluir
  10. Bem, estou encucado com uma coisa: Castle autorizou ser sequestrado na véspera de um casamento ? Que estranho. Ele SABIA que iria maltratar a todos. Sei não: a afirmação da Martha dizendo que é uma caixa de Pandora e que não deve ser aberta me dá um toque de que ela está envolvida no que Castle viu. O que pode influenciar um menino de 11 anos ? Seja o que for que eles, os autores, estiveram bolando, como homem estou achando o Castle muito sacana. A Kate o ama de verdade. Penso que o Castle é um Borderline. É um problema .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ricardo, não acredito nisto de forma alguma.
      Acredito que Castle foi sequestrado e que nisto ele NÃO TEVE CULPA. Porém quem o sequestrou (aparentemente), não era um inimigo e sim alguém que lhe ofereceu uma "fuga" ou uma alternativa diante de algum risco muito grave.
      Castle tornou-se conivente com seu desaparecimento APÓS SER SEQUESTRADO, ok?
      A série deixou isto bem claro, principalmente, porque ele foi arrastado do próprio carro após a batida, sendo que bateram no carro dele para tirarem-no da estrada.

      Bjão.

      Excluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. Oi, Sol.
    Amei seu review. Perfeito!
    A única ressalva que eu faço é com a comparação que você fez entre Alexis e Kate com relação a interação delas com Castle. Eu sempre admirei a Alexis até a 4a temporada, espirituosa, toda sua inteligência, seu jeito maduro de ser, a conversa leve e fofa com o pai, seu raciocínio rápido e lógico, mas daí comparar ou igualar a interação dela com o pai com a interação de Castle com a Kate... Por favor, não me entenda mal, pois respeito completamente sua opinião e seu ponto de vista, mas eu já não vejo assim. É como disse a própria Alexis no episódio 6x07: "Eca!!". Hahahaha. Amei o abraço espontâneo das duas no final deste mesmo episódio demontrando que a ruiva voltou a aceitar Kate como noiva do seu pai e o amor da vida dele e também que no episódio 6x16 ela ouviu os conselhos de Kate e voltou pro loft. Bem, falei sobre estes outros episódios somente para ilustrar e reforçar minha opinião.
    Retornando ao 7x02, parabéns pelo seu review. Você é incrível não só aqui, mas também no "Queen of the lab" .
    Bjinhos, viu!
    Denise

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise tudo bem?
      Chuchu interação é uma palavra completamente diferente de relação, você concorda?
      Então, quando digo que ela interage como o pai tão bem quanto Kate é o mesmo que dizer que sua parceria investigativa é tão boa quanto. E é...
      Neste ponto, eu que vou dizer, não me entenda mal. Mas não vai ser o lado shipper de Castle que salvará a série, está bem claro que o público gostou dos dois episódios que viu (vide o rating), com uma audiência bem superior a esperada.
      Entendo seu ponto de vista, mas acho que a sétima temporada está deixando bem claro que esta na hora de PARAR de querer romance entre Rick e Kate, porque o máximo que haverá será o casamento, e gradativamente cenas separadas com a dupla pode ser a investida da temporada.
      Bjks
      E tava com saudade de você. Você não comentou semana passada né?
      vlw pela força, por sempre passar aqui e volte sempre.

      Excluir
    2. Oi, Sol!
      Ham.
      Entendi e aceitei o que você falou agora. "Alcancei". Hahahaha
      Vlw ! Clareou minha visão .
      Ô Sol, eu comentei, sim, na semana passada no episódio de estreia, o 7x01. Você me respondeu, inclusive.
      Então, a gente se vê na semana que vem, viu?
      Bjinhos, tá ?
      Denise

      Excluir
    3. Own chuchu sorry me perdi um pouco. Kkkkk
      mas bom saber que mesmo meio zonza consegui responder todo mundo
      kkkkkkk
      beijao
      e semana que vem compromisso marcado

      Excluir
  13. Eu ri muito nesse episódio mas confesso que eu esperava que a amnésia fosse mentira. Me estranha o fato de ter acontecido algo há 30 anos ponto de Castle pedir pra esquecer sendo que em 6 temporadas ele nunca demonstrou sofrimento, medo, angústia, pesadelo. E depois de sequestrado, ameaçado, levar um tiro ter encontrado novamente com aquele cara, Castle voltou pra casa. Espero que seja bem esclarecida a história, pois amo a série e torço pra que seja renovada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa Ana é uma questão muito interessante a sua. Me intrigou muito o fato dele dizer que ninguém sabe o que houve... Em minha humilde opinião, Martha sabe, e talvez, de alguma forma ela pode ter confortado o filho. Assim como jogou verde em Castle com o lance da "caixa de pandora".
      Queria que os esclarecimentos fossem dado aos poucos para que fosse bem completo.
      Tbm queria que a amnésia fosse mentira, queria porque isto é surreal, mas para acompanhar a série a partir de agora, será precisa aceitar este fato.
      bjks.

      Excluir
  14. Sol,

    Vc não deixou nada pra eu comentar, caramba!!! rsrsrs

    Brincadeira, tem alguns pontos de gostaria de abordar sobre o episodio, mas deixa para um pouco mais a frente.

    O que gostaria de falar um pouco é sobre essa provável nova dinamica da série, que conversamos muito nesse loooongo hiato. Explicando a todos: a proposta seria de toda semana ter um caso para ser investigado pelo pessoal do 12º distrito sendo ele divertido ou dramático e em paralelo Castle, Beckett e, agora acredito, Alexis investigarem o que houve com nosso querido Escritor.

    Para que isso se confirme precisamos aguardar o terceiro episodio, rsrs. Mas gostaria muito que a serie tomasse esse rumo, assim teriamos a oportunidade de toda semana debatermos esses misterios com Castle. Aliás como você bem disse: "Apesar de ser uma série procedural, eu ficaria muito feliz, se essa “investigação” do nosso escritor ganhasse espaço todas as semanas. Isto embutiria uma novidade que nunca foi apostada na série. Apesar de que outras já seguiram com esta linha de construção e a maioria obteve extremo sucesso."

    Aposto muito que isso venha ocorrer, pois esta temporada deverá ser marcada pela exploração do lado oculto de Castle, as duvidas e perguntas já estão surgindo e isso é bom, porque provoca um interesse maior no publico em querer acompanhar ainda mais a série. Acho que a boa repercussão desse episodio e a provável continuidade do caso Castle farão com que o episodio 3 tenha uma boa audiencia (Mas essa é a minha opinião).

    Agora com relação ao episodio, ele me agradou muito, principalmente pela movimentação. O caso semanal foi interessante e simples e não tirou o foco do objetivo dele que seria aprofundar mais um pouco sobre tudo que aconteceu com Castle.

    Outra coisa que pra mim será marcada nessa temporada é o nucleo familiar que se formou no loft de Castle. A imagem deles todos reunidos demontram o carinho que eles tem um pelo outro. As interções de Beckett com Alexis são gostosas de se ver como nas cenas dela chegando em casa depois da conversa com Lanie e quando Castle decidiu ir para Montreal, onde Beckett só "deixou" ele ir acompanhado por Alexis pois sabia que ela não deixaria ele fazer nenhuma besteira. Eu ri muito nessa parte.

    Bem é isso, o resto está na sua completissima review que diferente da semana passada está mais parecida com a daquela Solange que todos conhecemos, rsrsrs

    Parabéns pela review

    bjs

    Ricardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Ricardo, tudo bem?
      É kra, desta vez a emoção estava mais controlada e o episódio permitiu que eu observasse tudo. Até me impressionei o fato de ter escrito a review vendo o epi apenas uma vez e estava tudo tão claro que escrevi por intuição, bem rápido até.

      Acho que tu complementou o que pensei mesmo, acho que a audiência respondeu muito bem a aposta de Castle, e concordo contigo que o terceiro episódio, provavelmente se manterá nesta linha de equilibrio do 2.0 na demo.

      Sobre o lance da família e o loft do Castle. É uma sacada muito boa. Concordo contigo que a cada dia aquele ambiente tornava-se mais escasso, nas duas últimas temporadas e apenas focado em mostrar a vida intima de Castle e Beckett.
      Mas acho que seria bem interessante que o loft tome este rumo de família, por definitivo, principalmente porque simbolizará o nivel de evolução do relacionamento dos dois.
      Lógico que, com o casamento a frente, assuntos surgirão como um novo lugar para os dois, talvez?
      Mas se sim, ou não, (não sei). Gosto do cenário criado neste episódio, das consequencias do sequestro para a união de todos. Isto me agrada muito.

      Ansiosa para ver o assassino invisível, logo no começo da temporada e um caso ao estilo Fringe.

      bjão.

      Excluir
  15. Sol,
    suas reviews estão ótimas, como sempre! Mas Castle ainda não me "pegou" nesta temporada.Semana passada nem tive ânimo pra comentar, achei o episódio muito tosco para uma premiere.Por enquanto ando me dedicando a Eve Dallas e Roarke...
    Mas espero sinceramente que Castle volte a me encantar como fazia desde 2010.
    Parabéns, Sol, vc está com poder de síntese muito bom, e melhora a cada review.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey Val.... Ai que fofo. Feliz pela galera compartilha e curtir meu ponto de vista.
      Olha se eu disser que curto a série como antes, MENTIRA!
      Mas estou surpresa com a capacidade que ela está tendo de se adaptar.
      Tu deve saber que acompanho muitas séries.
      No momento minha queridinha anda sendo Arrow.
      Mas toh acompanhando Forever, e o que me chama atenção é que a nova aposta da ABC ofuscou Castle gostoso, mas mesmo assim, e mesmo com todos os problemas que houve com contrato salários e promoção da série, mesmo assim, ela voltou fortissima.
      Estou começando a desconsiderar meu ponto de vista sobre cancelamento.
      A promo do próximo episódio me deixou ansiosa, aposta ousada sobre invisibilidade, espero que na estraguem tudo.
      Mas acho que o que pode me amarrar mesmo, seria se a série investisse neste lance de o Castle investigar seu caso em paralelo enquanto rola os casos da semana.
      Bjks.
      E sempre que tiver coragem comentar tá

      Excluir
    2. Parabéns pela review ^^ Tenho gostado desse começo de temporada e estou intrigado pelo mistério sobre o sequestro e o passado de Castle. Espero que continue me divertindo a cada semana.

      Excluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe