Glee 6x10: The Rise And Fall Of Sue Sylvester

quarta-feira, março 11, 2015


Quando a dignidade acaba antes da série.

Que Glee é um amontoado de grandes erros e acertos, não é novidade pra ninguém, mas me parece inaceitável que, tão próximo do fim, os roteiristas se esforcem pra fazer o pior possível. Não é só questão de gostar ou desgostar de Sue e de, a essa altura, ainda não ter aceitado que a série se repita o tempo inteiro. É questão de dedicar preciosos minutos a mais um amontoado de cenas sem sentido para confirmar o que todos já sabíamos sobre essa personalidade flutuante da treinadora/diretora/chateadora Sylvester, com direito a documentário de Geraldo Rivera, uma relação bipolar com a mãe (no vídeo, diz que "ela é a filha que nunca conseguimos amar", na cena seguinte está declarando seu amor a despeito das tentativas de Sue de colocar fogo nela) e a excelente (só que não) reviravolta em que se torna treinadora do Vocal Adrenaline para concretizar seu plano de destrui de uma vez por todas o Glee Club e ser a dona da lua. Nem quero me alongar muito mais nisso porque, tirando essa trama que ocupou quase o décimo episódio inteiro, o que sobram são 4 minutos que variam de medíocres a água de chuchu.

Rachel também segue o padrão de repetir velhos erros e mudar de opinião de um segundo para o outro, mas pelo menos sua trajetória é interessante. Estou no time de Sam e acho que o retorno para NYADA, que foi aceito fácil demais (como tudo na vida da moça) é imprescindível para o crescimento dela, mesmo que Lea Michele tenha desistido da faculdade na vida real e a série tenha essa obsessão bizarra por replicar sua vida. Com amigos como Mercedes, Kurt e Blaine, que incentivam o retorno à Broadway num musical avulso qualquer, sacrificando o aperfeiçoamento acadêmico, ninguém precisa de inimigos.

O incêndio dos Warblers foi tratado tão secundariamente que nem sei o que dizer, só sentir, como diria Roberta Miranda. Pensei que teríamos mais conflito, especialmente com Jane, que foi rejeitada pelo grupo, mas o negócio se limitou a uma briguinha por figurino, devidamente resolvida com o New Directions se descaracterizando com o uso de jaquetas a la RBD que renderam esse vídeo maravilhoso.

Músicas no episódio:
"Rather Be" - Clean Bandit feat. Jess Glynne: New Directions
"The Trolley Song" - Judy Garland: Sue Sylvester and Doris Sylvester   
"Far from Over" - Frank Stallone: Clint and Vocal Adrenaline
"The Final Countdown" - Europe: Sue Sylvester and Will Schuester
"Rise" - Original composition: New Directions

Talvez Você Curta

3 comentários

  1. Pena que não tenho nenhuma Barra pois adoraria ser aconselhada pelos senhores. :)
    Continuo amando o dr. Nadark.

    ResponderExcluir
  2. VALERIANA BARROSsábado, 14 março, 2015

    Esse cara do encoxando me deu aflição!!!!!!!!!!!! Nunca vi já chegar e encoxar!!!!

    ResponderExcluir

Fala aí, seuslindos!

Disqus for Seriadores Anônimos

Subscribe