The Strain 2x12: Fallen Light

domingo, outubro 04, 2015


Se algum dia dicionários adicionarem “um episódio onde nada de relevante para a trama de uma série acontece, inserido apenas para satisfazer o número de episódios de uma temporada” entre os significados da palavra “filler”, ao lado dessa descrição deveria constar uma sugestão para que o leitor assista a Fallen Light para ter total compreensão do que a palavra significa.

É um trabalho difícil fazer qualquer tipo de crítica a esse episódio, mas não tão difícil quanto deve ter sido escrever algo tão irrelevante para o andamento da série. Há em certos momentos pequenas informações com alguma importância – Palmer ainda precisa do sangue do Mestre; Gus agora tem uma gangue -, mas isso é incapaz de redimir Fallen Light já que esses desenvolvimentos poderiam ter sido encaixados em qualquer outro episódio sem perda.

Os flashbacks que contam como Eph e Nora se conheceram não trazem nenhuma revelação, nada que não pudesse ser inferido através das conversas dos personagens. As cenas no passado dramatizam aquilo que era apenas informação, mas sem nenhuma ligação com o presente ou relevância para o momento da história.

Ainda no tópico “irrelevância” temos Zach e Dutch. O primeiro parece que será descartado da história após torturar o espectador por uma temporada inteira com sua rebeldia pré-adolescente. Seria ótimo se ele fosse realmente tirado da série, mas uma pena se ele não receber um fim com uma violência proporcional ao tamanho dos sentimentos infanticidas que ele desperta em qualquer um que assista um minuto de cenas com o garoto.

Dutch por sua vez deu fim a um relacionamento com o qual ninguém se importou. Ainda que seja compreensível que ela deseje ir embora dali depois de ser torturada por Eicchorst, usar o relacionamento dela com uma personagem que nunca teve a menor importância na série é uma forma desleixada de construir uma reação crível para Dutch.


Espero que esses quarenta minutos jogados fora em tramas sem propósito resultem num finale emocionante, caso contrario a palavra que The Strain poderá acompanhar no dicionario será “desperdício”.

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe