S.A.D. 126 | O Sagrado, o Profano e o Teste da Farinha

14.11.20

 
Religiosos, ateus ou agnósticos, todos têm que crer numa coisa: o indefectível teste da farinha, relatado e aprofundado com devoção por esses pecaminosos doutores. Se esse programa existe, graças a Deus, por que existe?



Siga o SAD como um verdadeiro stalker: iTunes | Android | Spotify | Grupo no Telegram

Quer ajudar a manter o SAD no ar? Veja como ser nosso padrinho pelo PicPay ou no Padrim.

Envie SUAS HISTÓRIAS anonimamente pelo formulário para fazer parte dos próximos programas.
 
Participantes
 
 
Nessa sessão:
 
“A Jornada de Judas”
Coroinha católico na infância, Judas não consegue difenciar a igreja e a religião de Deus e se considera o primeiro ateu/agnóstico da família, mas se sente vazio e já foi aconselhado inclusive pela psicóloga a acreditar em algo.
 
“Johnny Mnemonic, o Solteiro do Futuro”
Separado durante a quarentena, Johnny ficou assustado com a quantidade de membros pulando em sua cara durante o Grindr e sente que não aprendeu mais sobre a arte da piriguetagem quando tinha idade para isso.

“O Virgem José e o Varão Abençoado”
Filho de pastor na Assembleia de Deus, esse jovem disposto a esperar foi tentado, tal qual Eva, ao pecado pela serpente no banheiro da igreja.

Trilha Sonora
R.E.M - Losing My Religion (Versão Asas Livres)
Lady Gaga - Judas
Trajeto 2 - Uma Palavra de Amor
MC Queer - Fiscal
Cidade Negra - Eu Também Quero Beijar
Juraíldes da Cruz - Nóis é Jeca Mais é Jóia
Kid Abelha - Deus (Apareça na Televisão)

Talvez Você Curta

4 comentários

  1. Sobre religião: Houve uma palestra do Douglas Adams e até foi transcrita e está em alguns livros póstumos acerca disso. O título: Existe um Deus artificial?

    Freqüentei dos cinco aos 18 anos a Assembléia de D' us, meus pais eram da direção, minha família materna é católica praticante, então, aconteceu um longo processo dentre eu não ir mais aos cultos e agora me entender um politeísta.

    Quanto a ser ateu, agnóstico ou participante de uma religião em específico, depende de cada pessoa em sendo verdadeira consigo mesma. Contar como foi comigo é apenas anedótico, o caminho e a posteridade é único de cada ser humano.

    Take care and good luck

    ResponderExcluir
  2. O 2º caso me deixou pensando, o importante que não foi dito no podcast é evitar situações ou lugares em que a pessoa não se sinta segura para dizer não e que será ouvida, entendida.

    Por exemplo, marque o date numa sorveteria durante o dia, deixa o pub longe de casa para ir com amigos. Ou talvez num momento posterior.

    Mesma coisa com o filho do pastor, se declarou casto e não disse se está interessado em casar-se com homem ou mulher, no entanto se o sujeito desenvolver uma relação com respeito, diálogo, ter feito o boquete é sem importância, penso eu.

    Ou seja, nada de transar por chantagem, apenas se ambos estiverem a vontade, etc.,
    Kiss

    ResponderExcluir
  3. Adoro vocês todos, são uns fofos e só dão bons conselhos :)

    Ps. Chocado que Sidney não é fixo no SAD como Vampiranha, foi choque da personagem HT do SAD anterior?

    Abraços

    Abraços.
    Marcelo de Portugal

    ResponderExcluir
  4. Muito interessante a discussão sobre Deus e religião. Adoro ouvir a Mandy falar sobre. Quanto à tal feira do cu...passado. Como será que funciona? Quanto é a dúzia de cu? Será que tem bct também? Esse teste da farinha me parece um pouco trabalhoso demais. Porque não o cara simplesmente ficar de cócoras e alguém ir lá fazer a contagem das pregas? Mais simples não?

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe