Parks and Recreation 4x04: Pawnee Rangers

segunda-feira, outubro 17, 2011

Se junte aos “Swansons” você também.

Eu sei que já enchi demais a bola de Parks and Recreation, mas não vai ter jeito. Vou fazer de novo. Não sei se me sobrarão adjetivos ao longo da temporada caso a série continue a nos apresentar excelentes episódios como este. Acredito que Parks é uma série que nunca nos apresentará algo mega inovador como o quarto episódio da terceira temporada de Community, “Remedial Chaos Theory”, porém a série se destaca por vir de uma sequência absurda de ótimos episódios. Eu não consigo lembrar (exceto na primeira temporada) a série escorregando ou apresentando algo mediano. Mesmo quando é mediano, para os padrões da série, a sitcom da NBC está bem acima do padrão normal que estamos acostumados a ver por aí. O que será que falta para Parks and Recreation conseguir índices melhores de audiência pu melhor sorte nas premiações? Já adianto que eu não sou capaz de responder a esta pergunta.


Nesta semana, tivemos Leslie querendo disputar com Ron quem comandava o melhor clube da cidade, ela com as Deusas de Pawnee ou o bigodudo com os Pawnee Rangers. Logo na introdução do episódio, tivemos duas piadas geniais, a primeira o sucinto manual do clube dos Rangers em que se pode encontrar a frase “Be a man” e depois Ron dizendo que a cerimônia de seu casamento durou duas horas porque ele não tem o costume de obedecer quando alguém o manda falar alguma coisa. A caracterização dos dois clubes foi foda e resumem as características de seus líderes. No clube de Ron, os meninos tinham que se virar para fazer seu abrigo com uma caixa e uma lona, enquanto no clube de Leslie as meninas ficavam ganhando presentes e medalhas o tempo todo. Sem falar nas festas com os filhotes de cachorro e o fórum super democrático. 


O engraçado de tudo isso é que me fez perceber que Leslie Knope tem todas as características necessárias para me irritar muito, porém eu adoro ela e seu otimismo. Obviamente que o talento de Amy Poehler é o ingrediente principal para que sua personagem seja tão carismática. Adorei ver ela se irritando com o poder de argumentação e a insistência de suas meninas e dizendo que as treinou bem demais.


A trama conseguiu ser engraçada, divertida e inteligente, promovendo o intercâmbio entre os grupos e mostrando que no final das contas são as nossas características pessoais que devem definir o grupo no qual queremos fazer parte. Adoro que Parks seja uma série de comédia que consegue abordar assuntos relevantes de forma natural, sem perder a graça e aliando inteligência e falta de noção numa série só.


Mas quem roubou mesmo a cena neste episódio foi Donna e Tom. A química entre eles é fantástica e a trama acabou sendo puro luxo e diversão quando os dois tentaram contagiar Ben com suas alegrias latentes. Ver Donna perguntando para o Ben se Game of Thrones já havia sido cancelada foi genial. Chorei de rir. O grande momento do episódio foi o “Treat Yo Self”, um dia em que Tom e Donna resolvem tirar para aproveitar o que há de melhor na vida. Isto se resume a sair de Benz por aí indo ao shopping e ao SPA. Todos os segundos deste plot foram hilários, mas o que eu mais gostei foi o Tom tentando adivinhar o que agrada o Ben e a fantasia de Batman.


Os outros personagens não tiveram tanto destaque, como se Andy e April precisassem de muito tempo para me divertir, um simples desenho no braço e algumas reações de Andy já são suficientes. Ann foi meio tosca sendo loser o episódio inteiro, porém a técnica de pesca dela acabou sendo um bom momento. O pior do episódio foi mesmo a história do Chris saindo com a filha do Jerry, não que tenha sido ruim, mas ficou abaixo das outras tramas, que estavam pegando fogo.


Me desculpem pela rasgação de ceda, é que Parks and Recreation vem me empolgando muito. Acredito que até o final da temporada em algum momento irei falar mal da série. Será?

Talvez Você Curta

4 comentários

  1. Assisti há menos de um hora. Epic timing is epic.
    Muito bom o episódio. Adorei tudo! Nem vou ficar comentando porque sou péssimo em fazer reviews. q Adorei Leslie, adorei Ron, adorei as crianças. Super crítico eu, né? rs
    E que venha o próximo.

    ResponderExcluir
  2. Arthur, vc acabou de falar algo que eu deixei de fora da review, todas as crianças foram muito bem no episódio.

    ResponderExcluir
  3. Episódio show! As mini-leslies deixando a big Leslie de saia justa foi demais.

    ResponderExcluir
  4. os ultimos 5 minutos foram um das sequencias q eu mais dei risada, nao conseguia parar de rir

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe