Desperate Housewives 8x07: Always in Control

quinta-feira, novembro 10, 2011


Acabou o segredo.

Até que enfim! Depois de enrolar durante seis episódios (com alguns bons momentos, confesso), a oitava temporada de Desperate Housewives finalmente deu sinais de que vai engrenar. Always in Control foi o melhor episódio da temporada até aqui, sem histórias irrelevantes e com coisas acontecendo o tempo todo, muitas revelações, e mudanças na dinâmica dos personagens e da série.

O final chocante do episódio passado, com o sumiço do corpo de Alejandro, deixou as donas de casa realmente desesperadas. Gostei de ter sido Ben quem encontrou o corpo, e num primeiro momento fiquei com medo que ele tivesse alguma coisa a ver com a carta misteriosa, e fosse de alguma forma prejudicar as meninas depois da confissão de Bree. Não que no futuro Ben não possa se revelar o “vilão” da temporada (apesar de eu não querer que isso aconteça), mas por enquanto ele se mostrou um dos mocinhos, ajudando a ocultar o corpo novamente, agora de vez.

As suspeitas agora recaem sobre Vance, o ex-namorado de Bree que voltou do nada só pra abalar a ruiva. Posso estar errado, mas continuo achando que ele não tem nada a ver com a carta, é apenas um homem com o coração partido. Por mais que, por ser um policial, ele seja um dos maiores suspeitos de saber da carta que motivou o suicídio de Mary Alice, acho que o responsável pela carta de Bree é algum personagem do começo da série que vai voltar só pra sambar na cara dos moradores de Fairview. Mas como ali tudo é possível, a única certeza que eu tenho é que esse mistério está me matando!

Outra coisa que está me matando é a separação de Tom e Lynette, e pela primeira vez nessa temporada eu achei que esse tema foi realmente bem desenvolvido, e soou bastante realista. Afinal, envolver as crianças é coisa comum em qualquer casal se divorciando, e até que estava demorando a acontecer na série. A cena em que Lynette percebeu que estava afastando Penny de Tom e decidiu consertar seu erro foi muito linda, a ponto de encher meus olhos de lágrimas. Antes eu queria que eles se reconciliassem o mais rápido possível, mas se a separação continuar rendendo momentos tão emocionantes, eu acho que consigo sofrer mais alguns meses para vê-los juntos lindamente no final.

As risadas ficaram por conta da tentativa de Gaby de fazer Bob e Lee aceitarem ser os “pais” de Juanita e Celia caso alguma coisa (leia-se: ir pra cadeia) aconteça com eles. A cena do jantar foi divertidíssima, principalmente Juanita negociando com a mãe para se fazer de comportada na frente das visitas. E como tudo em DH, tinha que ter um drama no final, com Juanita dizendo que está com medo de perder os pais devido ao comportamento estranho deles ultimamente, mas até esse lado foi bem trabalhado e emocionante, e funcionou dentro da trama da temporada.

E a história de Susan na escola de artes finalmente também se encaixou no arco central. Depois de descobrir que as amigas estavam deixando ela de fora do lance da carta e da aventura na floresta, Susan surta e decide colocar toda a sua raiva em uma pintura – uma pintura que mostra quatro mulheres enterrando um corpo. SERIOUSLY SUSAN? Agora que as coisas estavam se resolvendo, ela deu essa mancada, e com certeza vai colocar tudo a perder.

Sinto que agora sim a oitava temporada de Desperate Housewives começou de verdade, e eu nem preciso dizer que estou super ansioso pelo próximo episódio!

Talvez Você Curta

3 comentários

  1. Aposto que vão desconfiar delas, mas não vai ter prova alguma, ai vão ver a pintura da Susan e vai por tudo a perder...

    ResponderExcluir
  2. Vance querendo dar uma de Lie To Me. Se ele se acha tão bonzão assim, já deve saber que o velho é padrasto da Gaby.
    Estou curioso pra saber o que será o desastre que terá no meio da temporada (ja que todas as temporadas têm um desastre desde a 3ª)

    ResponderExcluir
  3. Melhor episódio EVAH (mentira, só da temporada mesmo). Não tava aguentando mais as crises de culpa alternando plots chatos entre o Carlos e a Susan, e confesso que bocejei muito com as reviravoltas de enterra/desenterra o corpo do episódio de halloween. Mas aí veio a cena final desse episódio com todas xingando muito no Tuinter e brigando por causa dos segredos entre elas e esse plot finalmente serviu pra alguma coisa legal! Tomara que continue assim.

    Também achei o subplot da Lynette sobre a separação o que teve melhor aproveitamento nesse episódio, agora podiam colocar os outros filhos de volta na mistura pra ver o que rende, né? E como tamos na última temporada e tão precisando de um choque velho, bem que podiam fazer da Susan e desse professor chatíssimo as próximas vítimas de Wisteria Lane... Ela nem precisa morrer, porque apesar da chatice dessa temporada eu ainda tenho um certo apego, mas pelo menos uns episódios em coma pra descansar a imagem!

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe