Glee 3x06: Mash Off

sábado, novembro 26, 2011


É isso que acontece quando tito Murphy volta de férias...

Um episódio para ninguém (além de mim mesmo) colocar defeito no negócio. Claramente até o quinto episódio Ryan Murphy havia deixado a direção da série nas mãos de estagiários, que achavam que estavam em uma nova produção com maior orçamento da Broadway.

Não estou sendo contraditório: Realmente amei o momento Broadway que a série teve no começo do ano, sem contar que ainda foram as músicas do Westside Story, que é um dos meus musicais favoritos. Vendo esse episódio, confesso que senti falta de músicas (meio) atuais e sinto que esse é o caminho que Glee precisa seguir.

Claro que Glee agora está tentando se tornar mais relevante. Principalmente por causa dos plots bem dramáticos que andam rondando Lima. A série pode não ser boa em muitas outras coisas, mas um tema que sempre consegue abordar de maneira interessante é a homossexualidade. Deve ser porque a série foi criada para o grupo específico, mas mesmo assim, eles sempre acertam.

Seria óbvio que Finn uma hora iria cansar de ser chamado de baleia, péssimo EM TUDO e se revoltaria. Pena que quando ele finalmente resolveu virar macho, levou um tapão de Santana, que mostrou que é mais lésbica do que aparenta.

Gosto muito da Naya Rivera e ela roubou o show essa semana. Claro que não é todo mundo que vai amar essa nova situação, mas o que vale é que ela finalmente está saindo da zona de comforto e quem sabe finalmente vai dar uns amassos na Brittany, que obviamente foi a estrela das Telettubies quando decidiu que a campanha eleitoral de Mercedes não estava boa já que não tinha cartazes e coisas do tipo. LINDA!

Não estou gostando de como Sue está se comportando esses dias. Uma hora ela quer destruir o clube, quer aparar os cabelos sebosos de Will, quer usar toda a verba da história para novos pom-poms cheirosos e outra hora quer ser amiga e totalmente solidária. Além do mais, ela fez isso bem na frente de Burt e Will. Tem como piorar?

Sem contar que o debate veio em boa hora, já que Kurt estava quase ganhando o prêmio de personagem mais boring. Rachel também é uma boa candidata para o prêmio. Finalmente eles fizeram as pazes, mas sério, qual foi o motivo da Rachel entrar na disputa? Ela já tinha praticamente tudo para entrar na faculdade, precisava se submeter à outra humilhação? Pois, convenhamos, ninguém ia votar nela. Confesso, porém, que o discurso de Kurt foi emocionante e soltei um 'legal' enquanto via.

Uma coisa muito mais interessante que aconteceu no episódio foi o novo relacionamento sério de Puck. Ele fala que é adulto, mas precisou de uma lista de razões para os dois ficarem juntos. Sem contar que né, aquela apresentação foi fodástica. Puck está Hot for Teacher e eu estou Hot for Puck. Quero muito que essa storyline se desenvolva legal e que não tenha um final ou meio tão clichê assim.

As outras apresentações foram perfeitas, principalmente o Mash-Up de Rumor Has It e Someone Like You feito pelas Telettubies. Aliás, Lady Gaga? Quem se importa com ela quando temos a Bruxa Má do Oeste cantando igual uma Deusa (como sempre) para todo mundo ficar apaixonado? Bom, tinha o Will lá também.... Mas ele só atrapalhou mesmo.

@marcoacpontes

Talvez Você Curta

4 comentários

  1. Eu achei bem feito o Finn levar um super tapa da Santana, ele não tinha nada que se meter nos assuntos dela. Se bem que ela sempre pegou pesado com os insultos, ela merecia, mas não isso. Estou ansiosa para o episódio novo, mais uma vez com a música da Katy Perry, estou achando que o titio Ryan está devendo algo pra ela
    Eu eu fiquei apaixonada pela versão de Rumor Has e Someone Like You.

    ResponderExcluir
  2. Não acredito que o Darren Criss estava sem gel na apresentação de I Can't Go For That / You Make My Dreams. This is a miracle!

    ResponderExcluir
  3. Tapão de Santanão em Finnado foi o melhor momento do episódio.

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe