Blue Mountain State: Season 3 (3x06-3x13)

quarta-feira, dezembro 28, 2011


Go... Goats! 


Blue Mountain State se despede de 2011 com 13 episódios deliciosos, em uma temporada irretocável, mostrando tudo o que tem de melhor: canalhice, irreverência, besteiras e bastões de gelo.

O que fez com que a série ficasse tão querida pelos fãs foi que mesmo sendo ridícula (quase sempre), sempre consegue manter um episódio com os temas mais absurdos e com um roteiro delicioso.





BMS 3x06: Blackout


O dia que descobrimos que Thad não se chama Thad.

Outro episódio delicioso e suculento de Blue Mountain State, mostrando que o melhor jeito de treinar para um jogo que foi adiado é jogar o jogo da cerveja e tentar tirar a fama do ‘sofá’. Tenho certeza que Moran devia estar tão bêbado na hora que nem deve ter percebido que aquilo não era a pikachu da loira. Ele deve ter gostado do mesmo jeito.

O mais interessante foi descobrir que existe um Chad CHOCOLATE, que tem medo de campos de força e acha que Moran tem peitos. Os dois juntos foi uma coisa linda de se ver, sem contar que além de possuírem a mesma filosofia de vida, ainda explicam direitinho se uma baleia caga no oceano.

Claro que o mais legal do episódio foi descobrir que Thad se chama Kevin e de alguma forma, SEMPRE tem a ver com o pai dele. Queria ver mais episódios flashbacks com esse velho que provavelmente usava a buceta de borracha todos os dias. 


 
BMS 3x07: Superstition

Harmon é um dos melhores personagens da série e só agora descobrimos isso.

Em um ótimo episódio que envolveu até videntes e exorcismos, descobrimos que Harmon foi uma boa adição à série. Já no começo da temporada, quando ele apareceu sem roupa, só com uma gravata borboleta para participar da orgia na casa do coach Daniels, já sabia que coisa mais deliciosa viria por aí.

Ele é o que mais pensa e faz safadeza (e sim, estou falando de quando ele acorda e cheira as bolas dele) e descobrir um pouco mais sobre a vida dele foi divertido. Quem diria que Thad era o problema por trás de todos os outros problemas? Foi um exorcismo mais alto e nu que já vi na minha vida.

Pior foi Sammy, que além de não possuir nenhum talento, vai precisar ficar mais dois anos na faculdade, já que desde o segundo semestre do primeiro ano que ele não coloca os pés na sala de aula. Será que ele realmente achava que ser mascote contava como todas as disciplinas que precisa cursar para se formar?


BMS 3x08: Fun Facts

Tem como não amar Thad?

Se você pensa em BMS, você pensa em Thad. Simples assim! Ele é o coração, a alma, o corpo (ui) da série. Não dá para negar isso. Fiquei morrendo de pena quando Mickey contou exatamente o que fez com Marty anos atrás e convenientemente, foi o mesmo que aconteceu com Thad.

A questão é que obviamente o treinador armou para o loiro. Ficou falando temporada passada o tempo inteiro que não achava uma boa idéia ele ser um profissional tão cedo e logo no começo da temporada, BOOM, cocaína e sexo em um barco roubado? Muito, muito suspeito. O pior é que o jogador gosta tanto do treinador e as vezes é tão ingênuo que ele sempre cai nessas armadilhas.

Achei a participação de Denise Richards bastante irrelevante nesse episódio. Tirando a dançinha, nada mais foi divertido. Até a cena em que ela estava na cama com aquele velho foi completamente sem graça.

Engraçado como as coisas acontecem, né? Moran agora vai pagar um pau para sempre para Marty. Sem contar que ele deixou duas trepadas para depois só para ouvir mais histórias do treinador. Ou seja, algo realmente estava chamando a atenção. 


BMS 3x09: The "C" Word


Queria levar uma cabeçada do Thad.

Acho que nunca ri tanto e senti tanto nojo em BMS igual foi nesse episódio. Primeiro que teve Sammy com a versão 127 hours para a TV, que ao invés de cortar o braço, cortou o mamilo e ainda tomou da própria urina para não beber uma cerveja.

Achava que Thad estava muito mais estranho do que o normal no começo do episódio. O mais engraçado do episódio inteiro foram os lapsos de memória de Thad. O ator continua mostrando muito versátil, conseguindo passar de alegre para nervoso em um segundo.

Jogadores de football realmente são muito burros. O tal suposto “melhor amigo” de Thad, que mal aparece na série, contou na maior cara dura o que estava acontecendo para o treinador de ataque. Super desnecessário a presença dele até agora na série. Devia ter saído logo naquele episódio em que Debra deu de presente para ele vaselina para ele enfiar aquele livro bem fundo no rabo.


BMS 3x10: One Week

Miss Tits e bastões de gelo.

No primeiro episódio documentary que a série faz foi o primeiro episódio que fiquei decepcionado com ela.

Não teve muitas piadas e partiram bastante para o óbvio. Sem contar que usaram excessivamente Thad e depois de um tempo, tudo ficou muito mais forçado do que já é.

Deviam ter usado mais Sammy e tenho certeza que em estilo documentary ele iria ser de bom agrado, como sempre.

Reclamei que achei que o treinador de ataque podia muito bem ter ido embora a muito tempo, mas não, eu estava errado. Ele precisava ficar mais um tempo na série, sendo um canalha, só para levar não um, mas dois bastões de gelo no rabo. 


 
BMS 3x11: Death Penalty

BMS ficando sério.

Quem diria que depois de milhares de episódios só dando tapa na cara da sociedade com esse jeito canalha e irreverente de ser, a série resolve jogar direito?

Tirando o fato que o episódio foi bom muito, com todo mundo tentando descobrir quem é o espião e o Coach Daniels quase casando com Thad (ia ser lindo essa cena) por causa disso, a série me surpreendeu, jogando um pouco de drama nos segundos finais. Claro que isso não vai durar por muito tempo né, já que estamos falando de BMS.

Seria bem mais aceitável que Sammy fosse de fato o espião, mas esqueci de Thad. Como não achar bonitinho o altão sendo companheiro e tentando mostrar para o velho tudo o que o time tem a oferecer? Pena que ele é muito burro para entender certas coisas.

Sem contar que né, o time não é lá essas coisas, mas nesta temporada, por causa de Moran, eles foram para algum lugar.... E agora não podem mais jogar? Chato, muito chato.

 


 BMS 3x12x13: Corn Field

Season Finale com cara de Series Finale.

Foi um episódio diferente e completamente paradoxal. Espero mesmo que a série volte para uma quarta temporada, considerando que essa última foi uma DELÍCIA de se ver, sem contar que teve muitos momentos absurdos e suculentos que só os roteiristas de BMS conseguem nos proporciar de forma tão divertida.

Achava que eles manteriam o clima sério do último episódio, mas não pensei que os dois últimos episódios seriam desse jeito. Foi diferente, tá, mas mesmo assim, mostra o tanto que a série tem coração e mesmo nos momentos mais vagabundos, ela ainda consegue nos fazer emocionar.

Pra começar, amei aquela plantação de maconha. Se eu tivesse aquilo, estaria feito. O legal dessa temporada foi o tanto de atenção que os coadjuvantes receberam, e com bastante razão: eles são tão legais quanto os principais. As visões de Thad só fizeram com que o episódio fosse mais interessante ainda, culminando naquele jogo com diversas referências à Friday Night Lights. Só faltava um cadeirante.

Alex Moran, Thad, Sammy, todos.... Um time que fará falta se a série não voltar para uma quarta temporada. Fico muito feliz em ver a série, já que é uma das produções mais sem noção do mundo, mas que funciona tão bem. Sem contar que esse último episódio funcionou mesmo como uma celebração à série e ao time, considerando que eles não puderam ganhar o campeonato de forma 'legal'. 


No mais, espero logo por uma quarta temporada.... Se não acontecer, bom, pelo menos foi embora de um jeito bom e divertido.

Talvez Você Curta

1 comentários

  1. Mandaram muito bem com a season finale! Quero mais!

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe