Californication 5×01 (Pre-Air): JFK to LAX

quinta-feira, dezembro 22, 2011


Californication... Que saudades de você!

Como começar a fala sobre esse início da quinta temporada de Californication? Somente uma frase me vem à mente e acredito que seja a mesma assim como para todos os fãs da série – Finalmente ele voltou! – Para nossa sorte antes mesmo do planejado. Tenho que confessar que estava sentindo muita falta do nosso canalha preferido Hank Moody. 

Percebemos nesse episódio um salto de tempo muito grande entre o final da temporada passada e esse inicio de temporada, 3 anos. Pudemos perceber que a personalidade dele mudou bastante depois de todos os problemas que passou na temporada passada com a acusação de estupro estatuário referente ao lance que teve com a Mia lá no começo da série. Muita coisa deve ter acontecido nesse meio tempo e acredito que teremos que aguardar o desenrolar da temporada para entendermos tudo pelo que ele passou. 

Logo na abertura já dá para termos uma idéia do que está por vir, um Hank Moody novinho em folha. Pelo que pudemos perceber, ele está finalmente livre dos encantos de Karen. Gostei da definição dele comparando seu relacionando com uma droga, que mantinha uma dependência entre eles, mas no final das contas não deixava ninguém feliz. Que depois de superado, todos ficaram mais felizes. Pudemos ver que Hank assume realmente sua personalidade “danificada” e embarca numa vida desregrada fugindo de qualquer compromisso sério. Vejo isso como tudo o que Hank tem procurado desde o inicio da série, mas agora sem nenhum impedimento. Não podemos falar que ele não curte esse estilo de vida, mesmo tendo consciência que não é isso que ele quer para sua vida. Hank sempre teve muitos conflitos internos, mas agora parece que ele quer mesmo é deixá-los para trás e curtir a vida. 

Pudemos ver também que Karen fez a fila andar. Ela agora está casada com Richard Bates, o professor que ficou peladão durante um jantar e depois pulou pela janela porque queria nadar, lá no início da terceira temporada. Aparentemente em um relacionamento estável e maduro. Ela aparenta estar muito feliz com sua nova vida e chega a ser estranho não vermos a tensão sexual entre Hank e ela. Já Becca realmente encarnou a personalidade da adolescente aborrecente. Já achava ela insuportável na temporada passada, pelo que pudemos ver agora, parece estar muito pior. Ela está agora na faculdade e namorando com Tyler (Scott Michael Foster), um garoto um pouco mais velho que ela, que por sinal também é parecido com Hank. Achei muito legal que nem o Hank nem o Bates gostam dele. Estou torcendo para que explorem melhor esse assunto, seria realmente muito divertido. 

O que falar de Charlie Runkle o fiel e querido amigo de Hank? Ele finalmente conseguiu chegar à marca dos 100, depois de longos 3 anos desde o inicio de sua jornada. Ele tem agora um filho, o pequeno “Runklezinho” com seus 2 anos e meio de idade. Pudemos perceber que ele manteve um bom relacionamento com sua ex-esposa Marcy, que por sinal acabou decidindo se assumir com Stu. Achei engraçado ver que a Marcy está agora passando por uma renascença sexual. 

Acredito que o plot principal da temporada vá girar nesse novo trabalho de Hank como escritor de um filme para o Rapper Samurai Apocalypse (RZA). Pudemos perceber um foco muito grande nesse ponto, fazendo toda a trama ser direcionada para isso. Desde ele fugindo de NY por causa da doida que deu o fora, por Charlie oferecendo esse novo trabalho a ele, por ele ter conhecido a Kali durante o vôo e depois descobre ser a garota do rapper e por último seu apartamento sendo incendiado pela doida de NY impedindo que ele volte para lá. Como que forças sobrenaturais da vida o forçassem a ficar por lá e aceitar o trabalho. 

Particularmente acredito que essa temporada tem tudo para ser excelente. Estou muito otimista que não vamos nos decepcionar. 

Destaques memoráveis do episódio:

- Na abertura Hank ensaiando no banheiro para dar o fora na Carrie e depois todo o barraco que ela fez bem no meio do restaurante.

- Bates falando para Hank que não gostava do namorado da Becca e de como queria fazê-lo sofrer. Hank dando o maior apoio a ele foi fenomenal.

- Hank pegando a Marcy e o Stu no quarto “com a mão na massa” e chamando o Charlie para ver. Depois ainda Stu explicando o porquê chamava o Viagra de “Niágara”.

- Hank pegando o Charlie bem no momento em que cruzava a linha dos 100. Depois ainda Charlie falando que estava feliz por Hank estar lá bem no momento da conclusão de sua jornada.


E você, o que achou desse episódio? Quais são as suas expectativas para essa nova temporada? Não deixe de comentar!

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe