Covert Affairs 2x13-15: A Girl Like You/Horse to Water/What's the Frequency, Kenneth?

quarta-feira, dezembro 21, 2011


Um jogo de xadrez é codinome para armas militares russas.

Em mais um ótimo episódio, Covert Affairs junta minha dupla favorita depois de Annie e Ben. Annie e Eyal. Os dois são ótimos juntos e fiquei muito contente quando percebi que desse episódio não passava... Mas não, de alguma forma, Annie ainda não conseguiu nenhuma ação além de quase ficar bêbada esperando por um cara que provavelmente não irá aparecer novamente por um bom tempo.

Foi bastante interessante descobrir mais sobre a vida do agente, principalmente quando o que ele havia dito era mentira. Ele queria mesmo era matar o informante, já que ele foi o responsável por um atentato nas Colinas de Goda, que matou a irmã. Irônico que Annie, de alguma forma, piorou toda a situação ao amarrar o cara na cama. Às vezes ela não é uma boa agente mesmo.

Pensei que Jai teria uma participação maior na série, mas ele continuava lá, reclamando. Sem contar que deve ter aparecido menos de dois minutos no episódio inteiro. Auggie, por outro lado, está com o pior plot dessa segunda parte da temporada, o amor incondicional que ele sente por uma garota que ele mal conhece e nem consegue ver.

Sem contar que no início ela disse que passaria 2 anos longe. 2 anos longe do Auggie? Ninguém iria aguentar. Se tivesse passado algum tempo entre o episódio da semana passada e o deste, tudo bem, mas não passou. Ou seja, não dá pra acreditar que ele estaria perdidamente apaixonado por ela a ponto de colocar tudo para os ares.

2x14: Horse to Water

De alguma forma, os roteiristas de Covert Affairs conseguem criar uma atmosfera densa que vai culminando, até atingir o ponto máximo do episódio. Nada foi diferente aqui, sem contar que tivemos muito desenvolvimento de personagem, já que Annie teve que lidar com um caso das irmãs, sendo que a própria anda tendo alguns probleminhas com a dela. Covert Affairs eleva o território da TV americana para outros níveis, sem sombra de dúvida.

Um dos únicos problemas da série atualmente é que, estão demorando muito tempo para desenvolverem logo a storyline de Jai. Episódio passado ele virou um super coadjuvante, nesse episódio ele ainda parecia perdido em uma história que até o próprio personagem não sabe o que está fazendo.

Pelo menos deram um break do romance de Auggie e com a outra whatever girl. Eu espero que deixem quieto por um bom tempo, pois sabemos que ele não a conhece muito bem. Imagina se ela é, na verdade, uma espiã da Rússia? Aí sim teria algum sentido.

Felizmente, o caso dessa semana foi bastante sólido, o que me fez torcer para qualquer outra pessoa. Queria muito que tivesse alguma reviravolta no final. A irmã boazinha que cuida de cavalos podia muito bem ser a informante. Mesmo assim, foi tenso quando as três se encontraram e Annie quase foi atingida. Sem contar que a loira finalmente tomou coragem e decidiu começar o treinamento de armas. Isso é algo que Annie estava precisando a séculos.

2x15: What's the frequency, Kenneth?

Um dos problemas que tive com esse episódio foi o furo imenso na resolução da história. Seria bem mais interessante se estivéssemos lidando mesmo com uma bomba e não com uma pessoa. Sem contar que nem falaram por que o contrabandeado era procurado, mas tudo bem. Senti a falta de alguma coisa nesse episódio, mas não sei muito bem o que foi.

Por outro lado, o personagem da semana, Kenneth, foi bem legalzinho e fez uma boa parceria com Annie. Sem contar que as intenções dele poderiam ser bem diferente. Talvez ele sabia desde o começo que ela era da CIA e foi por causa disso que ele a abordou.

Finalmente deram um final para o romance mais rápido da série, Auggie e a menina. Totalmente desnecessário. Não aprendemos nada de interessante e fiquei extremamente irritado com ela termiinando tudo. Sem contar que episódios passados, deram a entender que Auggie iria segui-lá para onde ela for, o que não faz muito sentido.

O plot de Jai foi a coisa mais interessante do episódio, já que durante o episódio não aconteceu nada mesmo. Ele devia saber, já que é filho de um manipulador, que algo estava errado com aquela missão. Jai podia, no mínimo, ter pesquisado um pouco mais, antes de mandar uma equipe para a Bolívia. Já no primeiro dia, todos foram capturados. Não deu pra entender, porém, porque Arthur decidiu fazer uma extração e ainda deixar Jai levar o crédito. Será que ele sabia, desde o início, porque Jai abriu a missão novamente e se sabia, o que ele vai querer em troca?

@marcoacpontes

Talvez Você Curta

0 comentários

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe