Grey's Anatomy 8x10: Suddenly

sábado, janeiro 07, 2012


Emoção, tristeza e felicidade. Uau, Grey's Anatomy continua com tudo.

Depois de um episódio mega bombástico e um bom tempo de férias, Grey's Anatomy retoma de onde paramos e no mesmo nível de antes. Tinha minhas dúvidas se este retorno conseguiria manter a série no topo como nos nove episódios iniciais da temporada, afinal a série sempre sofre um pouco no meio da temporada com uma certa desacelerada nas tramas, mas tenho a impressão que 2012 será mais um ano brilhante de Shonda Rhimes, pelo menos este episódio dá a entender que sim. 

Como se não bastasse os momentos de mentira e agonia do último episódio, Shondinha resolveu brincar um pouco mais com Teddy, fazendo-a de boba durante quase todo o episódio. Eu não sei como ela faz isto dá certo, mas em um minuto a gente está super desconfortável vendo a Cristina mentindo para a atendente e logo depois a gente se diverte com os gritinhos das duas e com a música animada na sala de cirurgia. O momento da revelação da morte de Henry  também foi ótimo com Yang tentando ser fria e dando detalhes médicos e Teddy implorando para ela dizer com todas as palavras que seu marido estava morto. Kim Raver é uma boa atriz, mas pela primeira vez em Grey's Anatomy ela foi capaz de me emocianar com sua excelente atuação, talvez porque a personagem pela primeira vez deixou de ser avulsa na série. Já Sandra OH sempre brilhou e as coisas  parecem que não vão mudar tão cedo. Além de todas as cenas com Teddy, Sandrão mandou muito bem também confrontando Owen por fazer ela passar por esta enorme saia justa. Não dá para acreditar que esta mulher nunca ganhou um Emmy (principalmente quando eu lembro que a Katherine Heigl ganhou e ela não).

Mas o que resume a oitava temporada de Greys até então é a volta de Meredith como protagonista, mais uma vez sua história foi muito boa. O caso da família foi ótimo e comovente, coitada da menina que acabou de fazer dezoito aninhos e ao invés de estar ganahndo um carro ou bebemorando teve que assistir à morte de seus pais e sua avó e ainda tomar uma decisão de gente grande. Mas o que reamente foi ótimo foi a redenção da Assistente Social Mega Evil, que inesperadamente apareceu aos 45 minutos do segundo tempo devolvendo Zolla para sua família. Não tem como não ficar feliz por Meredith e por Derek (mesmo que ele esteja tão mala ultimamente), ficaria um vazio muito grande em nossos corações se a fofinha da Zolla não ficasse com eles. Só espero que os roteirista sejam capaz de manter o alto nível da série e boas histórias para a sua protagonista. Que os dias monótonos de Meredith lendo um livro na cama não voltem nunca mais.


No restante do episódio, Lexie acabou dando o braço a torcer e assumindo para si mesma que gosta da nova namorada de Sloan, Bailey acabou tentando uma reaproximação com o anestesista que tinha ido para a Amazônia passar vergonha numa série horrível, Karev continuou sendo o Karev dos últimos anos e Callie teve a difícil missão de assumir a culpa perante o marido de sua paciente. 

Nossa, bastante coisa aconteceu, mas queremos mais. Sempre queremos mais de Grey's Anatomy, esta série sessentona com corpinho de vinte.

Talvez Você Curta

8 comentários

  1. Me lembrou muito o episódio Golden Hour, não sei porque... E coitada da Yanh. EMMY PARA SANDRA OHHH!!

    ResponderExcluir
  2. Realmente lembrou Golden Hour, acho que é porque a Meredith ficou se desdobrando entre os vários casos da família.

    ResponderExcluir
  3. Adorei tudo. E me emocionei como há muito tempo não acontecia com Grey’s. Ri com a Lexie simpatizando com a rival (aquela cena da cirurgia do olho deu muita aflição, nossa). Mas meu coração sofreu mesmo com a Cristina – minha favorita desde sempre – que não merecia ter que dar aquela notícia pra Teddy. E a Zola voltou! Também achei inesperado, mas como em Grey’s felicidade não dura…. Ao contrário do ditado, eu não confio na Shonda, rsrsrs! Enfim, Grey’s voltou linda, e segue linda nessa temporada. Se esta for a última, pelo menos diremos adeus em grande estilo.

    ResponderExcluir
  4. Quando eu terminei de ver esse episódio, meu primeiro pensamento foi "Sandra Oh TEM que ganhar um Emmy por esse episódio" ela estava incrivel, não estava forçada, ou simplesmente fria, como no começo da sétima, mas totalmente humanizada, tentando ser uma mulher profissional mas no fundo só querendo sair gritando e correndo dali, ela não chorou desesperadamente, ou gritou e quebrou tudo, mas toda a emoção necessária ela conseguiu passar pelo sinples olhar de impotencia e isso sim foi incrivel!
    O mesmo para Kim Raver que estava ótima, incrivel que eu nunca dei taaanta importancia para a Teddy, mas ai vem Shondalinda e me deixa apaixonado por ela em dois episodios!

    ResponderExcluir
  5. Shondinha, sempre trazendo e matando novos personagens! Confesso que nao gostei de plot Danny Duquette novamente; mas se foi pra mostrar que Teddy é capaz de nos emocionar, foi válido! chorei litros quando ela foi ver o amado já morto e música de fundo só fez nos MATAR ainda mais de emoção! #pqp Agora tia Shonda terá que trazer outro par para Teddy sem estar com o pé na cova como foi o caso do Henry! nota 10/10

    ResponderExcluir
  6. Mto bommm.... me segurei pra não chorar.
    Melhor cena da 8 temp: Cena final com a Zolla voltando e New York do Snow Patrol ao fundo..... cena simples e perfeita com uma trilha mais que perfeita.
    Entra para o hall de Melhores Cenas de GA ever and ever

    Shondalinda brincando mais uma vez....

    ResponderExcluir
  7. Avisa pra Yang q ela retirou o cori da Titia Shonda para reparos e não colocou ele de volta no lugar. Oi? Queeeeeee ep. phoda! rs

    Little Grey sempre me faz dar ótimas risadas!!

    Por favor, ou inventam algo descente pro Karev ou matem [snif snif] ele!!

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe