The Good Wife 3x14: Another Ham Sandwich

quinta-feira, fevereiro 09, 2012


Embora abrupto, o possível término da investigação de Wendy Scott-Carr contra Will criou o aquele que, sem hesitação, pode ser chamado de o melhor episódio da temporada.

Devo começar essa review ressaltando a habilidade dos roteiristas de The Good Wife em construir pequenos arcos ao longo de alguns episódios que, além de apresentarem os personagens sob novos ângulos, culminam sempre em resoluções formidáveis.

A habilidade da equipe criativa da série em unir os pontos soltos no passado que, apenas mencionados, pareciam ter pouca importância é algo deve sempre ser elogiado. Por exemplo, o dinheiro que Will tirou da antiga empresa que trabalhava para pagar dívidas, o documento falsificado com a assinatura de Alicia há poucos episódios atrás, como Will e Daiane passaram a confiar muito mais um no outro depois de toda a disputa com Bond na temporada passada, tudo isso somado são apenas alguns dos elementos que constroem esses fascinantes pequenos arcos em The Good Wife. Se olharmos para trás, é fácil ver todas essas tramas se conectando, nada é apresentado por acaso na série ou é esquecido.

Mesmo que inesperado — acreditava que essa trama perdurasse por mais algum tempo, com desdobramentos mais ameaçadores para Will — o fim dado nesse episódio a ameaça que Wendy Scott-Carr representava teve idéias inspiradas dos roteiristas. A estranha traição de Kalinda no episódio anterior, por exemplo, foi bem justificada, sendo apresentada como o plot twist decisivo que mudou o rumo do caso. Assim como Wendy, o espectador também fora distraído pelas falsas evidencias entregues a Dana, tornando a mudança de rumo apresentada durante os depoimentos imprevísivel.

Obviamente o episódio não viveu apenas desse plot twist, mas também das excelentes cenas de depoimento, com David Lee sendo sempre cínico, Will jogando uma bomba após a outra contra Wendy e a reação intempestiva de Alicia ao perceber o absurdo do toda aquela situação.

A reação a derrota de Wendy, quando Peter diz que seu trabalho está encerrado, é catártica. Com isso fica clara a habilidade dos roteiristas em manipular as preferências do público de maneira eficiente, criando uma personagem detestável — Wendy — se utilizando de pequenos detalhes na inseridos na sua composição — a sua constante atitude como se ela vivesse em um pedestal moral que a colocasse acima de todos os outros reles mortais, o sorriso e a cordialidade artificiais que escondem suas reais intenções entre outros detalhes — e que, quando finalmente derrotada pelos ‘mocinhos’ — entre aspas já que The Good Wife não recorre claramente a esse tipo de dicotomia —, gera facilmente um sentimento de alegria pela vitória dos protagonistas.

São momentos assim que fazem The Good Wife digna do reconhecimento que tem.

@hadrielsm 

Talvez Você Curta

2 comentários

  1. Não podemos esquecer da Elsbeth Tascione.... impagável

    ResponderExcluir
  2. Foi épico! Elsbeth Tascioni e sua desenvoltura, David Lee e seu deboche, Menina Caitlin e sua inteligência, Will mais articulado do que nunca, Kalinda toda trabalhada na ludibriação, Dana e sua fúria, e cary como sempre mt sensato e coerente... aliás acho q se fosse ele na negociação com kalinda ele teria sido bem mais cuidadoso e esperto!

    E claro! Alicia linda e poderosa mostrando q a única q pode olhar por cima os outros réles mortais nessa série é ela! "You are out of control!" olhar de superiora e sai andando (realmente acredito q o roteiro seja assim rsrs)

    Mas me decepcionei um pouco qnd ela ñ contou pros filhos... tah sendo meio estúpidazinha.

    Mas achoq o arco principal da temporada ñ termina ae... lambra o lance q tds achavam q no fim das contas toda a fúria de Wend ia acabar se virando pra Peter... pois é... aguardem q vem coisa por aí... eu acho...

    ResponderExcluir

Comenta, gente, é nosso sarálio!

Subscribe